Agora que Portugal ganhou o direito de organizar o Festival Eurovisão da Canção 2018, todas as atenções se voltam para aquelas questões que nunca foram colocadas antes, já que se trata da primeira vez que Portugal irá receber o maior programa de televisão do mundo: qual a cidade que irá acolher o evento? Qual a arena? E quais os apresentadores escolhidos para as três galas em direto? É sobre este último ponto que nos debruçamos em mais um artigo especial. 

Apresentar o Festival Eurovisão da Canção é uma experiência que quase todos os profissionais da comunicação e televisão gostariam de poder escrever um dia no seu curriculum e na sua biografia. O profissional, ou profissionais, que tiver essa função, será visto em direto por mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo. Para ser apresentador do maior programa de televisão do mundo em direto, há que obedecer a alguns critérios. Critérios esses que nos foram dados a todos, com humor, por Måns Zelmerlöw, vencedor do Festival Eurovisão de 2015 e apresentador da edição seguinte sediada em Estocolmo: Independentemente do que acontecer em direto, o apresentador tem de estar sempre feliz e com uma atitude positiva! Tem de manter a calma e deixar que o programa decorra em normalidade, mesmo que esteja em pânico! Tem de mostrar credibilidade e “namorar” com as câmaras! Tem de ser o melhor amigo do telespectador! Não há nada sobre a Eurovisão que ele ou ela não saiba! O apresentador ideal do festival Eurovisão promove o suspense em direto! E, sobretudo, trabalha em equipa!

Bom, depois destes preciosos ensinamentos de Zelmerlöw, quais serão as escolhas da RTP? A opção da televisão pública portuguesa poderá passar por apresentadores diferentes para as semifinais e para a final, como aconteceu em Moscovo 2009; por três apresentadores do sexo masculino como em Kiev 2017 ou por três apresentadoras do sexo feminino como em Viena 2015; por um casal masculino e feminino como em Estocolmo 2016; por uma apresentadora só, como em Malmo 2013; por dois homens e uma mulher como em Copenhaga 2014; ou por duas mulheres e um homem, opção repetida em Oslo 2010, Dusseldorf 2011 e Baku 2012. Os apresentadores escolhidos poderão sê-lo de profissão, ou então a opção passar por manequins, atores, cantores, atores ou humoristas! Ao apresentador formal das décadas passadas, cada vez mais temos visto apresentadores que juntam características de representação com humor ou ter outros atributos como saber cantar e dançar! A RTP poderá optar, por fim, por uma solução alternativa nunca vista!

Para além das galas em direto, a RTP terá de selecionar apresentadores para a “passadeira vermelha” e cerimónia de abertura, para as conferências de imprensa e para os concertos do Euroclub. Alguns meses antes, os sorteios das semifinais e ordens de atuação.

Eis alguns dos nomes que poderão vir a estar em cima da mesa:



Catarina Furtado

A mais conceituada apresentadora da RTP, escolha da televisão pública para conduzir muitos dos seus programas emblemáticos, será não temos dúvidas um dos nomes avaliados. Para além de apresentadora, é atriz e embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População. Tem mais de uma dezena de canções registadas como autora, a mais popular talvez seja “Solta-se um beijo” interpretada pela Ala dos Namorados. Em 2005, Catarina Furtado foi condecorada como Comendadora da Ordem de Mérito pelo Presidente da República Jorge Sampaio. Foi coapresentadora das últimas duas edições do Festival da Canção.

José Carlos Malato

Na RTP, começou no Top+, seguindo-se o programa de entretenimento das tardes de segunda a sexta-feira, ‘Portugal no Coração’. Neste programa criou tal empatia com o público que, em pouco mais de um ano, se tornou um dos principais rostos da estação em horário nobre, onde apresentou diversos concursos. Nos últimos anos, a RTP tem escolhido Malato para a condução de alguns dos maiores programas e galas em direto. Alia a apresentação ao humor, como se viu no festival Eurovisão 2017 onde fez o papel de comentador dos diretos.

