Adelaide Ferreira é uma das artistas mais conhecidas em Portugal. As suas canções passaram de geração em geração e mesmo os êxitos dos anos 80 do século passado continuam atuais em 2016. O ESCPORTUGAL esteve no concerto da cantora em Avintes, Vila Nova de Gaia. 


Adelaide Ferreira encheu o recinto da Festa da Broa, em Avintes, voltando aos seus bons velhos tempos de dona e senhora dos palcos portugueses. Um recinto lotado recebeu a artista no passado sábado, de fãs e simpatizantes da cantora de todas as faixas etárias. As canções de Adelaide trespassam várias décadas e gerações e não foi difícil ver avós, pais e netos a admirarem e a saberem de cor as letras das mesmas canções. “Estou completamente rendida e encantada”, afirmou Adelaide quando entrou em palco e viu tamanha moldura humana. 

Foi ao som de 'Como encontrar o amor' que a cantora deu início à noite. Durante cerca de 90 minutos, foi num registo revivalista que Adelaide Ferreira pautou todo o seu concerto. Apesar de também ter cantado temas do seu último álbum, datado de 2011, foram as grandes baladas dos anos 80 e 90 que mais entusiasmaram o público, que acompanhou a cantora como se de um grande coro se tratasse. 



Dos anos 80 passámos para 'Não és de ninguém', incluído no último álbum. Antes de entrar no terceiro tema, Adelaide começou por mostrar uma faceta apenas conhecida por aqueles que a seguem nos espetáculos e atuações: um lado “brincalhona” e de interação constante com o público. O mote para 'Fala-me de ti' uma balada intemporal com Adelaide a interpretá-la com muita emoção e sentimento. O primeiro grande aplauso da noite. 

Seguiu-se um dos grandes momentos. “Há muitos anos representei Portugal na Eurovisão”, lembrou Adelaide. “Esta balada tem muitos anos mas continuo a gostar de a cantar”. Ouviu-se, então, os primeiros acordes de 'Penso em ti (eu sei)', canção apresentada aqui com novos arranjos. De seguida, um outro clássico do Festival da Canção: 'O vento mudou' imortalizado por Eduardo Nascimento em 1967 e, aqui, interpretado com uma roupagem diferente. 

Outro grande momento da noite: 'Papel principal', tema dos anos 80, talvez o maior sucesso algum dia escrito por Tozé Brito. O público viajou com a cantora a mais um dos maiores êxitos de sempre da música portuguesa. Adelaide foi interrompida várias vezes pelo público, que cantou o tema de cor. De uma balada passando para os blues com 'Adeus' e para um ritmo mais eletrónico com 'Caminho pra casa', ambos do último álbum. Fernando Girão também mereceu uma palavra especial, autor do tema 'Faz-me de novo acreditar', tema incluído no álbum “Sentidos” lançado em 2000. 

Antes do final, não podia faltar no alinhamento 'Dava tudo', tema de autoria da própria Adelaide Ferreira. Antes da despedida, 'Trânsito', canção incluída no lote de primeiros grandes sucessos irreverentes da cantora. Adelaide Ferreira não se fez rogada: cantou, dançou e quase partia a louça toda, dando razão àqueles que a apelidam como a mais importante voz feminina da história do rock português. “Qualquer dia volto aos meus concertos de rock”, prometeu Adelaide. 



Já no encore, 'Dava tudo' voltou a ser cantado ao vivo, mas agora de uma forma especial: A filha, Alexia e a sua fã Juliana Fernandes cantaram, juntas, o tema, enquanto Adelaide descia até junto do público para dar abraços, tirar selfies e assinar CD’s. Eram vários os grupos de amigos que procuravam eternizar este momento através de inúmeras fotografias e, aos poucos, a agitação contagiava-se.“Vou de coração cheio”, repetiu Adelaide Ferreira, depois de regressar ao palco e se despedir do seu público. 

 O ESCPORTUGAL esteve em Avintes e traz este vídeo especialmente para os nossos leitores:





Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / imagemESCPORTUGAL / Vídeo: FACEBOOK ESCPORTUGAL

5 comentário(s):

  1. Rui Ramos00:01

    Fico muito feliz por ver a Adelaide de novo em ação. E, pelos vistos, em grande!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:21

    Excelente artigo. Mais uma vez a promoverem os artistas nacionais (h)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo08:14

    Gosto muito da Adelaide Ferreira.

    ResponderEliminar
  4. Conceição Ramos13:18

    Estive no espetáctulo e gosstei muito. A Adelaide é enorme

    ResponderEliminar
  5. "A tua noite","Baby suicida","Vem dançar",as cançoes do reportorio de Adelaide,que prefiro.Nao sou muito fan de Adelaide a cantar baladas tragicas.Mas em 85 foi do melhor do ESC.Actualmente preferiria menos espontaneidade e arrebatamento,e mais controle tecnico do enorme potencial de voz.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top