Stefan Örn esteve à conversa com o ESCPortugal sobre as suas participações eurovisivas e sobre a possibilidade de um dia enviar um tema para o Festival da Canção: "Se fizer alguma coisa para o FC será com a Sandra Bjurman".

Stefan Örn é um compositor sueco, nascido em 1975, que participou por quatro vezes no Festival Eurovisão da Canção. Em 2010, 2011, 2012 e 2014 foi convidado pela emissora do Azerbaijão para escrever os temas que representaram o país no concurso europeu. Num desses anos, em 2011, acabou mesmo por vencer a competição com Running Scared.

Stefan não era um grande fã da Eurovisão antes de ser convidado a compor para o concurso. Conta-nos que "não era muito interessante naquela altura" mas que 2010 foi um ponto de viragem. "O Azerbaijão contactou-me a mim e a um amigo com que estava a trabalhar nessa altura, Anders Bagge, que andava a escrever músicas para a Celine Dion, Madonna, Jennifer Lopez, etc e nós perguntamos à Sandra Bjurman se ela se queria juntar a nós", diz. O convite da Ictimai apareceu no momento certo pois "estávamos entre projetos e tínhamos tempo para escrever. E assim foi, assim nasceu a Drip Drop. Lembro-me que tínhamos a música completa mas o refrão não era bom o suficiente. Uma amiga foi para o estúdio depois do almoço e cantou tudo de novo. Percebemos logo que era aquilo que queríamos".


A glória eurovisiva chegou logo no ano a seguir. A Ictimai, emissora pública azeri, resolveu voltar a convidar Stefan e Sandra Bjurman para escreverem o tema que o país levaria até à Alemanha. Stefan diz-nos que "Running Scared nem era para ir à Eurovisão, estava a escrever três outras músicas para eles. Quando terminámos mandei-lhes uma demo por acabar da Running Scared, faltava-nos uma oitava média. Mas eles adoraram e pediram-nos para a acabar. O meu amigo Ian Sparx Ferguson, que estava connosco,  escreveu-a enquanto fui à casa de banho (risos)". Não estava nos planos de Stefan Örn ir à Alemanha assistir ao Festival Eurovisão mas acabou por fazê-lo, acompanhado dos outros compositores do tema. Sentaram-se no meio do fãs e o público acabou por perceber quem eles eram: "Foi uma loucura", afirma. Como não tinham planeado a viagem, após a consagração de Running Scared como vencedora, não tinham os passes para poderem ir à conferência de imprensa dos vencedores. "A imprensa de toda a Europa ligou e queriam entrevistas mas nós não tínhamos os passes...lembro-me que fomos quase os últimos a abandonar a arena e foi difícil arranjar um táxi. Quando chegámos ao hotel tínhamos toda a gente à nossa espera. Festejámos a noite toda!", recorda.


Em relação a Portugal, Stefan diz que não se lembra de nenhuma participação portuguesa na Eurovisão. Mas, explica-nos, "eu nem me recordo das minhas próprias criações. Trabalho arduamente nelas e assim que acabo liberto-me delas". No entanto, assegura-nos que vai procurar as atuações portuguesas no YouTube.

Stefan Örn confessa que nunca foi contactado por ninguém para participar no Festival da Canção. Mas não põe de parte uma participação futura, até porque a mãe da sua companheira de trabalho é portuguesa. "A mãe da Sandra Bjurman, com quem ganhei a Eurovisão, é portuguesa. Se fizesse alguma coisa teria de ser com ela. Ela é uma fantástica compositora e amiga". Uma participação no Festival da Canção, no entanto, dependeria "do artista e da música. Preciso sempre de uma música em que acredito por isso precisávamos de estar sempre na mesma página". Stefan deixa o convite em aberto aos responsáveis portugueses: "não sei como funciona [o Festival da Canção] por isso alguém tem de me contactar".


Para o futuro, Stefan não promete nada mas revela estar em negociações "com um par de países, vamos ver como corre. Preciso de acreditar no projeto e quero sempre fazer um bom trabalho para o país, por isso é importante termos visão. Quando trabalhei com o Azerbaijão queríamos sempre dar um passo em frente, não só com a música mas com a performance, as roupas, a promoção etc. Adoro isso!".


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPortugal /Imagem: ESCPortugal  / Vídeos: eurovision.tv

14 comentário(s):

  1. Anónimo23:23

    Compositor de topo! Muito acima do G:Son, já a um par de anos que gostava de ver este senhor no FC. Adorei saber que a Sandra tem raízes portuguesas, mais uma boa compsotora

    ResponderEliminar
  2. Ricardo Silva00:10

    Obrigado ESC Portugal. A entrevista muito bem escrita a um vencedor. Tenho dúvidas que a RTP consiga libertar se de compositores que nunca conseguiram bons resultados, nem no FC muito menos no ESC

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:59

    Dos melhores compositores que já passaram pelo ESC

    ResponderEliminar
  4. Miguel Matias01:02

    Aqui há talento

    ResponderEliminar
  5. Anónimo01:14

    Um grande compositor, dai o Azerbaijão apostar tanto no senhor, ele é realmente muito bom. Excelente!!!

    ResponderEliminar
  6. Para mim,"Running scared"e uma das piores vencedoras de sempre do ESC,a par com as de 1983,1989,1991,1994,1998,1999,2002,2006,2010. Tambem as restantes contribuiçoes deste compositor para o Azerbaijao nao me encantam minimamente,antes pelo contrario.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:29

      Conclusao so gostas de boas pimbalhadas e de Marias Leais e afins ... okey ... different folks, different strokes ...

      Eliminar
    2. Anónimo07:50

      Anónimo das 02:29: Talvez nem Maria Leal cante "comprei roupa interior que é azul", "há dias pintei as unhas dos pés para ti" e versos "afins" que constam da inspirada letra (duma senhora americana - na Europa não se encontraria talento suficiente para tanto...) da canção vencedora em 2010... (Não sou o comentador das 8:14).

      Eliminar
    3. 02:29 -Vais pelo avesso da questao.Eu nao disse do que gosto,disse ,isso sim,de algumas vencedoras do ESC de que nao gosto,ou melhor,que formam para mim O PIOR do que ja venceu o ESC.Adiciono a lista a vencedora de 1982 pela Alemanha.Da produçao ESC de S.Oern nao gosto MESMO NADA.

      Eliminar
    4. 02:29 - Utilizas o termo"...boas pimbalhadas...". Existem BOAS pimbalhadas?! Eri kansoja,eri makuja...different folks,different tastes...olika folk,olika smaker...jne,and so on,osv.

      Eliminar
  7. Jefferson09:52

    Grande compositor! Adoro Running Scared e Drip Drop, ele deveria compor novamente para o Azerbaijão, eles estão precisando.

    ResponderEliminar
  8. Passem a informação à RTP!

    ResponderEliminar
  9. Anabela Banana13:04

    Compositor muito bom, mesmo muito BOM

    ResponderEliminar
  10. Anónimo14:17

    WOW!!! Perfeito, sobretudo quando para além de ser um compositor de renome, a mãe da companheira de trabalho é portuguesa, o que não traz problema nenhum e até poderá ajudar caso a regra habitual do português se mantenha!! Muitos já disseram, mas também eu vou pedir: façam chegar por favor, de alguma forma, esta informação à RTP!!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top