Sílvia Alberto

Apesar de ser licenciada em teatro, é na apresentação de programas de televisão que Sílvia se notabilizou. Na SIC popularizou-se como apresentadora do concurso Ídolos. Ainda na SIC, apresentou as edições de 2004 e 2005 dos Globos de Ouro com Herman José e Fátima Lopes. Regressou à RTP1 em 2006 com Dança Comigo. Seguiram-se Aqui há Talento, Operação Triunfo, Olha quem Dança, Masterchef, Topchef e 7 edições do Festival da Canção. Em 2017 apresentou a final do Festival no Coliseu dos Recreios com Catarina Furtado, uma dupla que foi muito elogiada pelo público.



Júlio Isidro

Júlio Isidro é reconhecido como um dos mais bem-sucedidos profissionais da televisão portuguesa. Em 2015 apresentou, com Catarina Furtado, a final do Festival da Canção e em 2017 foi presidente de júri das semifinais. Tem mais de 57 anos de experiência, com dezenas de programas apresentados, alguns dos quais estão guardados nas memórias dos mais populares e reconhecidos de sempre.

Daniela Ruah

Daniela Ruah é atriz radicada nos Estados Unidos da América. Fala inglês e português fluentemente e consegue manter uma conversação também em espanhol e em francês. Desempenhou a mesma personagem, "Kensi Blye", em três diferentes séries: "NCIS: Investigação Criminal", "Investigação Criminal Los Angeles" e "Hawaii Five-0". Foi nomeada para os Teen Choice Awards, em 2010, na categoria de Melhor Atriz numa série de televisão de ação, pelo seu trabalho em “NCIS: LA”. Poderá ser uma das escolhas da RTP, caso pretenda uma cara conhecida internacionalmente.

Pedro Fernandes


Pedro Fernandes, também conhecido por Pacheco, é ator, locutor, guionista e humorista. Ficou conhecido do grande público como apresentador do programa “5 para a meia noite”. Para além de outros programas na RTP, apresenta em horário nobre o Got Talent Portugal. Tem sido aposta da RTP para captar um público mais jovem.



Sónia Araújo

É apresentadora da RTP há mais de 20 anos. Tem formação em dança e bailado. Trabalhou no programa “Luar” da TV Galiza, desde 2007, onde foi coapresentadora de Xosé Ramón Gayoso. Apresentou o Festival da Canção 2001 e de novo em 2017. Representou Portugal em Londres, juntamente com Ricardo Silva, no primeiro Festival Eurovisão da Dança, tendo alcançado o 5.º lugar. Em 2012, Sónia lançou o projeto “Sónia e as Profissões” que marcou sua estreia numa obra especialmente dirigida ao público infantil e que conta com CDs e DVDs.

Diogo Morgado

Ator de diversos programas, séries, filmes e telenovelas. Internacionalmente ficou mais conhecido por desempenhar o papel de Jesus Cristo na minissérie A Bíblia e no filme Son of God, um trabalho que lhe valeu vários elogios, incluindo a sua presença como convidado no programa da Oprah Winfrey. Caso a RTP queira uma cara conhecida internacionalmente, este poderá ser um trunfo.

Filomena Cautela


Atriz e apresentadora, tem no currículo a participação em diversas telenovelas portuguesas e ainda a apresentação de programas de relevo na MTV e nos canais da RTP, nomeadamente do programa “5 para a meia noite”. Foi porta-voz do voto do júri de Portugal na Eurovisão 2017, mas em março passado já tinha sido coapresentadora do Festival da Canção 2017, mais dedicada ao “Green Room”. Há quem a veja no mesmo papel na Eurovisão 2018.



Diogo Infante

Ator, encenador e apresentador, é um dos mais conceituados profissionais da televisão, tendo protagonizado séries e novelas nos três canais de televisão, no teatro e no cinema. Consegue conciliar vários papéis e funções em simultâneo, elogiando-se normalmente a sua enorme capacidade de trabalho. Desempenhou o cargo de diretor artístico do Teatro Maria Matos, de 2006 a 2008.

