Salvador Sobral já deu a conferência de imprensa de vencedor do Eurovision Song Contest. O cantor afirmou que "tudo o que eu quero é fazer música e cantar e acho que as pessoas viram isso. Nas próximas edições espero que os países tragam músicas diferentes".


Não é um sonho. Portugal venceu mesmo o Festival da Eurovisão. Se ainda não acreditava tudo se tornou realidade quando Salvador Sobral compareceu na conferência de imprensa do vencedor. O representante português fez-se acompanhar por Luísa Sobral, Carla Bugalho e Gonçalo Madaíl.

Salvador Sobral revelou que não entendeu bem o que se estava a passar. "Não percebi os votos. Acho que tens de ser um matemático para perceber aquilo. Mas alguém da nossa equipa disse que ganhámos e isso foi uma surpresa", afirmou. "Foi muito bom sentir o apoio dos fãs".

Mas esta vitória não vai afetar o dia a dia de Salvador nem fazer subir o seu ego.  "Vou continuar a fazer o meu trabalho. Trabalhar no meu segundo álbum. Nunca escrevi uma canção para tocar nas rádios. O meu álbum saiu em 2016 e ninguém lhe ligou nenhuma. Depois deste festival as pessoas ficaram a conhecer-me e compraram-no. É espetacular mas só quero viver a minha vida. Não penso em mim como um herói nacional, isso seria estranho". disse.

Sobre as repercussões desta vitória, o músico português afirmou que "se puder trazer alguma mudança à música em geral seria a minha melhor alegria. Precisamos de música com conteúdo, com letras lindas. Se ajudar a trazer alguma mudança à música ficarei muito feliz. Tudo o que eu quero é fazer música e cantar e acho que as pessoas viram isso. Nas próximas edições espero que os países tragam músicas diferentes".

Luísa Sobral foi questionada sobre o que acha que fez o público votar em Portugal. A compositora de Amar Pelos Dois  respondeu que "foram vários fatores mas a interpretação dele foi o principal, foi o que fez as pessoas votar. Isso aliado à simplicidade da música".

Jon Ola Sand entregou a pasta com as primeiras indicações para a organização da Eurovisão 2018 à delegação portuguesa. O supervisor executivo do Festival da Eurovisão afirmou que vai ser um desafio complicado mas que beneficiará a cidade anfitriã e o país. Jon Ola Sand revelou ainda que concorda com Salvador Sobral quando este afirmou que trouxe a música de novo para o concurso. 

Esta e outras notícias também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: eurovision.tv

11 comentário(s):

  1. Acho que o melhor de tudo isto é que o Salvador é o único de todos os participantes que no fundo nem queria ganhar o festival

    #salvadorable

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso não é verdade, http://www.dn.pt/artes/interior/salvador-sobral-admite-que-pela-primeira-vez-gostava-de-ganhar-8462899.html.

      Eliminar
    2. Não fazia ideia, obrigado por me corrigir.

      Já agora, alguém sabe se é verdade que o Salvador é o segundo melhor clasificado da eurovisão depois do Alexander Rybak?

      Eliminar
    3. Estive a confirmar nesta página:

      https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Eurovision_Song_Contest_winners

      E a música "Amar pelos dois" é a 2ª música com mais votos da história da eurovisão, no 3º está a música "Euphoria" da Loree e no 1º "Fairytale" do Alexander Rybak

      Eliminar
    4. Anónimo06:59

      É o que tem mais pontos de sempre, mas não se podem fazer comparações diretas porque este novo método de divulgação dos resultados tem dois anos. Podemos sim comparar os nossos 700 e tal pontos com os 300 e tal da Jamala.

      Eliminar
    5. Anónimo08:27

      É mesmo o melhor classificado de sempre!

      Eliminar
  2. Luis Andre Santos02:14

    Pessoal, já pensaram? Para o ano já estamos na final ! Curtia que os apresentadores fossem a Daniela Ruah, a Nelly Furtado e quiçá o Diogo Morgado, pela projecção internacional e domínio do inglês ... e já se ouvem pedidos para que o Cristiano Ronaldo também faça uma pequena participação

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo07:01

      Nelly Furtado era top. Mas temo que a RTP escolha os da casa e depois temos aquela vergonha alheia quanto à fluência do inglês deles. A probabilidade de serem robóticos como estes ucranianos não é assim tão baixa.

      Eliminar
  3. Ponham agora aqui os vossos comentários " como nao gostam da musica", "que é muito parada", "que com outra música(uma pimbalhada qualquer) podíamos chegar mais longe". Parabéns Manos Sobral pela vitória da música ligeira portuguesa e por calarem essas pessoas que pensam que temos de ser uma "uma boneca de plástico" pra que gostem de nós!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo06:48

    "O supervisor executivo do Festival da Eurovisão afirmou que vai ser um desafio complicado mas que beneficiará a cidade anfitriã e o país"
    Desafio complicado...? Portugal tem um histórico incrível como anfitrião de grandes eventos e esta abécula vem dizer isto? Vai dizer que é mais fácil organizar em Kiev ou em Baku do que em Lisboa? Haja paciência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:24

      Pensei exactamente no mesmo xDDD basta olhar para o Euro 2004, que toda a gente falou tao bem :)

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top