Em entrevista a um jornal italiano, Salvador Sobral afirmou que 'Amar Pelos Dois', canção vencedora do Festival Eurovisão 2017, poderá ficar fora do seu próximo álbum: "É uma fase que terminou com a Eurovisão e não quero ficar preso a uma canção".

Um mês depois de ter conquistado a primeira vitória de Portugal no Festival Eurovisão, Salvador Sobral esteve à conversa com o jornal italiano Corriere della sera, tendo admitido que a vida mudou imenso depois da conquista em Kiev: "A minha vida mudou de forma positiva, mas também com algumas coisas negativas. Tenho imensos pedidos, imensos concertos e alguns convites para fora do país. E as pessoas abordam-me imenso na rua... É este o aspeto que menos gosto: a invasão da privacidade" confessou, tendo admitido que se sente um animal no ZOO: "As pessoas pedem para tirar fotos... Do género: eu quero tirar uma foto com esta pessoa porque quero colocar no Facebook. Faz-me sentir um animal no Jardim Zoológico".

Garantido que os programas musicais são "apenas positivos para ter um primeiro contacto com o público e com a televisão", Salvador admite sentir-se um profeta do jazz com a vitória histórica no Festival: "Acredito que a minha música tem chegado a muitos, porque nela há sentimento, verdade, sinceridade e autenticidade".


Tal como havia referido antes do concurso, o cantor português elogiou a candidatura italiana no certame: "Era uma canção forte, tanto pelo sentido lírico como na mensagem satírica sobre a sociedade ocidental. Não é uma canção de rádio com texto banal, mas sim uma canção que nos faz pensar" afirmou, revelando o seu cantor italiano favorito, Raphael Gualazzi. "Ele respondeu-me a elogiar a canção. Atualmente será muito complicado, mas poderá surgir uma parceria" revelou Salvador Sobral sobre o cantor que, em 2011, conquistou o 2.º lugar para Itália no Festival Eurovisão.

Sobre o próximo álbum, Salvador Sobral afirmou "ainda haver tempo, mas estou a compor em casa com um amigo meu", sendo que "estará pronto em maio do próximo ano". Contudo, ao contrário de todas as expectativas, "Amar Pelos Dois" poderá não fazer parte do álbum: "Não sei se a canção estará incluída. É uma fase que acabou com a Eurovisão e não quero ficar preso a uma canção. Quero fazer um registo na linha do meu primeiro álbum e aventurar-me no jazz e nas influências latinas".



 Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Corriere della sera/ Imagem/Vídeo: eurovision.tv

4 comentário(s):

  1. Anónimo22:16

    Lol é só o que tenho a dizer !

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:11

    Compreendo.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:21

    Acho que faz bem. Até porque vendo bem, o registo da música da Eurovisão é diferente do registo que ele pretende para os seus álbuns.

    ResponderEliminar
  4. Luis Andre Santos01:44

    O Raphael Gualazzi também é o meu cantor italiano preferido (e graças à eurovisão), tenho comprado todos os discos dele desde então, pena não vir a Portugal, até cheguei a falar com os promotores do Cool Jazz Fest, mas eles mandaram-me pastar ... pode ser que o Salvador o consiga trazer cá a Portugal. um concerto a dois quiçá

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top