Suzy

Susana Guerra, mais conhecida por Suzy, foi a representante de Portugal no Festival Eurovisão 2014. Conquistou enorme popularidade entre os eurofãs, sendo a artista portuguesa que mais convites recebeu e mais atuações fez em eventos organizados por organizações de fãs da Eurovisão. Três anos depois, continua a ser convidada, como aconteceu recentemente em Madrid. Em 2015 foi escolhida pela RTP como porta-voz do voto de Portugal na Eurovisão.

Pedro Granger

Fã confesso da Eurovisão, assistiu 7 vezes ao festival ao vivo. Confessou nas redes sociais que seria “um sonho” apresentar o evento de Lisboa. Pedro é ator e apresentador. Ficou conhecido do grande público por apresentar, com Sílvia Alberto, o Ídolos na SIC entre 2003 e 2005. Em 2012 a dupla volta a encontrar-se na apresentação do Festival da Canção. Nesse mesmo ano, foi o comentador da RTP na Eurovisão. Nos últimos anos, tem trabalhado sobretudo em telenovelas da TVI.



Ana Sofia Martins

Ana Sofia Martins nasceu em Portugal mas é descendente de cabo-verdianos. É modelo, apresentadora de televisão e atriz. Em julho de 2012, venceu o casting da MTV Portugal, tornando-se VJ do canal. Em 2014 lançou o seu próprio blog, o Universo da Ana Sofia, e tornou-se apresentadora da SIC Mulher com o programa A Minha Vida Dava um Blog. No mesmo ano, apresentou a cerimónia de entrega dos Prémios Sophia, da Academia Portuguesa de Cinema, na RTP. Em 2015 estreia-se como atriz de telenovelas.

Herman José

Herman é o verdadeiro “one man show”. Já apresentou de tudo um pouco, e fá-lo há décadas sobretudo na RTP. É ator, destacando-se no humor, sendo o ídolo da grande maioria dos humoristas das novas gerações. É também cantor: são muitos os seus êxitos, destacando-se "A cor do meu baton" com o qual concorreu ao Festival da Canção em 1983. Há muitos anos que a Eurovisão não escolhe, para apresentador, uma cara da geração de Herman José. Será desta?


Que outros nomes poderiam estar nesta lista? Comente em baixo e justifique as suas escolhas!



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL Imagem: GOOGLE 

91 comentário(s):

  1. Anónimo23:25

    Gostava de ver a Suzy na Red Carpet

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:29

      também eu, ou até mesmo na apresentação dita "normal"

      Eliminar
  2. Anónimo23:38

    Esqueceram-se do Fernando Mendes, que por acaso é um nome em que está a falar muito pela RTP, não está nada confirmado, claro, mas estão a falar muito no trio Fernando Mendes, Catarina Furtado e Filomena Cautela...
    E pelos vistos não é mesmo segredo porque já vi esta informação a ser difundida noutros sítios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:14

      Eu gostava de ver a Suzy também

      Eliminar
    2. Anónimo00:26

      Deve ser....uma pessoa que admite diversas vezes em direto que não percebe nada de inglês. Não me chocava que fosse escolhido para o FC 2018 ...

      Eliminar
    3. Anónimo04:49

      O HOST principal, só há 1 que tem gabarito para isso, e chama-se Herman José, ponto.

      Humor (saber fazer humor em inglês atenção), fluente em inglês, à vontade, carisma, fala também alemão francês e espanhol...

      Eu diria mesmo que o Herman José está escolhido desde o 1º minuto.

      Eliminar
    4. Fernando Mendes????? Por amor de DEUS .. Ké aquilo???

      Eliminar
  3. Rui Ramos23:51

    Há aqui nomes de sonho! Daniela Ruah, Diogo Morgado e, claro, Catarina Furtado seria ouro sobre azul

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23:59

    Falta o Eládio Climaco e a Ana Zanati :-(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:02

      De toda a imensa Lista possível, o Eládio é o único que tem o "coração" na ESC. Pena já estar reformado... pois era a minha escolha!

