O representante português no Festival Eurovisão 2017, Salvador Sobral, apelou, esta tarde, a uma solução para a crise de refugiados: "SOS Refugees" pode ler-se na camisola usada pelo cantor após os ensaios.

Semanas depois de ter revelado a intenção de aproveitar os segundos depois da atuação para passar uma mensagem aos espectadores do Festival Eurovisão, o representante português Salvador Sobral parece ter encontrado a solução. O cantor utilizou esta tarde uma camisola com a frase "SOS Refugees", um claro apelo a uma solução para a crise mundial de refugiados, conforme se pode ver numa gravação de um site grego. Contudo, até ao momento, não foi revelado qualquer pormenor sobre a mesma, sendo expectável que o cantor a utilize na green room depois da atuação.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Vídeo: gossip / Imagem: eurovision.tv


49 comentário(s):

  1. Anónimo19:26

    PELO AMOR DE DEUS!!!!! [-(

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:40

    Gosto da música e do Salvador como artista, agora esta situação dos refugiados, não concordo nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:07

      Se o país onde mora entrasse en guerra e precisasse procurar refúgio noutro país para sobreviver,já concordava,não?...Orgulho no Salvador :)

      Eliminar
    2. Anónimo22:34

      A isto chama se inteligencia amigos! Com esta camisola o Salvador vai por a Europa toda de olhos nele. E vai arrecadar mais pontos. Isto é uma questão de arrecadar mais pontos. Os fas da eurovisao vao adorar um tipo que aparece num festival europeu a apelar à solidariedade. Parabens

      Eliminar
  3. Anónimo19:40

    Ai não por favor

    ResponderEliminar
  4. Anónimo19:43

    Oh não.... #politics

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19:43

    Se passar à final - o que desejo, sobretudo pela belíssima canção - espero que use uma "t-shirt" com algo como "No more rape". Mulheres na Alemanha, na Áustria, na Holanda e na Suécia - infelizmente só para dar alguns exemplos, porque a lisa seria maior - agradeceriam. Já agora: quando atuou em Portugal, não lhe ocorreu usar uma "t-shirt" na "green room"? Também haveria alguns temas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:52

      A "lista", claro...

      Eliminar
    2. Anónimo19:58

      Infelizmente há muita violência contra as mulheres e a maior parte nada tem a ver com refugiados, muita dela acontece dentro das portas de casa

      Eliminar
    3. Anónimo20:53

      O aumento do número de violações nos países que referi infelizmente tem a ver com refugiados, sim, habituados que estão a outra cultura. Naturalmente que, entre tantos, há gente de grande dignidade, com vontade de recomeçar e singrar de forma honesta.

      Eliminar
  6. Anónimo19:43

    Não não não porfavor não, espero bem que amanhã não leve esta camisola para o palco...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo19:44

    Ele não vai usar isso no acto da cancão pois não? I hope not.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:00

      Claro que não... se ele usar é apenas depois da atuação na Green room... eu não vejo mal nenhum é um desejo dele ver a crise de refugiados resolvida acho que não tem nada de mal...

      Eliminar
  8. Anónimo19:56

    Partilho da opinião dele, há que ajudar e tentar solucionar esta tragédia e ajudar a que não se percam mais vidas nas travessias pelo mar.... ajudar todos que fogem dos horrores da guerra e tirania... que a visibilidade tb sirva para isso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:15

      concordo plenamente

      Eliminar
  9. Anónimo20:13

    Até fico flashado com a quantidade de comentários xenófobos,pouco inteligentes e insensíveis que vão aparecer por aqui. E infelizmente já começaram... Muito bem,Salvador :)

    ResponderEliminar
  10. Anónimo20:17

    Estamos a falar de quais refugiados? Os da Siria? Os mesmos que recusaram ficar em Portugal para irem para Alemanha? Quando estamos em situação de guerra, acho que qualquer acolhimento são bem vindos, mas sinceramente existem vários países árabes que poderiam os acolher e não o fazem, agora nos Europeus temos de estar sempre de braços abertos? Please no!

    Quanto a Eurovisão se toda a gente fala que tudo política, agora o Salvador leva política até eles. Face to Face.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:40

      Mais conhecimento histórico, por favor. Nas duas guerras mundiais, nós europeus, precisámos da ajuda e de refúgio noutros países que nos acolheram. Temos o dever de estar de braços abertos. Embora concorde que alguns países árabes devessem ter as suas responsabilidades.

      Eliminar
    2. E acrescento ao anónimo das 20h40
      A Síria foi um dos países que mais acolheu refugiados europeus durante a segunda guerra mundial.
      Acolher os refugiados sírios é uma forma de agradecer à Síria pela ajuda que deu a diversos cidadãos europeus.
      Para não dizer que neste momento os países do norte e oeste da europa estão não só ajudar os cidadãos da Síria, mas também a Grécia, que é um país com um economia muito fraca e que está a levar com um grande fluxo de pessoas que estão a fugir da guerra. Para não falar da Macedónia e outros do sudeste da europa.
      Se a eurovisão é uma ferramenta que existe para fomentar uma ideia de identidade europeia, no mínimo devemos ter em conta que acolher refugiados é ajudar os nossos irmãos europeus.

