A RTP acaba de anunciar a presença de Nuno Galopim em Kiev, onde juntamente com José Carlos Malato, terão a cargo os comentários dos três espectáculos do Festival Eurovisão da Canção. O crítico musical assumiu este ano a posição de consultor para o Festival da Canção. 

A RTP confirmou há instantes que Nuno Galopim e José Carlos Malato serão os comentadores do Festival Eurovisão da Canção 2017. O nome do apresentador já tinha sido avançado há dias, como pode recordar AQUI, sabendo-se hoje oficialmente que Nuno Galopim juntar-se-à a ele nesta tarefa.

Recorde-se que em 2016 Nuno Galopim comentou, com Hélder Reis, o Festival Eurovisão, a partir de Lisboa. Desta vez, estará em direto de Kiev. Este ano, foi consultor da RTP para o Festival da Canção.  "Quando a hora diz que é de trabalho que se trata, deixo sempre o fã em casa", afirmou Nuno Galopim à RTP. "Aqui é uma enorme responsabilidade que tem o sabor de um velho sonho que se começou a concretizar quando, no ano passado, a RTP me desafiou a comentar, na companhia do Hélder Reis, a Final do Festival da Eurovisão. Lá estávamos num estúdio em Lisboa, a receber as imagens em direto de Estocolmo acompanhados pela Carla Bugalho, nossa chefe de delegação (…) Este ano a coisa ganha mais responsabilidade ainda. Primeiro com todo o envolvimento como consultor para o Festival da Canção, trabalho que coloco juntamente com o processo de localização dos inéditos de António Variações para os Humanos como um dos mais entusiasmantes da minha vida profissional. E agora com a ida a Kiev… Responsabilidade porque nunca fui a um Festival da Eurovisão “in loco” apesar de os ver desde 1971." Ao ESCPORTUGAL, Nuno Galopim acrescentou: "Não sou de autógrafos, mas não saio de Kiev sem um de Verka Serduchka."

José Carlos Malato é defensor da canção escolhida pelos portugueses e pelo júri para representar o país na capital ucraniana. Garante estar confiante de que Salvador Sobral ficará "num ótimo lugar na classificação europeia", afirmou à RTP.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: RTP / Imagem: GOOGLE

12 comentário(s):

  1. Anónimo19:18

    Não gostei muito dos comentários no ano passado, a ver como se sai este ano

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:23

    Odiei os comentários dele no ano passado... Que pena que esse Nuno Galopim tenha voltado, é pena que ele não tenha recebido críticas suficientes. Esteve o espectáculo todo a dizer mal das canções e falava assim que acabava a canção, não dando espaço a que se ouvisse os artistas a agradecer. E falava também durante os recaps, só a dizer coisas sem jeito nenhum.
    Na minha opinião esse senhor devia ser afastado da Eurovisão, pois para ele "é tudo mau" e a RTP deveria demarcar-se dessa postura se querem que a Eurovisão tenha audiências. Mais do que uma competição, a Eurovisão é um PROGRAMA que se vê e ouve, e que de facto é muito agradável. Estar a ver o programa e a ouvir aquele comentador a dizer que é tudo mau leva-me a achar-me estúpido e a pensar "Porque estou a perder tempo a ver esta trampa?".
    Má opção. Gosto do Malato, não gosto do Galopim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:16

      O ano passado não vi pela RTP vi pelo Youtube, mas o Nuno foi assim tão mau? pelo seu comentário já percebi que sim lol.

      Eliminar
  3. Gosto imenso dos dois comentadores. Ótimas escolhas!

    ResponderEliminar
  4. Por acaso até gostei do trabalho do Nuno o ano passado, vamos ver como corre

    ResponderEliminar
  5. Rui Ramos21:40

    Excelente. Juntar ao humor do malato o conhecimento profundo do esc por parte do Galopim, promete

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:55

    Ele conhece muito da Eurovisao. Ele o ano passado teve algunas opinioes um bocado descabidas do tipo dizer que nao percebeo sucesso da bulgaria e que lhe parecia que nso ia ficar num bom lugar. No entanto e melhor que os do Ramon Galarza em 2015 muito mas muito. Quanto ao comentar em cima dos agradecimentos e do postcard como foi referido em comentarios acima, quando querem qye comente? Em cima da musica? Aunica coisa que podrm fazer e apenas dar uma opiniao reduzida. Tipo uma frase ou duas pequenas.. Para nao ocupar o postcar do pais seguinte onde devem alar sobre esse artista. Mas la esta acho que deviams ercomentarios um pouco mais imparciais e nao criticar uma musica por exemplo...tentar referir spre mais aspetos positivos que negativos.. Boa sorte aos dois apesar de querer tambem uma mulhercom eles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:38

      Se os comentadores de outros países porque é que só os nossos não conseguem?
      Um segundo de agradecimentos é mais valioso (por ser só 1) que 5 segundos nos postcards seguintes. Era muito mais sensato fazer as críticas (sendo assim tão crucial para ele fazê-las) depois, não interrompendo os artistas.
      Eu sou fã, sou espectador, tenho favoritos, voto e gasto dinheiro: o mínimo que posso exigir é que me permitam ouvir as palavras que os artistas querem dirigir a mim e ao resto do público.

      Eliminar
  7. Anónimo01:17

    Ora aqui está um sinal de que voltou a haver dinheiro (no país): a maior parte das estações participantes manda um comentador; a RTP paga a viagem a dois. Aproveitando a onda financeira favorável, sugiro um gasto avultado à RTP, mas que talvez traga contrapartidas: que uma vez por dia passe o vídeo (pobrezinho, mas honrado) da canção portuguesa na RTP Internacional. É que o FC de março acabou tarde (no centro da Europa, por exemplo, onde há a mania de as pessoas se deitarem antes das duas da madrugada, se vão trabalhar de manhã nesse dia, há uma hora de diferença). Há um género de MTV local em países da ex-Jugoslávia, na Grécia e na Bulgária, e os vídeos das canções desses países passam várias vezes durante o dia. À RTP só peço/sugiro uma vez por dia. É que o resultado do ESC também se decide por televoto e há espetadores da RTP Internacional que têm telemóvel ou telefone... Quanto ao comentador Nuno Galopim, os meus votos de muito boa viagem e um "lembrete": se uma estação de televisão está a transmitir um dado programa e um seu funcionário/colaborador vai, ao mesmo tempo, dizendo mal do que se vê, há pessoas ("haters", claro) que são levadas a pensar que é capaz de ser melhor mudarem de canal. Ao intérprete não aconselho nada, porque ele já sabe tudo e é muito humilde. Li na sua página de Facebook que em breve vai estar presente no programa "As donas da Casa", de Ana Galvão, na Antena 3. Ora aqui está alguém que sabe fazer um bom trabalho de promoção.

    ResponderEliminar
  8. Pedro Carvalho12:27

    Para comentários de menos de 1 minuto entre cada canção, acho desnecessário 2 comentadores. O dinheiro de um (cachet, deslocação, estadia, alimentação, transportes locais, etc, etc) daria para investir um pouco na promocao internacional de "Amar pelos dois", já que a RTP fez NADA

    ResponderEliminar
  9. Anónimo12:46

    Então e a pessoa que vai anunciar os nossos pontos, nada? Ainda não se desconfia de ninguém?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves22:18

      Espero que seja a Filomena Cautela

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top