      Eliminar
  5. Daniela Ruah e Diogo Morgado

    ResponderEliminar
  6. Anónimo00:09

    Nada de Júlio Isidro e Fernando Mendes ou Malato, pelo amor de Deus!
    Querem-se caras jovens e divertidas. Da lista destacaria, claramente, a Filomena. Para fazer uma dupla tanto poderia ser o Pedro Granger, o Pedro Fernandes ou a Sílvia. Gostaria da Suzy para a Red Carpet. A Catarina Furtado é uma ótima profissional, mas não a vejo a apresentar este tipo de evento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:28

      O malato disse algures esta semana que prefere que sejam caras novas na apresentação do ESC, e que não se importava de ficar novamente nos comentários. Não sei precisar onde li.

      Eliminar
  7. Lúcia Moniz e Luciana Abreu creio que também seriam opções válidas e credíveis assim como a Vânia Fernandes x-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:29

      Para mandar um caralhetes era do melhor a lucy.

      Eliminar
    2. haha para apresentar assim... não! só para o momento cómico...

      Eliminar
    3. Anónimo01:11

      É do Norte caragoooo

      Eliminar
    4. Anónimo11:25

      AHAHAHAH

      Eliminar
  8. Eu proponho duas alternativas, a Sónia Balacó e sei que há pessoas do mundo do teatro que querem o Pedro Penim a apresentar o festival

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:29

      Se temos apresentadores para que utilizar gente dessa?

      Eliminar
    2. Anónimo02:26

      MAS QUEM É a Sónia Balacó????

      Eliminar
    3. Anónimo11:26

      Era da água de mar, e tem muitos mais outros projetos, embora este seja o unico q sei

      Eliminar
  9. Anónimo00:15

    Ninguém se Lembrou da Joana Teles ;( . É uma excelente profissional e fez um trabalho bastante competente ao apresentar os votos de Portugal em 2011,2012 e 2014.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:37

      Se levasse o decote de 2015 no FC isso é que era!

      Eliminar
    2. Rúben01:06

      também ja tinha pensado nela, e acho que em 2015 ela tb apresentou o festival da canção, onde o decote dela deu muito que falar!

      Eliminar
    3. Rui Ramos01:10

      A Joana Teles ficaria bem a apresentar os sorteios e na passadeira vermelha

      Eliminar
    4. Anónimo12:15

      A Joana Teles é uma boa opção para passadeira vermelha, sorteio ou conferências de imprensa. Já para a apresentação do concurso, a escolha deve recair em alguém com maior reputação.

      Eliminar
  10. Catarina Furtado é a escolha óbvia para mim

    ResponderEliminar
  11. Anónimo00:19

    Suzy para a passadeira sem dúvida. Filomena Cautela também era maravilhosa e a Catarina Furtado não nos deixaria mal. Também me agrada o Pedro Fernandes.
    Fernando Mendes só se for para ser o comic relief daquilo tudo. Com os Homens da Luta lá pelo meio.

    ResponderEliminar
  12. Pedro Carvalho00:27

    Gosto de um modelo de apresentadores nas semifinais e outros na final.

    Para a Final: Catarina Furtado, Diogo Morgado + Filomena Cautela (green room)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:39

      Claro que vão ser vários. Se no FC 2017 a RTP utilizou 20 apresentadores, no ESC vai utilizar 40. Desde que não seja o velho e experiente Isidro...

      Eliminar
    2. Anónimo09:49

      Eu gosto do Fernando Mendes

      Eliminar
  13. Anónimo00:33

    Victoria Guerra (atriz)
    Miguel Nunes (actor)
    Filomena Cautela ( para a greenroom)

    MS

    ResponderEliminar
  14. Anónimo00:34

    Também gosto muito da rapariga de cabelo pelos ombros que acompanhou a comitiva este ano, para os especiais de kiev semfiltro, ela era agradável para as conferências de imprensa.
    MS

    ResponderEliminar
  15. Anónimo00:35

    Encontrei por acaso este instagram e têm algumas ideias engraçadas para o design de 2018. Até achei uma boa ideia os azuleijos! ☺ ja tinham visto?instagram.com/frankoakdesign

    ResponderEliminar
  16. Anónimo00:38

    Acho que a Lúcia Moniz também poderia ser uma escolha muito válida por ter sido, até ao Salvador, a detentora da melhor classificação Portuguesa na Eurovisao e porque tem grande fluência no Inglês também.

