Alcançaram um lugar na história eurovisiva com as suas vitórias no Festival Eurovisão, mas nem todos conseguiram chegar ao concurso na primeira tentativa! Conheça quais foram os vencedores que falharam a primeira oportunidade de chegar à Eurovisão.

63 cantores e grupos de 26 países diferentes conquistaram um lugar na história do Eurovision Song Contest ao vencerem uma edição do certame. No entanto, o que pouca gente sabe, é que 14 desses vencedores falharam a primeira tentativa de chegarem ao certame europeu! O ESCPORTUGAL pôs mãos à obra e traz até si um especial com a primeira tentativa falhada de cada um desses cantores, se bem que alguns falharam mais do que uma vez...

Não perca mais tempo e conheça todos os vencedores que falharam a primeira tentativa de chegar à Eurovisão e recorde as suas vitórias clicando em cima do respetivo nome:

Vencedora do Festival Eurovisão de 1969, Frida Boccara tentou, sem sucesso, representar a França na edição de 1964. A cantora franco-marroquina submeteu 'Autrefois' para a escolha interna da RTF que, por sua vez, acabou por escolher  Rachel com o tema "Le chant de Mallory", terminando na quarta posição com três pontos de Portugal.



Mudaram para sempre o rumo do Eurovision Song Contest e são considerados os maiores vencedores da história: contudo, poucos sabem que os ABBA falharam a primeira tentativa de chegar à Eurovisão. Em 1973, ainda sob o nome de Agnetha, Anni-Frid, Björn & Benny, o grupo terminou na terceira posição do Melodifestivalen com o tema 'Ring Ring' com apenas 8 pontos. Nova & The Dolls e o tema 'You're Summer', vencedores da gala com 37 pontos, representaram a Suécia na Eurovisão, terminando na 5.ª posição com 94 pontos, 4 deles oriundos de Portugal



No ano antes de vencer a Eurovisão em conjunto com o grupo Milk and Honey, Gali Atari tentou chegar ao concurso europeu com o tema "Nesich haclomot (Dream Prince)", juntamente com os músicos Zvi Bums e Udi Spielman. A candidatura terminou na terceira posição do Festival Hazemer Ha'ivri, final nacional israelita, mas obteve grande sucesso, fazendo com que a cantora lançasse um álbum com o título do tema. Os vencedores da gala, Izhar Cohen & the Alphabeta com o tema "A-Ba-Ni-Bi", conquistariam, meses depois, a primeira vitória israelita no concurso europeu.



1980: Johnny Logan
O único cantor a vencer o Festival Eurovisão por duas ocasiões, à qual se soma a vitória como compositor em 1992, falhou a sua primeira tentativa de chegar ao evento! Johnny Logan entrou na final nacional irlandesa pela primeira vez em 1979 com o tema 'Angie', tendo terminado o concurso na terceira posição. Contudo, as posteriores vitórias do australiano ofuscaram totalmente essa derrota e não há qualquer registo do tema nem da atuação do cantor na final nacional daquele ano.


1992: Linda Martin
Más notícias para quem acha que Sanna Nielsen é a detentora do título de candidata que mais vezes participou em finais nacionais: Linda Martin participou na final nacional em 9 edições diferentes. Com duas vitórias no currículo, ambas a solo, a cantora entrou no concurso por quatro edições integrada no grupo Chips, uma no grupo Linda Martin and Friends e uma outra a solo. Contudo, a primeira participação aconteceu em 1976, integrada no Chips, com o tema We Can Fly, terminando na 2.ª posição e perdendo o passaporte para Red Hurley.



Com o objetivo de cumprir o seu sonho de criança, que era chegar ao palco da Eurovisão, Sharon Cohen, sob o nome artístico de Dana International, estreou-se na final nacional israelita em 1995, dois anos após a operação de mudança de sexo. A cantora participou com 'Layla Tov, Eropa (Good Night Europe), terminando na segunda posição. Liora e o tema Amen foram os representantes de Israel em Dublin, tendo conquistado a 8.ª posição.


