A canção “Amar pelos dois” foi a senha para que o público que encheu o Teatro Municipal de Pombal conhecesse os temas do último álbum de Salvador Sobral “Excuse me”. O ESCPORTUGAL esteve no Teatro Cine de Pombal a acompanhar um concerto que vai ficar gravado na memória… 

Quando uma canção chega até nós e nos emociona, nos faz refletir e sentir, nos toca a alma e o coração, o seu alcance vai muito além de uma simples faixa de CD ou de número impessoal de uma qualquer ordem de atuação. Foi o que aconteceu com “Amar pelos dois”, a canção de Luísa Sobral escrita para o seu irmão Salvador e que foi o mote para que o Teatro Cine de Pombal esgotasse num ápice as suas três centenas de lugares. Um público heterogéneo, de todas as idades, tinha, com certeza, um ponto em comum: foi “esta” canção que os trouxe até este concerto. E não foi com impaciência que esperaram mais de uma hora para ouvir “A” canção, pois os temas que a antecederam carregaram consigo toda uma magia, uma extrema beleza dificilmente explicada por palavras.

Às horas certas, Salvador entra no palco e com ele uma enorme salva de palmas. Consigo, três músicos de excelência - Júlio Resende ao piano, André Rosinha no contrabaixo e Joel Silva na bateria – músicos com larga experiência em palcos com diversos outros intérpretes e que têm acompanhado Salvador nesta sua digressão. “Change” foi o tema que abriu as hostes, seguindo-se “Nada que esperar”. Entre ambas, muito improviso e a surpresa de um excerto da canção “E depois do Adeus”, senha da revolução dos cravos precisamente 43 anos antes deste mesmo dia 24 de abril. O concerto não viveu apenas das canções do seu último álbum: “Presságio”, “Loucura” e “Benjamim” foram três temas que ouvimos em estreia aos nossos ouvidos. 


Quer sejam os temas do álbum, quer sejam as novas canções, há alguns pontos em comum: Salvador transborda talento, é um artista com letras maiúsculas, apresentando-se com uma autenticidade, uma pureza pouco habituais e uma ternura fascinante. Não é por acaso que, não obstante a casa estar cheia, foram vários os momentos que a plateia se manteve em total silêncio, a desfrutar sem dúvida do momento. O próprio Júlio Resende sentiu-se “na obrigação” de usar das palavras – algo pouco vulgar – para agradecer a “oportunidade” de poder tocar com Salvador, elogiando o artista: “Não tem medo de arriscar e de exprimir em público a sua emoção”. Palavras que mereceram uma enorme salva de palmas do público e o silêncio emocionado de Salvador Sobral. 



Além do conforto que temas como “Excuse me” e “Ready for love again” proporcionaram, outros carinhos foram oferecidos, como “Something real” ou “Nem eu”. Salvador Sobral foi intercalando com breves diálogos com o público, mostrando também um apurado sentido de humor. Um dos momentos mais especiais do concerto foi a interpretação sentida e empolgante de “Ay amor”. A presença de Salvador, ora frágil ora hipnotizante, sempre emocionalmente desconcertante, foi aqui a alma crua da noite.


O concerto fechou com “Amar pelos dois”. Primeiro uma versão cantada e tocada pelo quarteto e, depois, em jeito de brincadeira, acompanhada pelo público como se de um grande coro se tratasse. Salvador sorriu com a sua participação na Eurovisão, dizendo alto e bom som “vamos trazer o microfone de cristal”. Momento gravado pelo ESCPORTUGAL especialmente para os nossos leitores:

  

O público não deixou que despedida acontecesse ja ali e eis que Salvador e os seus músicos regressam ao palco para mais duas canções: No encore, as versões de “High and dry” dos Radiohead e “After you've gone” de Louis Armstrong com Salvador Sobral a surpreender ao piano e também na bateria.

O próximo concerto de Salvador Sobral está agendado para o dia 29, no Seixal. 