    ResponderEliminar
  17. Anónimo00:39

    Também achoque seria muito interessante um sketch de uma adaptação de uma cena do 'Love Actually' com a Lúcia Moniz e alguns dos membros originais do filme. Só para contextualizar que a nossa 2ª melhor posição foi alcançada pela «Aurélia» xD.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo00:40

    Júlio Isidro não pelo amor de Deus !!

    ResponderEliminar
  19. mas essa gente fala toda ingles fluentemente?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:13

      As frases que leem sao poucas, aprendem rapido

      Eliminar
  20. Anónimo00:46

    Não sei se o Fernando Mendes é de facto uma opção em cima da mesa, principalmente por não ser bonito nem jovem (algo que parece ser o único critério para a EBU, o que eu acho a maior das idiotices), mas ele é um excelente apresentador com um sentido de humor apuradíssimo (as pessoas que aqui o rejeitam provavelmente nunca lhe prestaram a devida atenção) que até nem cairia mal na apresentação de algum destes eventos. Se calhar para o ESC em si não seria o melhor, mas vejo-o na red carpet ou assim a mandar as suas piadas aos concorrentes x) por isso apoio

    ResponderEliminar
  21. Anónimo00:49

    O trio que apresenta o Aqui Portugal (Joana Teles, Hélder Reis e Joana Camacho) pode não reunir as preferências da maioria do pessoal (por não serem tão populares), mas a verdade é que encaixam perfeitamente e como uma luva no perfil dos apresentadores do ESC... São jovens, têm classe, algum humor, desembaraço quando as coisas nos directos não correm bem e sabem falar em inglês.

    O pessoal não parece gostar aqui muito deles, mas é inegável que são o trio que eu mais rapidamente vejo a apresentar o ESC, por terem perfil. A Catarina Furtado é lindíssima, mas só trabalha com teleponto e com coisas ensaiadas, quando há situações inesperadas em directos ela não é a melhor a reagir (e no ESC há sempre situações inesperadas, nomeadamente nos votos).

    ResponderEliminar
  22. Anónimo00:50

    Filomena Cautela e Suzy, por favor.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo00:57

    Acho que o trio Filomena, Sílvia e Catarina era muito bom! Gostava de ouvir outra vez o Malato nos comentários. Fez um excelente trabalho acompanhado com o outro senhor. Admito que gostava de ver o Pedro Granger a apresentar o ESC.

    ResponderEliminar
  24. Anónimo00:57

    Eu acho que a Filomena Cautela tem um ingles decente, mas não é o melhor. Por mim ia a Daniela Ruah. Temos tantos bons apresentadores que sabem falar ingles sem sotaque.

    ResponderEliminar
  25. Anónimo01:38

    Para mim era Vasco Palmeirim com Joana Teles/Silvia Alberto/Catarina Furtado (pela ordem de preferencia)
    Na green room a Filomena Cautela e na red Carpet Suzy

    ResponderEliminar
  26. Anónimo01:40

    diogo morgado e daniela ruah. são bem sexys e bem conceituados. para mim são...

    ResponderEliminar
  27. Anónimo02:12

    Para mim:
    -Apresentadores: Daniela Ruah e Pedro Fernandes (ou Pedro Granger)
    -Greenroom: Filomena Cautela
    Por favor, o Malato/Júlio Isidro não!!! Não sei se a Catarina Furtado terá boa pronúncia em inglês...

    ResponderEliminar
  28. Anónimo02:28

    Um só apresentador, bem falante, sexy e bon como o milho é a minha proposta: RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE! RUI ANDRADE!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:36

      Bom esforço, Rui Andrade. Tenta concorrer para o ano!

      Eliminar
  29. Anónimo07:26

    Tendo em conta o sucedido nos últimos anos e o expectável apostaria num grupo só de mulheres bonitas portuguesas. Claro que esta seria a minha preferência, mas existem muitas mais que podem fazer um excelente trabalho. Estas 4 penso que reúnem o essencial... Visualmente já sabemos, capacidade de improvisação essencial num show desta dimensão, domínio de línguas, empatia com o público...
    Daniela Ruah (apresentadora)
    Catarina Furtado (apresentadora)
    Filomena Cautela (green room)
    Suzy (Red carpet)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:03

      "num grupo só de mulheres bonitas portuguesas"

      ai que seca! só gajas? nem pensar!