      Eliminar
    3. Anónimo23:30

      De certo que os refufiados que a Síria acolheu, não recusavam ficar lá, mas aproveitavam o facto de estarem a salvo. Muitos dos refugiados agr querem se ur embora de Portugal. Pobres e mal agradecidos.

      Eliminar
  11. Anónimo20:17

    Ele não vai usar isto no palco, mas poderá ser entrevistado no backstage enquanto decorre a votação do público. PÉSSIMA IDEIA.
    Deve se manter NEUTRO!!!

    ResponderEliminar
  12. Anónimo20:23

    Ria-me se ela levasse uma com "ANTI EUROPEAN UNION"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:50

      Ele é dessa opinião???

      Eliminar
    2. dúvido que seja, mas ele usar uma t-shirt com essa mensagem seria uma excelente ideia para perder a eurovisão

      Eliminar
  13. Anónimo20:25

    Ele não vai utilizar a camisola durante a atuação, a Joana da RTP já o confirmou através do Instagram.

    ResponderEliminar
  14. a comitiva ja lhe devia ter ensinado as regras...nada de politiquices na eurovisão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:51

      A comitiva está à frente dele, ela não tem olhinhos?

      Eliminar
  15. Anónimo20:31

    Enfim... Onde estão os criticos da Jamala agora? Caladinhos? Pois é...

    ResponderEliminar
  16. Anónimo20:32

    Fixe! Ele também acha que os políticos estão a dormir! (h)

    ResponderEliminar
  17. Anónimo20:43

    O caneco já é nosso este ano. Isto foi o Guterres que pediu ao Salvador para lhe fazer este favor. Em troca, ele (Guterres, novo manda-chuva da ONU) dá uns toques ao Jon Ola Sand para que Portugal ganhe. Tá no papo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:52

      Só se for dessa maneira, pelo menos foi assim que cá ganhou.

      Eliminar
  18. Anónimo20:46

    salvador partilhou um novo video no facebook

    ResponderEliminar
  19. Pedro Carvalho20:47

    Acho que não se deve misturar alhos com bugalhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:53

      Um(a) bugalho por lá anda :))

      Eliminar
    2. Anónimo20:53

      A comitiva deste ano tem uma ligaçao estreita à palavra bugalho :-)

      Eliminar
    3. Anónimo21:04

      AHAHAHAHAHA

      Eliminar
  20. Anónimo20:49

    Um close up da actuação de hoje: https://www.youtube.com/watch?v=LHQfzkyH384

    ResponderEliminar
  21. Anónimo20:56

    Nada contra a intenção dele, mas isto só prova que ele não tem noção do que é a Eurovisão.
    Mesmo não participando em nenhuma iniciativa pré-eurovisiva, mesmo faltando aos ensaios técnicos, o Salvador poderia se ter informado minimamente sobre o que é a Eurovisão: existe uma coisa chamada internet.

    ResponderEliminar
  22. Anónimo21:04

    Com a dita camisola, em entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=xVdNQs47nP8

    ResponderEliminar
  23. Anónimo21:06

    Tanto veneno que está espalhado nestes comentários. O Salvador está a fazer os maiores esforços para estar ali durante uma semana, deixem-no em paz. Ele vai fazer o seu trabalho durante os 3 minutos e após isso é livre de apoiar as causas que quiser. Tenho dito.

    ResponderEliminar
  24. Quero relembrar a todos os lemas das últimas edições da eurovisão:

    2013: We are one
    2014: #JoinUs
    2015: Building Bridges
    2016: Come Together
    2017: Celebrate Diversity

    ResponderEliminar
  25. Anónimo23:27

    O que está o Salvador Sobral a fazer pelos refugiados para além de usar uma camisola?

    ResponderEliminar
  26. se não me falha a memória, a Loreen quando esteve no Azerbeijão dedicou-se a visitar associações que defendiam os direitos das mulheres... não quero comparar os dois cantores, apenas mencionar que já não é a primeira vez que algumas pequenas ações reivindicativas fazem parte do ESC... há quem se dedique a fazer girar uma trança, cada um define as suas prioridades

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:38

      "há quem se dedique a fazer girar uma trança, cada um define as suas prioridades"

      =)) =)) =)) =))

      Eliminar
    2. Anónimo23:56

      "há quem se dedique a fazer girar uma trança"!! HAHAHAH Obrigado pela maior gargalhada de hoje. (h)

      Eliminar
    3. Anónimo06:02

      Por acaso "quem se dedica a fazer girar uma trança" tem feito muito pela diversidade no seu próprio país; há cinco anos seria impensável representá-lo (só é pena não o fazer com uma canção melhor...).

      Eliminar
    4. Anónimo07:43

      Comentário parvo e injusto. Fazer girar uma trança faz parte do espectáculo. É trabalho. Com certeza ele terá causas que apoia. E, com certeza, não precisa de usar o ESC para mostrar que é bonzinho e santinho!

      Eliminar
  27. Anónimo00:17

    (h) (h)

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top