As irmãs Lisa, Amy e Shelley são as O’G3NE e acabaram de ser anunciadas como as representantes da Holanda no Festival Eurovisão 2017. Uma escolha interna e direta da televisão pública AVROTROS. 

As O’G3NE acabam de ser anunciadas pela AVROTROS como as representantes da Holanda no próximo festival Eurovisão (ESC2017). Há 10 anos pisaram o palco do Festival Eurovisão Júnior e, em 2017, as três irmãs voltam a representar o seu país mas, desta vez, no maior concurso de música da Europa.

Eric van Stade, diretor executivo da AVROTROS, em declarações em direto na televisão pública, recordou que nos últimos anos "trabalhámos com artistas muito experientes. Em 2017 vamos fazê-lo de novo!" A aposta numa seleção interna com artistas profissionais, com carreira, volta a ser a opção da Holanda, em detrimento de novos talentos, como acontece noutros países. "As O'G3NE foram a nossa primeira escolha para 2017. Têm um excelente grupo de fãs, com quase 100.000 seguidores no facebook e twitter e milhões de visualizações no youtube. Estamos convencidos que a Europa vai adorar as vozes destas três irmãs".

No mesmo programa, Lisa, Amy e Shelley mostraram-se orgulhosas e honradas pelo convite: "É fantástico que, dez anos depois de termos participado no Festival Júnior, vamos ter a oportunidade de representar a Holanda de novo." A experiência no Júnior e a vitória no The Voice da Holanda catapultaram as irmãs para o estrelato. "A Eurovisão será, não temos dúvidas, outro grande momento das nossas carreiras. Queremos que os holandeses se sintam orgulhosos!"

A partir de agora, e nos próximos meses, as equipas da AVROTROS e da banda irão trabalhar na canção com a qual irão pisar o palco de Kiev. Entretanto, recorde a participação no Júnior em 2007 e um dos últimos grandes sucessos:

Festival Eurovisão Júnior 2007: Lisa, Amy & Shelley - Adem In, Adem Uit


O'G3NE - Wings To Fly




Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: SONGFESTIVALWEBLOG.nl / Imagem: GOOGLE e Vídeo: YOUTUBE

24 comentário(s):

  1. Ricardo Alves15:39

    As girlbands nunca tiveram grande sucesso no ESC. A ver vamos

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:43

    Adoro elas. Sejam bem vindas

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:49

    Cantam muito bem e tem excelentes canções. Selecções internas destas valem bem a pena.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16:22

    Ke nome de grupo!

    ResponderEliminar
  5. A Holanda a andar para tras,no que respeita a qualidade.Nao gosto nada.Musica de entrar por um ouvido e sair pelo outro.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo19:31

    A Olanda a apostar bem forte naquele que é, sem sombra de duvidas, o melhor JESC dos ultimos 3 anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trata-se do ESC,nao do JESC. A "Olanda" nunca participou,nem participa no ESC ou JESC . Ja agora,onde se situa a "Olanda"? E pais europeu?

      Eliminar
    2. Anónimo21:47

      caro RG a holanda nunca participou no JESC? é o pais que desde a estreia sempre participou... todos os anos!

      Eliminar
    3. Anónimo22:29

      Ó vamo lá calar o bico 20:43! Já ninguém se pode enganar? Começa mas é a por acentos!

      Eliminar
    4. Anónimo00:03

      20:43 - Se não percebe a que país se referia o comentário, mas sabe que não participa nem num concurso nem noutro, por que é que diz que se trata do ESC e não do JESC? Provavelmente até percebeu de que país se tratava, mas, como nunca se engana, chama a atenção para os erros dos outros. "Já agora": se a canção ainda não está escolhida, como é que a Holanda anda para trás, "no que respeita à qualidade" (16:53)? São as pequenas que cantam mal?

      Eliminar
    5. 21:47 - Referi-me a um pais denominado Olanda.Conheces esse pais? 22:29 - Eu nao tenho bico,PIU-PIU. :-)) O meu teclado nao tem acentos. Ha uma diferença consideravel entre engano e...seja la o que for! PIU-PIU!

      Eliminar
    6. 00:03 Sei que OLANDA nunca participou no ESC,JESC,Europeus de fute,Jogos Olimpicos etc.Duvidas?As pequenas cantam aceitavelmente,mas o genero nao me parece muito qualitativo.So posso julgar pelo que produziram ate agora e disso nao gosto,soa a barato.Spice girls II? No,thanks!

      Eliminar
    7. Noémia Vilela Villas01:42

      É preciso ter muita lata para se criticar quem comete um erro ortográfico ao esquecer-se de um H quando, em cada comentário que se faz, comete-se mais erros ortográficos por metro quadrado do que é permitido por lei falhando acentos gráficos. Em 2016, por favor, qualquer teclado tem permite escrever com acentos.