      Eliminar
  30. Anónimo07:48

    Palco: Catarina Furtado e Diogo Infante;
    Green Room: Filomena Cautela;
    Red Carpet: Érica Fontes e Pedro Granger;
    Sorteio (meses antes): Sónia Araújo e José Carlos Malato.

    ResponderEliminar
  31. Sara Sampaio. Diogo morgado. Daniela ruah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo08:54

      Já vi a sara Sampaio como entrevistada e não gostei

      Eliminar
    2. Anónimo08:54

      Já vi a sara Sampaio como entrevistada e não gostei

      Eliminar
  32. Anónimo08:52

    Nunca tinha pensado na Ana Sofia. Gosto muito de a ver. É bom que o esc espelho a multiculturalidade de Portugal

    ResponderEliminar
  33. Anónimo08:53

    Nunca tinha pensado na Ana Sofia. Gosto muito de a ver. É bom que o esc espelho a multiculturalidade de Portugal

    ResponderEliminar
  34. Anónimo09:07

    Pedro Granger e Silvia Alberto! Filomena Cautela na Green Room

    ResponderEliminar
  35. Anónimo09:11

    Catarina Furtado e Diogo Infante é uma escolha de sonho. Adorava que fossem eles. A química entre eles é incrível. Não existe melhor para passar beleza, simpatia e classe. Na Green Room a nossa querida Suzy. Também gostei muito do nome da Ana Sofia Martins.

    ResponderEliminar
  36. Anónimo10:10

    Eu queria que fosse a dupla Catarina Furtado e Sílvia Alberto, com Filomena Cautela ou Sonia Araújo naGreen Room

    ResponderEliminar
  37. Desde que não seja o Malato pode ser um qualquer

    ResponderEliminar
  38. Anónimo10:25

    Nelly Furtado

    ResponderEliminar
  39. Anónimo10:41

    Mas está tudo louco? Há uma série de nomes aqui falados que não podem por estar contratualmente ligados a outros canais ou serviços ou não querem porque não se sentirão à altura! O Digo Morgado tem contrato de exclusividade com a TVI, asssim como a Daniela Ruah com a norte-americana CBS. O Fernando Mendes tem humildade suficiente para saber que não é um evento para si. O Diogo Infante também tem contrato com a TVI. A RTP tem apresentadores suficientes e de gabarito para dar conta do recado!

    ResponderEliminar
  40. No palco Catarina Furtado e Diogo Infante pela experiência e carisma, juntamente com Filomena Cautela e Ricardo Araújo Pereira pelo à vontade e sentido de humor apurado perante um público e câmaras. Além destes apresentadores Diana Chaves pelo excelente trabalho desenvolvido como apresentadora; Diogo Morgado e Daniela Ruah por serem reconhecidos além fronteiras além decoutros atributos que lhes são reconhecidos. Esta é a minha equipa "vencedora", que estarão concerteza aptos a levarem a bom termo esta odisseia!

    ResponderEliminar
  41. Anónimo10:55

    Catarina Furtado e Diogo Infante pela experiência e carisma; Filomena Cautela e Ricardo Araújo Pereira pelo sentido de humor inteligente e à vontade perante público e câmaras; também Diana Chaves pelo magnífico trabalho que desempenhou como apresentadora; Diogo Infante e Daniela Ruah por serem conhecidos além fronteiras e outros atributos que lhes são reconhecidos. Estes fariam parte de uma verdadeira equipa de sonho para levarem a bom termo esta odisseia! ....

    ResponderEliminar
  42. Anónimo11:12

    Ricardo Araújo Pereira e Daniela Ruah. Na green room, a Ana Sofia

    ResponderEliminar
  43. Anónimo11:16

    Eu muito sinceramente é uma das duplas que mais gosto de ver na televisão. .. A minha escolha passava também pela Cristina Ferreira, Manuel Luís Goucha, Fátima Lopes... por exemplo ... porque temos também a Daniela Rush, Diogo Morgado entre outros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:21

      eles (felizmente) pertencem aos quadros da tvi

      Eliminar
  44. Anónimo11:32

    Suzy!! Suzy!! Suzy!!

