O espetáculo de encerramento do 42.º aniversário o Clube Cultural e Desportivo de Veiros (CCDV) contou com a participação especial do cantor Telmo Miranda, que interpretou alguns dos tema do reportório da Orquestra do CCDV. O ESCPORTUGAL esteve em Estarreja. 


O Clube Cultural e Desportivo (CCD) de Veiros, Estarreja, comemorou 42 anos de existência no passado domingo. A efeméride foi assinalada no Cineteatro de Estarreja com um espetáculo da sua orquestra, a que se juntou a voz de Telmo Miranda, que tornou este concerto ainda mais especial. Este exemplo da Orquestra do CCD de Veiros é de aplaudir: convidar um cantor, artista nacional, para, juntos, interpretarem temas clássicos da música nacional e internacional. O público não se fez rogado, enchendo o Cineteatro de Estarreja.

Telmo Miranda interpretou quatro canções: A primeira,“Can You Feel the Love Tonight", é um êxito de Elton John e Tim Rice que faz parte da banda sonora do filme “O Rei Leão”. Seguiu-se “New York, New York”, do filme com o mesmo nome do ano de 1977, dirigido por Martin Scorsese. A canção foi composta por John Kander e Fred Ebb. De novo um clássico de Frank Sinatra , “My way”, na verdade um original francês de Claude François, Jacques Revaux e Paul Anka intitulado “Comme d'habitude”, lançado pela primeira vez pelo autor, Claude François em 1967. Um ano depois, Frank Sinatra lançou a sua versão em língua inglesa, adaptada por Paul Anka e que se transformou rapidamente num dos seus maiores clássicos. Por fim, um clássico mas em português: “E depois do adeus”, uma canção com letra de José Niza e música de José Calvário, que foi escrita para ser interpretada por Paulo de Carvalho na 12.ª edição do Festival RTP da Canção, do qual sairia vencedora e representaria Portugal no Festival Eurovisão da Canção em Brighton, Inglaterra. "E depois do Adeus" foi a canção que serviu de primeira senha à revolução de 25 de Abril de 1974. Com arranjos originais para orquestra, estes temas ganham uma nova vida e surpreendem na voz de Telmo Miranda.

Temos um excerto do concerto especialmente para os nossos leitores:


Foi pura magia ouvir todos estes êxitos acompanhados por uma orquestra com 4 dezenas de músicos em palco, a grande maioria muito jovens, sob a direção do maestro Arménio Pinto. O espetáculo contou, também, com a participação da Orquestra Desigual da Bairrada e do músico João Vila, que interpretou temas da música tradicional portuguesa, passando pelos fados de Coimbra e de Lisboa.

A Orquestra do CCDV tem como base os elementos formados pela Escola de Música que funciona neste clube, sendo esta ainda a única fonte dos músicos que a integram. Teve a sua primeira atuação em junho de 1990. Tem dois trabalhos discográficos editados: o primeiro, em 1995, intitulado "Orquestra Ligeira do CCDV" e o segundo, "Instantes", em 2000. O espetáculo de apresentação deste último álbum contou com a participação do tenor Carlos Guilherme.

Recorde-se que Telmo Miranda participou no Festival da Canção de 1997 com Madrigal de Lianor, um ano depois de ter pisado o palco da Eurovisão ao fazer parte da equipa de Lúcia Moniz em O meu coração não tem cor, a melhor classificação de Portugal no concurso europeu.



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL / Vídeo: ESCPORTUGAL 

3 comentário(s):

  1. Anónimo21:33

    Lindo momento.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:57

    Excelente. O escportugal não se limita a divulgar o que se faz em Lisboa. Portugal é do Minho ao Algarve, passando pelos arquipélagos da Madeira e Açores

    ResponderEliminar
  3. Anónimo10:24

    Não conhecia o Telmo Miranda, fiquei encantada

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top