      Eliminar
    8. Anónimo08:08

      01:31 Se não percebe a que país se referia o comentário, mas sabe que não participa nem num concurso nem noutro, por que é que disse que se trata do ESC e não do JESC? No fundo, confesse, percebeu muito bem de que país se tratava, ao ponto de esclarecer que seria no ESC que iria participar - pelos vistos, com diminuição de qualidade.

      Eliminar
    9. Noemia-Eu tenho teclado barato de 2013,que nao tem acentos ortograficos.Nao sei o que a lei diz quanto a erros ortograficos por metro quadrado,elucida-me por favor.01:31- Mas Olanda existe,ou nao?Eu creio que nao,apesar de haver as ilhas Aland(A com uma bola por cima)que se pronuncia Oland. :)

      Eliminar
    10. 08:08 -O texto do artigo e claro sobre o pais em questao,mas eu comentei o texto escrito por um leitor.Sao coisas diferentes,que devem estar arrumadas a parte.Confessar?Deves estar a sonhar!A Inquisiçao ja acabou ha seculos,e confissoes,nem ao Papa.

      Eliminar
    11. Ricardo Alves09:34

      Parece a discussão do Statler e do Waldorf, dos Marretas. Conseguem estragar um artigo sobre a escolha do representante da Holanda.

      Eliminar
    12. Anónimo13:19

      Interessante. Por acaso foi dos agás mudos que o desacordo ortográfico se esqueceu. Porque não Olanda, omem, oje, alterofilismo, ipermercado, egemonia, etc? Ao eliminar consoantes mudas esqueceram-se de que o "h" também é uma consoante muda em Português. Por isso o dito "acordo ortográfico" é uma incongruência sem limites! (H)aja lógica nas cabeças das arquite(c)tas do acordo que não distingue corretor (imobiliário) de corre(c)tor (ortográfico) por não ter almejado que o "e" se pronuncia fechado em corretor como em corredor... =))

      Rui Neiva

      Eliminar
    13. Rui Neiva, verdade falas.

      Eliminar
    14. Anónimo17:41

      13:19 Em primeiro lugar, Rui, concorde ou não consigo (hoje/oje concordo um pouco, discordo um pouco): bem-vindo de novo! Sempre gostei de ler o que escreve. Repare que já muito antes do Acordo se havia retirado o acento de "sede" (vontade de beber) e se escrevia "sede" quer para essa vontade de beber, quer para o edifício principal duma firma - as pronúncias, porém, sempre foram distintas. Também já antes do Acordo alguns "h" haviam desaparecido: "desonesto" (e não "deshonesto"), por exemplo. O Acordo tentou - às vezes atabalhoadamente, é certo - corrigir/uniformizar o que antes se tinha feito de errado. Por que razão, antes do Acordo, "lectivo" tinha um "c" e "supletivo" não tinha? Por que motivo "acção" tinha" cç" e "ilação" não tinha? O problema é que, durante décadas, se foi tratando mal a língua...

      Eliminar
    15. Anónimo23:24

      @ anónimo das 13:19. Caro amigo. As causas dos erros do AO são políticas. E por isso na língua se aumentou a confusão: ilação NUNCA levou um "c" na vida. Vem do Latim ilatio, ilationis. Supletivo NUNCA levou um "c" na vida: vem do Latim Medieval (!) suppletivus. Lectivo e acção sempre tiveram um "c"! Ora, como bem diz, se o h mudo já tinha caído face a prefixos porque razão este acordo o mantém no início das palavras? Porque ainda é usado no Brasil? Pois, pois, no Brasil já se escreve "cê" em vez de você... lol Como eu já vi: "cê qué?" para "você quer?". Em bandas desenhadas... Hihi A nova ortografia não corresponde ao falar dos não brasileiros (e mesmo esses têm vários sotaques regionais)... Por isso é ilógico e é discriminatório e é arrogante e é errado! Cumprimentos.
      Rui Neiva

      Eliminar
    16. Anónimo23:40

      E já agora, a propósito de tratar mal a língua... Quem pronunciar "télémóvel" em vez de "tlmóvel" pronuncia errado porque a regra em vigor (só há um acento tónico na língua) leva a pronunciar essa palavra como "tlvisão", "tlpatia", "tlfone", etc. E reitero que não se diz "o" Chipre, nem "a" Malta, nem "o" Portugal, nem "o" Madagáscar, nem "a" Cuba nem o raio que... os pára no meio do caminho. Há também regras para se pôr ou não o artigo diante do nome dos países, ou das ilhas/arquipélagos. A malta lá do bairro gosta muito de se pavonear em inglês mas não entende grande coisa da língua materna: são preciosas ridículas do nosso tempo. E foi de outras preciosas ridículas que saíram as enormidades do AO.

      Mais uma vez cumprimentos e viva a Olanda! Com artigo como deve ser, e sem h como deveria ser se o AO tivesse sido lógico!

      Rui Neiva

      Eliminar
  7. Anónimo01:26

    A RTP é que podia dar noticias....

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top