Se tivéssemos de escolher uma dupla como símbolo da persistência, claramente que os Olsen Brothers seriam os felizardos. Vencedores da Eurovisão em 2000, o duo tentou chegar ao evento em quatro ocasiões (às quais se somam as duas tentativas a solo de Jørgen Olsen), sendo que a primeira aconteceu em 1978, 22 anos antes da vitória. A dupla entrou com o tema 'San Francisco', terminando na 2.ª posição com 37 pontos, marca insuficiente para derrotar Mabel que, em Paris, ficou na 16.ª posição entre 20 países.



"À terceira é de vez": este ditado serve, na perfeição, a Marija Naumova, mais conhecida por Marie N, tendo em conta que apenas chegou ao Festival Eurovisão na sua terceira tentativa. Em 2000, no ano de estreia letã no concurso, a cantora entrou na competição com 'For You My Friends', terminando na segunda posição com 114 pontos, insuficientes para ultrapassar Brainstorm, que contabilizou 147 e que viria a conquistar o terceiro lugar no evento europeu. No ano seguinte, a cantora voltou a participar, ficando na terceira posição, tendo apenas conquistado o passaporte para a Eurovisão em 2002.



Escolhida internamente para representar a Turquia em 2003, Sertab Erener realizou assim o seu desejo de chegar ao concurso europeu, depois de duas tentativas falhadas. Quatorze anos antes, ainda com o nome de Sertab Altin, a cantora entrou na final nacional turca com o grupo Klips em defesa do tema 'Hasret', terminando na terceira posição. No ano seguinte, Sertab voltou a tentar chegar à Eurovisão mas acabou na sexta posição, entre quinze candidatos.




Antes de ganhar pela Sérvia (no ano da estreia desse país como independente), Marija tentou, sem sucesso, representar a Sérvia & Montenegro no concurso de 2005. A cantora submeteu-se ao
Evropesma, final nacional que ficou marcada pela enorme polémica com as votações dos dois países, tendo ficado na 18.ª posição com o tema Ponuda, tendo somado apenas 5 pontos (todos oriundos dos jurados montenegrinos).




2012: Loreen

Protagonizou uma das maiores vitórias de sempre no Eurovision Song Contest em 2012 mas, no ano anterior, falhou o apuramento para a Grande Final do Melodifestivalen. A cantora estreou-se na final nacional sueca com 'My Heart Is Refusing Me' que, apesar do sucesso de vendas, falhou o apuramento direto para a Grande Final, tendo-se apurado para o Andra Chansen, apesar da curta vantagem sobre Christian Walz. Na gala de repescagem, a vencedora do ESC2012 não teve grande sucesso: a candidatura perdeu logo no primeiro duelo para Sara Varga, cantora que ficaria na penúltima posição na Final.



2014: Conchita Wurst


Apesar de todo o mediatismo que a sua participação provocou, Conchita Wurst falhou a sua primeira tentativa de chegar ao Festival Eurovisão. Em defesa de That's What I Am, a cantora entrou no Österreich rockt den Song Contest conseguindo o apuramento para a Grande Final em conjunto com Trackshittaz. Contudo, ao contrário de todas as expetativas, o duo levou a melhor que Conchita, conquistando 51% da votação e adquirindo o direito de representar a Áustria no Festival Eurovisão, onde terminou na última posição da semifinal. 



2015: Måns Zelmerlöw
Tal como Marie N, o último vencedor sueco do concurso europeu apenas conseguiu o seu apuramento na terceira participação. Com apenas 24 anos de idade, Mans Zelmerlöw entrou no Melodifestivalen 2007 com 'Cara Mia', tendo vencido a respetiva semifinal e conquistado a segunda posição no televoto da Grande Final. Contudo, o júri nacional colocou o jovem na 4.ª posição, tendo esse terminado o concurso no 3.º lugar da geral. Antes da vitória com 'Heroes', Mans tentou ainda representar o país em 2009 com Hope & Glory, terminando na 4.ª posição, apesar de ter vencido a votação do júri nacional.



