Depois de três anos de transmissão, a emissora da Nova Zelândia UKTV anunciou que não irá transmitir o Festival Eurovisão 2017. A China é o único país não-participante que já assegurou a transmissão do evento.

Após três anos de transmissão do Eurovision Song Contest, a UKTV, emissora da Nova Zelândia, cancelou a transmissão da próxima edição do concurso. O anúncio foi efectuado pelo responsável de programação ao Dan News: "Infelizmente, a UKTV não irá transmitir o Festival Eurovisão deste ano. A equipa tentou encontrar o equilíbrio certo entre a programação para atender aos variados gostos dos telespectadores e decidiu não transmitir o concurso para apostar em novos conteúdos, como o 'Top of the Lake' e o SS-GB".

De realçar que a transmissão da UKTV tem sido alvo de alterações ao longo dos anos: em 2014 e 2015, o canal transmitiu as semifinais e a final ao vivo, sendo que foram repetidas na noite seguinte; contudo, em 2016, a cobertura do concurso baseou-se na transmissão ao vivo e repetida da Grande Final. Entre 2009 e 2011, a Nova Zelândia também transmitiu o concurso, mas através da Statos: em 2009 o concurso foi transmitido com 12 horas de atraso, enquanto que em 2010 e 2011 o Festival Eurovisão foi transmitido em junho e julho, respetivamente.

De realçar que, até ao momento, a China é o único país não participante que já garantiu a transmissão do Festival Eurovisão 2017, tendo em conta que a Hunan Television detém os direitos de transmissão até 2018. Canadá (2014 e 2015), Ilhas Faroé (2011 e 2014), Gronelândia (2011), Cazaquistão (desde 2010), Kosovo, Quirquistão (2012) e Estados Unidos da América (2016) são os países nunca participantes que transmitiram, recentemente, o concurso.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem: BBC

10 comentário(s):

  1. Espero que este ano também transmitam a final através do canal do youtube. Pessoalmente não tenho televisão e a RTPplay não é uma das melhores plataformas de streaming.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:32

      Eu também assisti no YouTube, os comentadores da RTP são péssimos. E falam das canções anteriores em cima do PostCard da canção seguinte. E nem consegues ver o IntervalAct.

      Eliminar
    2. Anónimo21:32

      Vê no eurovision.tv!! Lá vê-se bem, e é melhor que a RTP precisamente pela razão que o anónimo das 14:32 disse. O único contra é que, no ano passado, não sei se era porque eu estava a assistir em Portugal e nós não participávamos ou se era por outra razão, mas na altura em que era para aparecer os nºs de telefone, não apareciam, só um retângulo. De resto, aconselho!!

      Eliminar
  2. Brasil (2016) transmitiu onde? Eu sou brasileiro e não sabia.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:44

    Podem sempre assistir através do eurovision.tv com bastante qualidade!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo03:12

    Esse direito de transmissão ao US acabou com nossas vidas no restante das Américas, qui na América do Sul até os videos do ESC2016 no youtube foram bloqueados pra gente. Espero real que esse ano mude.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo20:34

    A Gronelândia e as Ilhas Faroé são possessões autónomas da Dinamarca muito semelhante à relação que Portugal tem com os Açores e a Madeira. Por isso não faz sentido aparecer nessa lista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:26

      a Gronelândia sabia, mas as Ilhas Faroé pensava que eram um país já independente :O até pq quando é a qualificação para o euro e mundial jogam enquanto Ilhas Faroé

      Eliminar
  6. Anónimo21:33

    Sabem se as semis e a final vão começar, tal como o ano passado, por volta das 20h em Portugal? É que em 2016 era na Suécia e agora é na Ucrânia e o fuso horário é diferente, presumo...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top