Vencedora do Festival Eurovisão 1999, a cantora Charlotte Perrelli está de regresso ao Melodifestivalen com um tema da sua autoria. Contudo, recusa a ideia de estar na corrida pela terceira vitória no concurso.

De regresso ao Melodifestivalen cinco anos depois da última participação, Charlotte Perrelli, vencedora do Festival Eurovisão de 1999 e décima-oitava classificada em 2008, poderá igualar Carola e Marie Bergman no número de conquistas do concurso sueco. 

Contudo, a cantora revela que não está no concurso para vencer: "É tão divertido e descontraído esse regresso. Não sinto qualquer pressão, porque sei que não tenho uma música que competirá diretamente pela vitória. Estou cá com outros objetivos. Quero mostrar algo muito meu" afirmou. "Eu poderia ter escolhido uma típica música schlager que competisse nas condições desejadas para a vitória, mas sentiria um grande peso na consciência. Mas não venho para ganhar e não acho que seja uma canção apta para representar a Suécia na Eurovisão".

Além de cantar em sueco, Charlotte Perrelli mostrará uma nova faceta aos eurofãs: a de compositora. "Eu escrevi algo sobre mim mesma e quero que toque nas pessoas. A mensagem que o tema traz é muito mais forte na nossa língua materna" afirmou, revelando que ponderou desistir da carreira musical nos últimos meses: "Eu estive prestes a abandonar a carreira artística durante a primavera. Deixei de achar piada às coisas e não conseguia ter qualquer satisfação. O trabalho é como um relacionamento: não se ganha nada de graça. Temos de investir para ter algum retorno"

No entanto, a cantora ultrapassou os problemas e Mitt liv (em português, Minha Vida) retrata esse desejo de mudança: "A música é suave, mas com uma grande auto-revelação e vulnerável. A letra descreve alguns sentimentos que vivi nos meses anos do concurso, o que faz com que essa participação seja muito pessoal. Fala de uma pessoa muito vulnerável em certos contextos e as pessoas irão-se rever no tema".

Questionada sobre uma eventual mudança de estilo enquanto artista, a cantora afirma que todos os artistas passam por várias fases: "Estou orgulhosa do que fiz até aqui e vou continuar a cantar as músicas anteriores. Mas sinto que encontrei algo que tenho a dizer (...) Há um álbum inteiro neste género e tornou-se quase uma terapia para mim". Contudo, Charlotte Perrelli rejeita lançar-se internacionalmente: "Não, não quero mais do que já consegui. Lancei álbuns em dez países e mantenho um público pequeno, um pouco espalhado, mas não tenho ambição de fazer carreira internacional. Não fui feita para viajar muito e estar longe da minha família. Sinto paixão a trabalhar nos moldes em que o tenho feito".

Charlotte Perrelli ganhou o Festival Eurovisão em 1999 com 'Take Me To Your Heaven", tendo regressado ao concurso europeu em 2008, com "Hero", ficando na 18.ª posição da Grande Final. Volvidos quatro anos, em 2012, a cantora voltou a entrar no Melodifestivalen com The Girl ficando em quinto lugar na semifinal. Recorde, de seguida, as três participações:




Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: SVT/aftonbladet/ Imagem: aftonbladet/ Vídeo: Youtube

2 comentário(s):

  1. Ricardo Alves15:20

    Um grande nome para o Melfest

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:56

    NAO percebo.. ja e a segunda a dizer o mesmo.. senao nao estao com intencoes de ganhar que deem lugar a outros

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top