    ResponderEliminar
  45. Anónimo11:45

    Sílvia Alberto

    ResponderEliminar
  46. Anónimo12:03

    MAS QUEM É a Sónia Balacó????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:02

      Sónia Balacó foi (talvez ainda seja) modelo e estudou representação em Inglaterra. Penso que quem sugeriu o seu nome o tenha feito por depreender que fala bem inglês. Bom, Catarina Furtado também estudou representação em Inglaterra e, quando entrevista um artista em inglês, dá erros, às vezes graves. Quanto à pronúncia, será que tem de ser perfeita? Penso que bastaria a pessoa ter um inglês fluente, com a chamada "pronúncia continental". No fundo, alguns dos aqui propostos falam inglês americano. Para quem acha ser necessário mostrar-se multiculturalidade através da presença de alguém que não seja "branco", aqui deixo um nome: Cláudia Semedo, muito ligada à RTP. Mas a multiculturalidade não tem de mostrar-se necessariamente na cor da pele dos apresentadores. Há momentos musicais nos intervalos e/ou no início que poderão, de forma eficaz, mostrar a miscigenação da nossa música. E terá forçosamente de haver momentos de humor? Terá de fazer-se "como os outros"? Sobriedade não será também eficiência?

      Eliminar
  47. Anónimo12:09

    Temos aqui um leque excelente de apresentadores. Na minha opinião devíamos retornar à fórmula de um casal de apresentadores com alguém na green room, de preferência do sexo feminino. O ideal é tentar trazer alguém de renome internacional mas, se não for possível, alguém com créditos firmados em Portugal.

    Apresentadora: Daniela Ruah, Catarina Furtado ou Ana Sofia Martins
    Apresentador: Diogo Morgado, Herman José, Diogo Infante ou Pedro Fernandes
    Green Room: Filomena Cautela ou Suzy

    ResponderEliminar
  48. Tantos apresentadores para quê? Para tornarem o programa ainda mais chato e comprido? Um já seria suficiente desde que fosse bastante bom a apresentar e, vá lá, a improvisar se preciso fosse. Para a sala colorida um entrevistador de qualidade, que não fizesse sempre as mesmas perguntas óbvias.Não quero ferir susceptiblidades, não vou dizer se são melhores ou piores que os demais, só faço questão de sugerir dois nomes,que até já não são novidade, porque alguém mais já os mencionou. Para apresentar o show a nossa estrela de Holywood, Daniela Ruah e para entrevistar os participantes o rex dos judeus Diogo Morgado.Mas, seja como como for, sugiro sempre gente gira mas com talento.

    ResponderEliminar
  49. Anónimo13:08

    É complicado falar de nomes quando são pouquíssimos os nomes com vínculo à RTP. A RTP como tem um orçamento de luxo, fora os extras chorudos, claro que pode pagar a bons comunicadores e 'entertainers' do País. Alguns talentos reconhecidos estão nas televisões privadas. Da lista aqui indicada, o cabeça de cartaz é o Herman José, pelo seu talento reconhecido, por ser homem dos 7 instrumentos (comediante, apresentação, representação, canto, instrumentista (piano, guitarra,...), compositor, etc.), dominar várias línguas (inglês, francês,... Alemão, o que é um bónus único!!). É o único que não iria envergonhar Portugal. Alguns nomes aqui, só apresentando o FC já "fazem pelas pernas abaixo" e são uma grande seca monocórdica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:28

      Excelente ponto de vista!

      Eliminar
  50. Anónimo13:31

    Suzuki nem de perto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:27

      suzuki? wtf ahahahah não lhe chames de suzuki (presumo que te refiras à Suzy)

      Eliminar
  51. Anónimo14:33

    Rui Andrade e Carlos Costa vão para os ensaios técnicos

    ResponderEliminar
  52. Aposto no avozinho simpático Marcelo Rebelo de Sousa...

