Depois da 1ª semifinal do Festival da Canção chega a hora dos comentadores convidados pelo ESCPortugal darem a sua opinião sobre os temas a concurso. Saiba quem são os comentadores deste ano!


O ESCPORTUGAL leva a cabo mais uma edição do Olhares sobre o FC, uma das iniciativas mais conhecidas do seu site eurovisivo português. Este ano, o painel é composto por 12 comentadores independentes, provenientes de várias áreas profissionais, de várias idades e de vários pontos do país e estrangeiro. Foram convidados pelo ESCPORTUGAL por serem detentores de conhecimentos e experiências ligadas à Eurovisão e ao Festival da Canção, o que vai fazer dos seus Olhares uma referência.

Os comentadores terão, a partir de hoje e durante esta semana, a missão de dar a sua opinião sobre os 8 temas a concurso na 1.ª semifinal do Festival da Canção. Uma semana depois, o mesmo acontecerá para com os temas da semifinal 2. Convidámos também todos os leitores a deixarem as suas opiniões na caixa de comentários. Mas, antes disso, fique a conhecer um pouco melhor os comentadores:

Aaron Garcia-Alvarez: Nascido em Cáceres (Espanha) em 1987, tem ligação com a Eurovisão desde pequeno. Fotógrafo, jornalista e biólogo, estudou em Badajoz até que, há cinco anos, decidiu cruzar a fronteira e viver em Lisboa. A "ligação entre os povos da Europa através da sua música" poderia ser o melhor slogan para o Festival Eurovisão (ESC). Antes das moedas únicas e das constituições europeias, já existia o ESC! Esta é a  festa da música na Europa unida e onde as suas canções  exprimem cada um dos momentos históricos do respetivo país.

Eurico Alves: Graduado em International Business Administration no passado ano em Nova Iorque, voltou agora para Portugal para finalizar o curso de Economia. É também músico, trompetista clássico, formado pelo Conservatório Nacional sendo que atualmente ocupa os seus tempos livres com atividades em orquestras e outros projetos relacionados com a música erudita. Acompanha o ESC há anos, como qualquer patriota gosta de ver o seu país chegar o mais longe possível, mas acredita que a falta de interesse dos compositores nacionais, aliada a uma certa incapacidade da produção do evento nacional (querer) perceber o que se pretende no ESC, é o problema mais grave das participações portuguesas.

Fabiana Silva: Fabiana Silva tem 30 anos, é funcionária pública e chega-nos do Brasil. A sua história com a Eurovisão começou em 2001, quando viu o vídeo de “Je n’ai que mon âme” na TVE Internacional. Já a oportunidade de trabalhar com o festival veio em 2008 e praticamente não parou desde então! Em 2011 esteve em Düsseldorf para acompanhar ao vivo as três noites de show e foi, com certeza, a melhor experiência da sua vida. Por causa do site JanelaESC, encontrou vários artistas, tais como Noa & Mira Awad, DJ Bobo, Nicki French, etc; também entrevistou, através de email ou skype, nomes como Danny Saucedo, Isis Gee, Trini (Vanilla Ninja), Daniel Kajmakoski, Anna Rossinelli, PeR, Jay Jay Johanson, Flor-de-Lis, entre outros. Esta expert em Eurovisão acredita que a competição cresce a cada ano, desejando poder vir a fazer a cobertura desse crescimento como blogger, dando sempre um tempero brasileiro a algo tão europeu.

João Diogo: Faz parte integrante da equipa do ESCPortugal desde 2013. É do Porto, tem 24 anos, é licenciado em Relações Internacionais e tem um mestrado na mesma área. A Eurovisão é o seu hobbie preferido, seguindo-o afincadamente desde 2007. As suas canções eurovisivas preferidas são Hard Rock Hallellujah, Hold Me Now, My Number One, Senhora do Mar, We Could Be The Same, L'Amore È Femmina, Euphoria, Quédate Conmigo, Crno I Belo, Lane Moje, Birds e Lusitana Paixão. Já assistiu ao Festival da Canção ao vivo, em 2014 e 2015, e espera um dia assistir também ao ESC!

Luís Florindo: Licenciado na área da comunicação social, Luís Florindo é natural da região do Porto mas está radicado em Londres, onde trabalha na área da Cultura e Património. Amante das artes, da música e das mais variadas manifestações culturais, é, nesta linha de rumo, fiel seguidor e crítico do Festival da Canção e Eurovisão. É também blogger. No Festival da Canção 2010, foi autor da canção "Contra tudo e todos".

