Sempre com o objetivo de dar voz aos nossos leitores, publicamos hoje o artigo de opinião de Hélder Simões.

"Mas, fechemos os olhos e sonhemos: Portugal decide mudar o modelo de seleção! Todos sabemos como é visto o nosso Festival pela Europa fora: fora de moda, antiquado, demasiado simples. Comparando com os processos seletivos dos outros países participantes, sendo eu um seguidor de mais de metade deles, posso afirmar que não estamos no caminho certo".

LEIA O ARTIGO COMPLETO AQUI


Este espaço também pode ser seu! Proponha um artigo de opinião através do e-mail escportugal.geral@gmail.com

Esta e outras notícias também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte: ARTIGO DE OPINIÃO / Imagem: RTP 

10 comentário(s):

  1. Anónimo14:53

    Gosto do escportugal abrir o site aos leitores :)
    Sobre este artigo: o Helder tocou nalguns pontos essenciais, mas esqueceu-se de um muito importante: a RTP, os compositores e os artistas pensarem que estão a fazer uma canção para europeu ver e ouvir. O Festival da Canção é algo muito interno e caseiro

    ResponderEliminar
  2. O artigo esta muito geral,pouco conciso,um bocado estilo"nao gosto,nao presta,tem de mudar",mas sem apontar soluçoes ou sugestoes concretas.A questao do televoto e simples de resolver: Um maximo de 5 votos por nº de telefone,votaçao so depois das cançoes durante 5-10 minutos.Juris=jigajogas!

    ResponderEliminar
  3. Acho que sim,que seria altura de sepultar,com pompa e circunstancia,o Festival da Cançao e fazer nascer algo de novo.Concurso da nova musica? Uma cançao para xxx(em 2017 xxx=Kyiv)? Um som para a Europa? Premio Nacional de Musica(tal como em 88,evento renovador,de boa memoria)?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:01

      Sem dúvida que os dois ultimos nomes (Prémio Nacional de Musica e Um Som para a Europa) seriam as melhores sugestões e daí até poderiam tirar-se boas ideias, mais inovadores, frescas e modernas

      Eliminar
  4. Anónimo18:51

    Penso que a RTP deveria pensar nos seguintes tópicos para o Festival da Canção 2017:

    - Deve ser composto por 20 músicas, dividindo-se por duas semifinais de 10 canções e uma ronda de Segunda Oportunidade com as 12 eliminadas. Passam as primeiras 4 classificadas das semifinais e as 2 primeiras da Segunda Oportunidade. A final seria composta por 10 músicas.

    - Tanto nas semifinais e segunda oportunidade, como na final, o sistema de votação deveria ser 50% televoto (com limite de 1 chamada por nº de telefone) e 50% júri composto por 5 elementos (compositores, produtores ou cantores - nada de Rámon Galarza e Fernando Martins, rua com eles), que poderiam dar o seu feedback no final de cada atuação.

    - Nas semifinais seriam apuradas duas músicas pelo júri e, de seguida, as linhas de telefone abririam para o público escolher as restantes duas das 8 restantes. Na segunda oportunidade, o júri escolheria apenas uma e o televoto 1. Na final, o público e o júri escolheriam um tema cada para disputar a superfinal (público sempre depois do júri), ficando a decisão do vencedor totalmente a cargo do público, logo após a repetição da atuação dos dois temas, isto sempre com limite de 1 voto por nº de telefone.

    - Dos 20 temas, 10 seriam selecionados através de um concurso aberto a todos os interessados e os restantes 10 através de cantores/bandas convidados pela RTP, sendo que o tema pode ser da inteira responsabilidade do artista ou então também selecionado pela estação televisiva (dentro do repositório do cantor), desde que o cantor concorde e que respeite as regras eurovisivas.

    - As semifinais e segunda oportunidade poderiam realizar-se no maior estúdio da RTP (aquele do Got Talent parece-me bem, não o do Festival da Canção 2015). Já a final poderia ser no Meo Arena (sonho), ou então num dos Coliseus, ou Campo Pequeno.

    - Cada um dos espetáculos seria realizado com distância de 1 semana cada, sendo que o concurso duraria 4 semanas no total.

    - O vencedor, para além de representar Portugal na Eurovisão, ganharia um prémio monetário (para cima de 100 mil euros), que assim iria atrair mais interesse. Para além disso, já que a RTP adora fazer com que as pessoas liguem o 760, quem votasse estaria habilitado a um prémio monetário (mais de 10 mil euros)...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 18:51-O premio de 100 mil euros talvez um tanto ou quanto irrealista no Portugal de 2016/17. O que queres dizer ao falares de"vencedor"?Interprete?Autor?Compositor?Ou todos juntos ao molho?De resto uma sugestao muito interessante e bem estruturada.Parabens!

      Eliminar
    2. Anónimo22:31

      Se dão prémios todos os dias, é só cortar um pouco e juntar para o FC. Mas convinha ser um valor dessa grandeza para atrair todo o tipo de artistas, pois não havendo prémio não haverá aquele incentivo extra para se fazer algo de qualidade e submete-se uma música só para se divulgar o trabalho. O vencedor, diria neste caso "juntos todos ao molho"...

      Isto que eu aqui propus é inspirado um pouco em todos os festivais nacionais de todos os países. Penso que, acima de tudo, a RTP deveria tirar ideias aos países com os festivais mais bem sucedidos e tirar umas notas e inspirar-se um pouco, mas pelo que me parece, neste momento ainda nem sequer pensaram em fazer o Festival...

      Eliminar
    3. Anónimo00:20

      Parabéns Anónimo! Eu concordo com grande parte do que idealizaste, defendes um modelo que no geral eu acho que poderia ser uma aposta válida a alguns anos para cá. O problema é que quem está a frente das duas uma, ou acha que está tudo bem e os europeus e que não gostam de nós, ou sabe que podiam mudar e fazer algo melhor mas... da muito trabalho e no final do mês ganham a mesma coisa. E sim prémios bem chorudos acredito que acabava com o medo de muitos artistas em competirem, existem N patrocínios que podem ajudar nesse aspecto, porque não como prémio uma parceria com uma boa editora e o lançamento de um Disco por exemplo, se quiser-mos fugir a prémios monetários ;)

      Eliminar
    4. Anónimo17:06

      Mas vocês insistem que tem que haver convites ? Pelo amor de Deus

      Eliminar
  5. Anónimo19:43

    Quando vi a imagem pensei que eram noticias da RTP.... :(

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top