A Austrália é um dos países favoritos para vencer o Festival Eurovisão 2016, se analisarmos as vendas no iTunes e as apostas em vários sites. Se a SBS da Austrália ganhar, quem irá organizar o Fetsival Eurovisão de 2017?


A UER/EBU convidou a Austrália para concorrer no Festival Eurovisão em 2015, repetindo o convite em 2016, por motivos que nunca foram muito claros. O certo é que declarações do organismo máximo da Eurovisão indiciaram que, no caso de vitória do país da Oceania, este não iria receber jamais o concurso em 2017, mas sim coorganizar o concurso mas em solo europeu. O supervisor executivo da Eurovisão, Jon Ola Sand confirmou ao jornal britânico que já está definido o país que irá receber a Eurovisão 2017, no caso de uma vitória australiana. Mais detalhes não foram dados, todavia.


O certo é que, caso se confirme esta noite uma vitória da Austrália, não será a primeira vez que o país vencedor não recebe o evento no ano seguinte. Vamos lá recordar:

1957: Alemanha (Francoforte)

A 1.ª edição do Festival Eurovisão ocorreu em 1956, na Suíça, com a vitória a sorrir para Lys Assia e a canção “Refrain” representando o país anfitrião. A edição do ano seguinte foi realizada na Alemanha, tendo em conta que havia sido sugerido que as cidades organizadoras deveiam ir alternando.

1960: Reino Unido (Londres)

Em 1959, a Holanda ganhou o concurso com a canção “Een beetje” por Teddy Scholten. Como a Holanda já havia organizado o festival em 1958, o país classificado em 2.º lugar foi convidado a organizar o festival do ano seguinte, no caso o Reino Unido.

1963: Reino Unido (Londres)

Em 1962, França já havia ganho o concurso por três vezes (1958, 1960 e 1962). Em 1963, a França declinou o convite para receber o concurso num tão curto espaço de tempo. Mónaco e Luxemburgo, classificadas em 2.º e 3.º lugares respetivamente, também não aceitaram a proposta de organizar, recaindo a sorte ao 4.º classificado, o Reino Unido. Isto significa que este país recebeu a organização duas vezes antes de vencer o concurso!

1972: Reino Unido (Edimburgo)

Em 1971, o Mónaco ganhou a Eurovisão com o clássico “Un banc, un arbre, une rue” por Séverine. Contudo, a televisão local não aceitou organizar o evento no ano seguinte. A sorte voltou a recair no Reino Unido, classificado em 4.º lugar. Não se sabe porque razão não organizou a Espanha ou a Alemanha, classificados em 2.º e 3.º lugares respetivamente.

1974: Reino Unido (Brighton)

Em 1972 e1973, Luxemburgo ganhou o concurso, organizando a edição de 1973. Depois da vitória nessa edição com “Tu te reconnaÎtras” por Anne-Marie David, o país declinou o convite para organizar em 1974. A sorte voltou a sair ao Reino Unido, classificado em 3.º lugar. Será que Espanha foi convidada a organizar, tendo em conta que ficou classificada em 2.º lugar em 1973?

1980: Holanda (Haia)

Israel ganhou o concurso duas vezes seguidas, em 1978 e 1979, organizando em 1979 mas não aceitando organizar em 1980 devido à instabilidade politica e militar. A Holanda foi convidada a organizar a edição de 1980, país que se classificou em 12.º lugar na edição anterior.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL, EUROVISIONARY  / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

28 comentário(s):

  1. Anónimo14:37

    Australia tem a melhor musica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:51

      Espero que ganhe a Australia e nao a Rússia como está previsto em muitas casas de apostas, etc, pois gosto muito mais da Sound of silence do que da You're the only one

      Eliminar
  2. Anónimo14:48

    Vem para Portugal.

    ResponderEliminar
  3. Será escolhida Lisboa!!!!!!!
    E será esse o grande regresso da RTP!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:52

      e sería organizado de ultima hora e da forma mais basica e amadora possivel porque afinal e isso que a RTP sabe fazer

      Eliminar
    2. Anónimo17:09

      E será uma forma de chegarmos à final... pela "secretaria".

      Eliminar
    3. Anónimo17:52

      15:52 Lol, tive de rir... provavelmente nem o facto de ser cá evitaria de se se fazer tudo à ultima da hora e às 3 pancadas.

      17:09 Pois... esse é que seria o contra. Sou a favor que seja cá em Portugal já que nunca foi, mas por outro lado reconheço que não teria o mesmo "sabor" pois não seria cá devido a uma vitória nossa... vai ser complicado escolher um pais em detrimento de outro para apresentar o esc do proximo ano se isto acontecer.

      Eliminar
    4. Anónimo18:19

      Esquecem-se quem em Portugal se organizou o EURO2004 que foi considerado dos mais organizados e a EXPO'98...