Nelson Costa: É membro do ESC Portugal desde 2012 mas há vários anos que se destaca como fonte privilegiada e credível das notícias eurovisivas sobre Portugal para vários sites e órgãos de comunicação nacionais e estrangeiros. Desde 2001, inclusive, sempre assistiu ao vivo ao Festival da Canção e, em 2016, completou-se 10 anos desde que assistiu ao vivo ao Festival Eurovisão da Canção pela primeira vez. Não se lembra desde quando é fã da Eurovisão: "Talvez desde 1986", afirma hesitante. Profissionalmente, ocupa-se pela gestão e organização de diversos projetos transnacionais, obrigando-o a viajar por diversos países da Europa e América Latina. "Mas levo sempre a Eurovisão na mala", diz a sorrir.

Nuno Carrilho: Estudante de Engenharia Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa trocou as províncias alentejanas pela capital em 2013 em prol dos estudos. Apaixonou-se pela Eurovisão entre 2006 e 2007, tendo entrado para o ESCPortugal em 2009, assumindo a administração do mesmo três anos depois. Assiste ao Festival da Canção ao vivo desde 2010 e mantém o sonho de ver Portugal a competir de "igual para igual" com os grandes países na Eurovisão.

Patrícia Gargaté: Aqui no ESC Portugal todos a conhecem por Patrícia G. sobretudo à segunda-feira quando lança a rubrica "ESCPortugal Vidas". Tem 23 anos, é licenciada em jornalismo, eterna apaixonada por rádio e consequentemente, por música! O ESC entrou muito cedo na sua vida, "considero-me uma eurofã desde criança, os meus pais que o digam, "obrigava-os" a ver e não havia zapping naquelas horas", diz a sorrir. Hoje em dia as coisas são mais a sério: "Acompanho desde as finais nacionais à grande final e aquelas músicas fazem parte do meu dia-a-dia". Graças ao Festival da Eurovisão conheceu muitas coisas, muita gente. É uma amante do mundo, de conhecimento e as raízes do festival "ajudam-me a explorar um pouco mais".

Pedro Coelho: Administrador e fundador do site Espalha-Factos, atualmente trabalha no desenvolvimento da rede alumni da FCSH/NOVA e é estagiário no jornal 360º, da RTP3. Interessado em comunicação e media desde sempre, é licenciado em Ciências da Comunicação pela NOVA e com pós-graduação em Comunicação e Política pelo ISCTE-IUL.

Raquel Costa: Jornalista, 33 anos, natural de Oliveira de Azeméis, migrante em Lisboa desde 2001. Apaixonada pela Eurovisão e por tudo o que esta reunião eclética, caótica e imprevisível significa. "Uma das minhas primeiras memórias eurovisivas é a vitória de Toto Cutugno, em 1990, com Insieme (Juntos). Uma canção que sumula a essência do festival. Juntos, somos mais fortes. Unidos, somos maiores. Essa música é mais atual do que nunca, numa altura em que a Europa atravessa uma fase tumultuosa, de transformações, dúvidas". Nunca assistiu ao vivo ao festival da Eurovisão mas acalenta o sonho de o fazer um dia. "Em Portugal, de preferência".

Rui Lavrador: Rui Lavrador, 26 anos, há cinco anos que escreve sobre a cultura em geral, destacando-se mais em áreas como o fado, tauromaquia e música tradicional portuguesa. Desde dezembro de 2015 é o responsável pelo site Infocul.

Rui Ramos: Jovem nortenho que desde sempre acompanhou o festival da canção e o ESC em casa, um programa que a família fazia questão em assistir. Um "vício" que foi crescendo e que o faz pôr os amigos a assistirem a este espetáculo. Diz-se viciado no concurso europeu e por obrigação acompanha o FC, visto que é o método para eleger os representantes portugueses. Aceitou fazer parte do Olhares sobre o FC porque gosta sempre de dar palpites sobre ambos os festivais. Afirma que o ano de Portugal está para chegar e não excluí a possibilidade de ser este ano!

Nota: Os comentários publicados nesta rubrica não representam a opinião da equipa do ESCPORTUGAL, mas apenas a do respetivo autor. 


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte e Imagem: ESCPORTUGAL

7 comentário(s):

  1. Anónimo16:52

    Sabem uma coisa? Ha muito tempo que nao oiço falar no RG...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves19:38

      Ele anda por aqui, mas agora em anónimo.

      Eliminar
    2. Anónimo21:07

      Realmente....

      Eliminar
  2. Pedro Carvalho18:58

    Excelente painel. Só falta talvez um cantor conhecido embora deve ser difícil avaliar colegas

    ResponderEliminar
  3. Ricardo Alves19:21

    Gosto do painel. Vou seguir os comentários

    ResponderEliminar
  4. Ainda me recordo de fazer de comentador em 2004 desde os Estados Unidos

    ResponderEliminar
  5. Anónimo20:53

    Muito bom.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top