O site oficial do Festival Eurovisão revelou a versão eurovisiva de «Occidentali's Karma», canção representante de Itália no concurso.

Depois da vitória no Festival de Sanremo e do anúncio da participação de «Occidentali's Karma» em Kiev, a emissora italiana RAI anunciou que a canção seria alvo de alterações para que cumprisse o regulamento da EBU/UER. Deste modo, o canal oficial do Youtube disponibilizou, esta tarde, a versão eurovisiva da canção, cumprindo a duração exigida pela EBU, que confirmou que será totalmente interpretado em italiano.

Tal como podemos verificar no vídeo publicado de seguida, o início da canção foi levemente reduzido, bem como a segunda estrofe, para cumprir com os 3 minutos elegíveis na Eurovisão. Não houve lugar a novos arranjos.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: eurovision.tv

22 comentário(s):

  1. Paola Machado17:01

    Amei, chorei ao ouvir! Vencedor confirmado.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:12

    Continuo a não perceber toda a euforia em torno desta canção...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste momento também não percebo a euforia.
      É uma música divertida e bem humorada e Francesco tem o fator de ter bastante charme, mas neste momento há melhores músicas a competir.
      Também acho que o facto dele cantar a música meio em inglês na final pode prejudicar a própria música e a performance, infelizmente o vídeo não mostra como vai ser a música com a parte em inglês, a não ser que tenham desistido da ideia, o que acho fantástico, porque italiano é uma lingua linda.

      Eliminar
    2. Anónimo00:15

      Vai ser 100% em italiano! :)

      Eliminar
  3. Anónimo17:16

    Se há país participante no ESC onde o mesmo é pouco popular é a Itália. No entanto, aqui está o que se chama "competência": um vídeo que não custou milhões, mas serve a canção e tem bom som, e a tradução da letra em inglês. Claro que haverá quem diga que nem todos os que votam vão ao YouTube (alguns membros do júri, umas semanas antes, não irão?), que nem todos os que votam ligam à letra (não haverá quem, não percebendo, tente saber o que está a ser cantado?), que nem todos os que votam se interessam por ouvir as canções antes (será que a votação dos chamados fãs representa tão pouco?), mas a "equipa" italiana não parece jogar só para estar presente. Opções...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O concurso não é pouco popular em Itália como tu pensas anónimo, a situação mudou

      Eliminar
    2. Anónimo22:46

      20:07 - Acredite que não mudou. Basta ver o pouco relevo que lhe é dado no Festival de San Remo (donde, à partida, surge a representação italiana). Decerto que a situação teria mudado se os representantes de há dois anos tivessem ganho. Há evidentemente fãs e um ou dois "sites" com uma expressividade que não teriam há uns dez anos, quando a RAI não participava, mas a notoriedade readquirida pelo ESC na França, por exemplo, está longe de se encontrar na Itália. No que se refere aos países participantes no ESC, pode crer que na Itália é mesmo pouco popular.

      Eliminar
  4. Anónimo17:35

    Era tão bom se o duelo final fosse entre Itália e Portugal <3
    Quero muito que Portugal ganhe, mas se Portugal ficar em 2º lugar e a Itália ficar em 1º fico feliz à mesma. Mas se a Itália ganhar e Portugal ficar em 43º já fico triste :D

    Nos últimos anos o vencedor da Eurovisão tem sido quase sempre alguém que apresentou algo de novo: e é muito engraçado observar o fenómeno que é ver no ano a seguir muitos países a imitarem a fórmula vencedora.
    Em 2016 tivemos uma canção bilingue, com uma língua não conhecida e com uma mensagem forte.
    Em 2015 tivemos a Suécia com um jogo de palco brilhante, com o uso da tecnologia visual para engrandecer o tema.
    Em 2014 tivemos um homem vestido de mulher.

    E fico-me por estes últimos 3 anos, pois antes disto tivemos um misto entre vencedores com canções normais e vencedores inovadores.

    Este ano acho que a inovação que vai ganhar vai ser um país a cantar totalmente numa língua que não o inglês! Ou então a inovação vai ser o jogo de passadeiras da Suécia. (de qualquer das formas, não tenho nada contra que a Suécia ganhe, para mim eles é que organizavam a Eurovisão todos os anos pois no ano passado foi absolutamente fabuloso; mas para mim não têm a melhor música, embora eu também goste muito)

    Mas ponderando as coisas acho que a Itália é capaz de ficar prejudicada pelo júri, que vai achar que é uma canção a gozar. A Suécia também é capaz de ficar prejudicada pelo facto de não serem permitidos backing vocals gravadas (que são permitidos no Melodifestivalen) e não sei se ao vivo vai resultar tão bem. Resta Portugal, que tem tudo para agradar o júri (pela qualidade da composição) e tem tudo para agradar ao público (porque mete toda a gente a chorar).

    Resta que não nos lixem na posição em que vamos actuar :D

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18:44

    Nas partes que podiam cortar na cortaram.. Nao gosto desta versao.. Era das minhas favoritas..

    ResponderEliminar
  6. Não é uma musica vencedora em minha opinião, como a de Portugal também não. Este ano está difícil prever o vencedor. Apostaria na Finlândia, mas, pelas casas de aposta, fico com a Bélgica.

    ResponderEliminar
  7. Se essa música da Itália vencer será a pior vencedora da história do ESC.
    o mesmo eu dizia do Amir, ainda bem que não venceu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, opiniões há para todos os gostos. Vence quem tiver a maioria dos votos!

      Eliminar
  8. com estes cortes perdeu qq coisa... mas dia 13 de maio ficamos a saber...

    ResponderEliminar
  9. Anónimo09:30

    E para quem achava que iamos ter um boom de milhões com este novo video não podia estar mais errado. Neste momento acalmou nos 107 mil. O que é normal porque o pique de interesse e de buzz da musica foi há um mês quando conseguiu aqueles milhões de visualizações. Ou seja afinal a nossa musica afinal não está tão mal no canal oficial do ESC no Tube.

    Visto que ambas já tinham outro vídeos com impacto viral. E sinceramente como tinham outros vídeos não vai crescer assim tanto nos próximos dias.

    Quanto à versão ESC sinceramente se ao vivo a mudança do refrão para a bridge for tão brusca como e no video isto pode correr mal para o lado da Itália. Uma coisa percebi no vídeo algumas pessoas não percebem o hype para vencer, e alguns estrangeiros respondem a essas criticas com "Go Listen Portugal". Isso é sinal que a nossa proposta incomoda, e isso agrada-me.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:20

      a esta altura quase toda a gente já conhece a música ou ja ouviu o video oficial (videoclip)... já nem todos vão ver a nova versão, apesar de ser um "revamp"

      Eliminar
    2. Anónimo20:36

      Ora nem mais

      Eliminar
  10. bem o q posso dizer, esta versão + compacta perdeu e de que maneira, na minha modesta opinião, partes que deixaram de fazer sentido e nexo, interrupções na melodia... pena...acabou de perder a eurovisão.

    ResponderEliminar
  11. Diogo Magalhães18:30

    Nao gosto. De todo. Aposto na Bélgica para já...

    ResponderEliminar
  12. Anónimo12:53

    A minha prferida em 2017. E espeo que entre em cena descalço, tem a ver com nirvanas e afins, mais do que a canção da Sandie Show em 1967. Parabéns à "scimia nuda balla."

    ResponderEliminar
  13. Anónimo15:50

    Uma das minha preferidas (em tempos foi a 1ª)
    O meu top 5 é
    1-servia
    2-bélgica
    3-Moldávia
    4-azerbeijao
    5-italia

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top