2016: Jamala
A vencedora em título do Festival Eurovisão estreou-se nas lides eurovisivas em 2011 quando entrou na final nacional ucraniana com tema 'Smile', terceiro single do seu álbum de estreia lançado em novembro de 2010. Favorita à vitória, a candidatura terminou na 3.ª posição da competição sendo que, após rumores de compra de votos, as três primeiras classificadas do evento foram apuradas para uma nova final nacional. Contudo, Jamala recusou a entrar no concurso alegando que os votos voltariam a ser corrompidos, sendo seguida por Zlata Ognevich, o que fez com que Mika Newton e o tema 'Angel' fossem os representantes ucranianos em Dusseldörf, onde conquistaram a 4.ª posição na Grande Final.





Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: Google / Vídeo: Youtube

20 comentário(s):

  1. Anónimo20:18

    Não conhecia vários destas tentativas falhadas. Excelenote artigo.

    ResponderEliminar
  2. Nuno,obrigado por mais um artigo tao interessante e"entertaining"! Para mim, os ABBA se tivessem ido ao ESC em 73 com "Ring,ring",talvez tivessem ja entao levado a vitoria para a Suecia.Aquela cançao em 73 teria sido um big bang no ESC!!! Tal como "Waterloo" o foi em 1974.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo13:14

    Qualquer dia vê-se a Catarina Pereira num artigo deste género.
    Pena que a rapariga em ambas as vezes que participou no FdC tivesse outras músicas também fortes (na minha opinião). Talvez no futuro arrume por completo as restantes músicas e finalmente se apure, no entanto acredito que seja dificil perder 2x quando a música em questão tenha qualidade (para não falar do Rui Andrade - 3x) e o artista comece a perder a motivação... ou então quem sabe se não é algo para fazer voltar mais forte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:30

      Esqueci-me de dizer (e sou ainda o anónimo das 13:14): Obrigada Nuno pelo excelente artigo, nem sabia de alguns casos como a Loreen e a Jamala!

      Eliminar
  4. Bibiana18:34

    Falta aí o Dima Bilan... ganhou em 2008 mas já antes havia tentado participar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bibiana,
      O Dima Bilan não consta no artigo porque ele não falhou na sua tentativa de chegar à Eurovisão mas sim a vitória na primeira participação no ESC, algo que é diferente do que é abordado no especial.

      Grato, NC

      Eliminar
  5. Anónimo20:41

    Faltam tantos mas o artigo não deixa de ser interessante

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo
      Se quiser partilhar connosco quais os que estão em falta, teremos todo o gosto em completar o artigo

      Grato, Nuno

      Eliminar
    2. Anónimo00:02

      Isabelle Aubret (França) – Le gars de n’importe où (1961), 3º lugar;

      Dana (Irlanda) – Look Around (1969), 2º lugar;

      Charlie McGettigan (Irlanda) – Are you shy? (1987), 3º lugar.

      Eliminar
    3. Anónimo14:42

      Anne Marie David 1972 pela França com Un peu romantique.
      Elizaberth Andressen 1981 pela Suecia com God morgon 2ºlugar nas chips.
      Carola em 1990 com Mitt i ett aventyr 2ºlugar.
      de momento são mais estas para alem das que o anónimo das 00.02 enviou e muito bem.

      Eliminar
    4. Vamos analisar as informações avançadas e, em caso de se justificar, iremos lançar uma 2.ª parte do artigo! Obrigado a todos pelos avisos! NC

      Eliminar
    5. Anónimo02:49

      Podendo ainda acrescentar Cheryl Baker 1976 com Wake up nos Co-Co 2º lugar pelo Reino Unido e a Hanne Krogh com Smating pela Noruega 1º lugar mas a TV-norueguesa preferiu enviar a Edimburgo o duo Grethe Kausland e Benny Borg.