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL  / Vídeo: ESCPORTUGAL

16 comentário(s):

  1. Ricardo Alves23:22

    Excelente registo. Obrigado escportugal. Eu irei ao CCB, já tenho bilhetes :-)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:53

    Ay ...Ay SALVADOR!! LIndo!! fantástico!! Obrigada Escportugal!! Não tenho palavras para descrever o que sinto quando oiço e principalmente quando vejo nos pequenos videos que vão parecendo ... Divino! ... Ansiosa por dia 30 ... até lá vou me deliciando vezes sem conta, pois estou completamente viciada! Que continue assim a cantar e a encantar-me com a sua voz, alma e todo o sentimento e sensibilidade que exterioriza!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo08:10

      Queria dizer * aparecendo * ... aproveito e acrescento que para mim a sua linguagem gestual é uma mais valia para as suas interpretações ! " o melhor dos melhores " aliás não conheço igual! Obrigada escportugal!!! Obrigada Salvador!!!

      Eliminar
  3. Anónimo00:34

    Muito bom. Sendo eu alguém que já ouvia e via o Salvador naqueles concertos fantásticos na fábrica (e só estou a seguir o festival e a eurovisão por causa dele) acho maravilhoso que esteja finalmente a chegar a mais público. Ele e o talento dele merecem. Adoro os concertos mais intimistas mas aguardo com grande expectativa a sua actuação em salas como o CCB ou a casa da música. Aposto que vão ser um espectáculo.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo09:07

    Eu estive lá. Foi muito bom

    ResponderEliminar
  5. Anónimo11:00

    Onde é o eurovisao este ano? A orquestra continua com 50 elementos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro Carvalho11:04

      Congelaste em 1997 :-)

      Eliminar
    2. Anónimo12:08

      Não congelou, alargou horizontes. Ao contrário, muitos dos que por aqui andam, esses sim congelaram na Eurovisão e parece que não há mais mundo que este. Não sei se é a regra, mas que conheço gente assim, conheço.

      Eliminar
    3. Anónimo13:33

      Também não me parece que tenha congelado! Amadureceu isso sim! Gostei dele nos Ídolos e fiquei triste quando saíu, mas ainda bem para ele, nada seria igual. Fez bem em seguir outros rumos e a evolução foi brutal! Para ser sincera, não acompanhava o Escportugal, mas de tanto ouvir comentar, fui ouvir e ver quem era e ... logo não o reconheci ... e ... OMG quando me apercebi que era o tal "Salvador", diferente sim, mais bonito até :) mas com a mesma espontaneidade e o mesmo sorriso. Foi com muita emoção que o ouvi ! Bravo Escportugal que nos deste este novo SALVADOR ! (h) (h)

      Eliminar
    4. Pedro Carvalho13:50

      Eu falei do leitor ao perguntar pela orquestra. Obrigado pela atenção

      Eliminar
    5. Pedro Carvalho13:51

      Eu falei do leitor ao perguntar pela orquestra. Obrigado pela atenção

      Eliminar
    6. Anónimo13:59

      11:04 - Teria sido mais fácil responder: "Em Kiev; as orquestras podem ter qualquer número de elementos porque a parte instrumental não é tocada ao vivo". Há pessoas que podem não conhecer as regras; há quem tenha estado anos fora, em locais onde o ESC não é transmitido; há quem se tenha desinteressado do ESC e voltado a ganhar interesse... Mas não há pessoas que congelem.

      Eliminar
    7. Anónimo14:03

      Ná, agora tem 100 elementos.

      Eliminar
  6. Anónimo14:48

    Espero que ele nao va com este look de cabelo ao ESC.. Que o amarre como no FC que lhe fica melhor... E porfavor que use roupa melhor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:26

      Eu acho que fica mil vezes melhor assim...

      Eliminar
  7. Anónimo19:32

    https://youtu.be/TEvovRll4F0

    Cover em inglês de amar pelos dois

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top