    ResponderEliminar
  53. Daniela Ruah, Diogo Morgado, Pedro Granger e/ou Filomena Cautela.

    ResponderEliminar
  54. Herman e Catarina Furtado.

    O primeiro por ser um fantástico comunicador: fala perfeitamente as línguas quase todas (as que não souber é homem para inventar e fazer graças com isso....) e sabe de certeza cantar as músicas todas dos festivais!

    A segunda pela sua beleza tipicamente portuguesa, simpatia, simplicidade e empatia natural que cria com as câmaras.

    Tudo é resto são segundas opções...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo05:30

      concordo... os 2 melhores de longe... o resto é quase tudo treta.

      Eliminar
  55. Anónimo21:14

    GALAS EM DIRETO (1ª SEMI-FINAL,2ª SEMI-FINAL e FINAL)
    FILOMENA CAUTELA (GREEN ROOM)
    SÍLVIA ALBERTO
    CATARINA FURTADO

    PASSADEIRA VERMELHA
    SUZY

    CERIMÓNIA DE ABERTURA
    JOSÉ CARLOS MALATO

    CONFERÊNCIAS DE IMPRENSA
    JÚLIO ISIDRO

    CONCERTOS DO EUROCLUB
    PEDRO FERNANDES e DANIELA RUAH

    SORTEIOS DAS SEMI-FINAIS E ORDENS DE ATUAÇÃO
    PEDRO GRANGER E SÓNIA ARAÚJO.

    ResponderEliminar
  56. Catarina Furtado, Sílvia Alberto e Pedro Granger. Competentes, simpáticos e bem dispostos!

    ResponderEliminar
  57. Vamos lá a ver, sempre as mesmas caras e as mesmas vozes também não. Fazem-me lembrar aquelas famílias juntas muito tempo, que às vezes dá vontade de sair só para ver outras caras e ouvir conversas diferentes. Será preciso fazer um referendo? Façam concursos como nas grandes empreitadas.Há gente em Portugal muito capaz de apresentar um programa destes sem terem que recorrer sempre aos mesmos sortudos. Não vamos querer para o nosso país um monopólio género Monetta e São Marino.

    ResponderEliminar
  58. Anónimo00:23

    Tem de ser gente jovem e bonita. Não me parece que a RTP tenha, tem que estagiar novatos. Não façam fracas figura.

    ResponderEliminar
  59. Anónimo21:51

    Daniela Ruah, Diogo Morgado e Pedro Teixeira! só não sei se o Teixeirinha fala inglês fluente e também se a TVI iria deixa-lo ir fazer um trabalho na concorrência.

    ResponderEliminar
  60. Anónimo22:28

    Ãcima de tudo, tem de ser alguém que nao deixe a RTP ficar mal. O espetáculo vai ser visto em todo o mundo, é dinâmico, como qualquer grande produção televisiva em direto tem uma boa dose de imprevisibilidade, logo tem de ser alguém com inglês impecável (em francês é só decorar os números e treinar a pronúncia dos mesmos). A Daniela Ruah e o Diogo Morgado garantem total proficiência em inglês. Não se esqueçam que os apresentadores não vão apenas ler o teleponto, vão também interagir com os artistas, com os reresentantes dos outros países no momento das votações, sendo que toda a condução das galas tem de ser natural e genuína. Para além do domínio ao nível "nativo" do Inglês, a Daniela e o Diogo são rostos internacionais, têm prestígio, telegenia e comunicam com facilidade. São apostas seguras e que deixam a organização totalmente descansada, por isso parece-me presenças obrigatórias nas galas.

    Depois escolheria também para as galas a Catarina Furtado, talvez. O domínio do Inglês não seria um problema, é telegénica, tem uma experiência de décadas em termos de apresentação televisiva, seria uma escolha natural.

    Para a Green Room, escolhia a Mia Rose que garante o inglês, está habituada à dinâmica dos programas televisivos (The Voice), tendo até já trabalhado para a RTP. A ela juntar-se-ia um homem (jovem de preferência) com o perfil das figuras mencionadas.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top