      Eliminar
  6. Anónimo13:46

    Analisem bem o caso da Gali Atari porque tem no ESCPORTUGAL uma canção que não fez parte do KDAM festival para seleção hebraica para a Eurovisão , bem sei que este comentario não vai ser publicado , apesar de terem um bom site sobre o ESC censura por aí não falta e não querem assumir que não sabem muitas coisas sobre o ESC , aceitem quem sabe mais que vocês, só com Humildade e vontade de saber se aprende, XAU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo
      Como pode observar nos comentários acima, em momento algum censurámos a opinião dos nossos leitores! Foram feitos vários reparos, os quais tomamos em conta. Sobre o caso que nos expôs, na fonte em que se baseámos essa era a informação apresentada; se diz que a mesma está errada, estamos disponíveis para que nos apresente a correta e iremos analisar ambas! Aqui ninguém quer saber mais do que os outros: o ESCPortugal é, foi e sempre será um espaço onde os eurofãs, onde nós também se incluímos, possam partilhar os seus conhecimentos sobre o mundo eurovisivo, expandido a cultura de todos os demais.

      Grato, Nuno Carrilho

      Eliminar
    2. Nuno,parabens pela tua optima resposta.Nomeadamente no que respeita ao complexo do"querer saber mais que os outros".O partilhar,sim ,e o importante. Obrigado por tudo o que dia dia voces fazem,e como o fazem bem!

      Eliminar
    3. Anónimo20:20

      A partilha de conhecimentos e a abertura a todas as opiniões são os dois factores que distinguem o escportugal dos outros sites portugueses! O que aconteceu aí em cima é apenas mais uma prova disso! Parabéns e Obrigado Nuno! Parabéns e Obrigado Nelson! Parabéns e Obrigado à restante equipa!

      Eliminar
    4. Anónimo15:04

      A noticia sobre a Gali Atari está correta eu apenas me referia ao VIDEO da Gali com uma canção diferente, eu conheço o tema porque como referi tenho o disco, quanto à censura nunca podemos dizer que não gostemos de alguem porque vocês não publicam e num país livre de expressão temos esse direito desde que se diga com as palavras certas e educação , todos esses vencedores do ESC que vocês não fizeram referencia foram enviados por mim, exceto a Dana e a Isabelle Aubret porque alguem já o tinha feito quanto ao Charlie desconhecia.

      Eliminar
  7. Anónimo21:11

    Anónimo das 13:46 - Concordo inteiramente consigo em relação à censura. Infelizmente! Pode não se ser grosseiro, pode não se ofender, pode não se mentir... mas ver-se o comentário retirado minutos depois de publicado, por exemplo só por ser crítico de um intérprete ou de uma canção. Aconteceu comigo em junho só porque não elogiei a interpretação de uma cantora (portuguesa).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo das 21h11: os seus comentários publicados no escportugal por algumas vezes não respeitaram as "Regras dos Comentários" (ler no rodapé do site). Sempre que isso acontecer os mesmos não serão, como é obvio, publicados. Aconselhamos que leia as regras. Este é um espaço de livre opinião, mas com respeito pelos outros. Tal como ali está escrito, "Não cumpridas estas regras, reservamos o direito de excluir o comentário sem aviso prévio, sendo que o leitor que insistir em desrespeitar essas regras será bloqueado do nosso sistema de comentários". Gratos pela atenção e compreensão.

      Eliminar
    2. Felizmente, voces no ESCPortugal tem o bom senso de retirar comentarios,ate quando a troca de opinioes começa a escaldar acima do aconselhavel.Ja retiraram comentarios meus,e ainda bem que o fizeram! Obrigado por tudo! :)

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top