      Eliminar
    5. Anónimo18:33

      Nunca iria ser feito às "3 pancadas" devido à grande pressão exercida por todos os organismos responsáveis pelo certame. Estes comentários transcendem-me... Se os portugueses não se valorizam quem os valorizá? E para terminar, tenho a certeza que se alguma vez esse milagre acontecesse, a RTP iria organizar um bom festival.

      Eliminar
    6. Seria muito complicado! Se a RTP nem tem para transmitir este ano sem preços "especiais", para acolher o festival eram precisos preços "muito muito muito especiais"! :-)

      Eliminar
  4. Anónimo15:06

    Muito banal...não é música para vencer...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:16

      A da Austrália?! Não concordo, desculpa.

      Eliminar
  5. O meu sonho era ver a Bulgária a ganhar mas das favoritas prefiro claramente a Austrália.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:53

      eu estou preparado para gastar todos os meus creditos na Bulgaria

      Eliminar
  6. Anónimo15:26

    Hmm... Vai haver surpresas... a Geórgia tem o cartão cheio dos jurados. E o público apura-lhe a linha. Quase bingo. Excepto se a Rússia... e aí está o o quase...

    ResponderEliminar
  7. Não sei se irá ganhar, acredito mais na Arménia ou Ucrânia ganharem, eis o meu top 5 para esta Noite.

    Arménia
    Ucrânia
    Russia
    Austrália
    Hungria.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo16:10

    Que seja em Portugal. Tendo em conta que nunca foi realizado aqui, seria uma boa oportunidade. Temos a Meo Arena e tudo. Lisboa está bem localizada, sooo... espero que isso realmente aconteça!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo16:38

    Por esta ordem de ideia quem organiza para o ano caso a Austrália vença será o Reino Unido, visto terem organizado tantas vezes mesmo não tendo ganho nos anos mais antigos

    ResponderEliminar
  10. Anónimo17:08

    "Não se sabe por que razão não organizou a Espanha ou a Alemanha, classificados em 2.º e 3.º lugares respetivamente". Acontece que a recusa da estação de televisão do país vencedor não implicava então um convite às representadas pelas canções classificadas imediatamente a seguir à vencedora. Aceitavam-se candidaturas. Na época, por estranho que hoje possa parecer, o ESC era popularíssimo (e prestigiado) no Reino Unido e a BBC candidatava-se sempre.. Mesmo em 1980 houve uma candidatura do Reino Unido, preterida a favor da da Holanda. Deu-se como razão (desculpa?) para a preferência pela Holanda, o Reino Unido ter organizado o evento poucos anos antes, mas constou que alguns problemas ocorridos na organização do ESC 1977 não haviam sido esquecidos.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo17:30

    Adoro estes artigos da historia

    ResponderEliminar
  12. Anónimo18:11

    É pouco provável que o evento seja realizado em Portugal, mas caso seja a emissora da Austrália é que deverá organizar tudo, a RTP poderá dar uma ajudinha. Mas a RTP também não pode perder tempo em organizar o ESC, está em prioridade o nosso representante para 2017.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo18:15

    Por acaso era interessantíssimo que fosse em Portugal. Se calhar é isso que está planeado, a RTP (o Hélder Reis, basicamente) está farta de dizer que para o ano regressamos em grande, o que é estranho, porque parece que têm alguma coisa na manga (não creio que fossem dizer que estão a preparar um regresso em grande se for para voltarmos a ter um Festival da Canção pobrezinho, com canções sempre dos mesmos compositores, e para depois ficarmos pela semi-final). Se calhar é este o grande regresso! A Austrália ganhar e a RTP organizar em conjunto com a SBS. Provavelmente não seria uma Eurovisão tão boa como está a ser a deste ano (na minha opinião), seria mais do estilo da do ano passado (pobrezinha), mas seria bom e traria gente a Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:55

      "...não creio que fossem dizer que estão a preparar um regresso em grande se for para voltarmos a ter um Festival da Canção pobrezinho, com canções sempre dos mesmos compositores, e para depois ficarmos pela semi-final...."

      Meu, ainda acreditas no Pai Natal, é? É óbvio que vai continuar tudo como sempre foi para os lados da RTP.

      É preciso que as coisas mudem para que continue tudo na mesma!

      Eliminar
  14. Anónimo18:34

    E obvio que se a Australia ganhar seria realizado no UK!!

    ResponderEliminar
  15. Anónimo18:41

    Secalhar vai ser realizado no pais que se classificar em 2ª lugar ( isto se a Australia ganhar claro )

    ResponderEliminar
  16. Anónimo18:54

    Estes ainda acham que o sonho comanda a vida... Regresso em grande da RTP? Vão colocar a Sílvia Alberto, como um vestido enorme, a apresentar o FC e aquilo demora 5 horas. Será esse um regresso em grande!!

    ResponderEliminar
  17. https://lh6.googleusercontent.com/-ErUGB8ea0H4/T2WEdm5-ZSI/AAAAAAAACbs/245Hxnaa82g/s35/22.gif

    Não era a minha preferida, mas é aceitável, mas creio que há espiões no processo!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top