Mais uma gala eurovisiva e mais uma folha virada na história do Eurovision Song Contest! O ESCPORTUGAL traz até si algumas das curiosidades da segunda semifinal do Festival da Eurovisão 2016!

A Bulgária está de regresso à Grande Final: a única vez que o país havia conseguido o apuramento foi em 2007. Deste modo, a confirmar-se o regresso de Portugal, seremos o país que não marca presença na Final há mais tempo (a última foi em 2010).



Depois de seis eliminações consecutivas, a Letónia voltou a garantir o apuramento para a Grande Final do concurso, tal como aconteceu no ano passado. A Polónia apurou-se pela terceira vez consecutiva para a Final do Festival da Eurovisão, algo inédito no país desde 1999, altura em que não existiam semifinais.

A Bielorrússia quebrou a tradição de conquistar o apuramento nos países da Escandinávia: o primeiro apuramento aconteceu em Helsínquia (2007), precedido de Oslo (2010), Malmö (2013) e Copenhaga (2014);



Ira Losco (Malta), Poli Genova (Bulgária) e Donny Montell (Lituânia), participantes em 2002, 2011 e 2012, respetivamente, foram os únicos retornados que conquistaram o apuramento para a Final. Bojan Jovović (Montenegro), Deen (Bósnia-Herzegovina) e Greta Salóme (Islândia) foram eliminados na terça-feira e Kaliopi (ARJ Macedónia) caiu na segunda semifinal.

A Ucrânia continua imbatível nas semifinais: o país apurou-se em todas as edições em que participou, feito que apenas partilha, nesta edição, com o Azerbaijão e a Rússia.



Pela primeira vez nas semifinais, a Austrália passou o teste e repete a participação na Grande Final. 

A Dinamarca está fora da Final pelo segundo ano consecutivo, algo inédito no seu historial. Exceptuando 2015, o país apenas tinha ficado arredado da Grande Final em 1996, 2004 e 2007. De realçar que, nas últimas duas edições sediadas na Suécia, a Dinamarca foi a vencedora...



Também a Irlanda, recordista de vitórias na competição, atingiu um recorde negativo: o país está fora da Final pelo terceiro ano consecutivo, algo inédito na sua história.

Com o afastamento da ARJ Macedónia, a Áustria, que leva um tema em francês, será o único país que não cantará em inglês na Grande Final. Bulgária, França, Itália e Ucrânia apostaram em temas bilingues, usando o inglês em consonância com as suas línguas nativas.



A Suécia será a única representante da Escandinávia na Grande Final, depois da queda da Dinamarca e da Noruega nesta semifinal e da Finlândia na terça-feira. Em várias décadas de participações conjuntas, nunca nenhum escandinávio havia estado sozinho na final;

A Bélgica e a Geórgia estão na Grande Final pelo segundo ano consecutivo algo que não acontecia desde 2004 e 2011, respetivamente. Por outro lado, a Suíça voltou a cair na semifinal pelo segundo ano, bem como a Albânia e a Eslovénia que haviam sido finalistas no ano passado.



Quem não teve sorte foi a ARJ Macedónia: Kaliopi falhou a oportunidade de levar o país pela segunda vez à final desde 2007. De realçar que desde a instauração das duas semifinais, o país apenas marcou presença na final de 2012, quando representado pela cantora de Dona.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem/Vídeo: eurovision.tv

8 comentário(s):

  1. Anónimo20:35

    Mais uma vez eu gostava se alguém me disse-se se o dançarino principal da atuação Man vs Machine é o João Assunção ?! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:59

      Caro anónimo das 20.35: Não, não é ele. Se vir o genérico final do espetáculo de terça-feira, o nome dele consta; se observar o genérico no fim da semifinal de ontem, o nome dele não é mencionado.

      Eliminar
  2. Ucrânia tem que permanecer no Eurovisão...

    ResponderEliminar
  3. No ano passado a Aminata conseguiu a final representado a Letónia

    ResponderEliminar
  4. É mais correcto dizer países nórdicos porque tanto a Finlândia como a Islândia não fazem parte da Escandinávia, que são apenas três reinos.
    Reparo à parte, gostei bastante deste artigo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves22:06

      "A Escandinávia é uma região geográfica e histórica do norte da Europa e que abrange, no sentido mais estrito, a Dinamarca, a Suécia e a Noruega. Num sentido mais amplo, o termo pode também abranger a Finlândia, as ilhas Feroé e a Islândia".

      Eliminar
    2. Anónimo23:02

      E depois, a Escandinávia na Eurovisão (que é o que nos ocupa aqui neste blogue!) corresponde para se ser AINDA MAIS preciso a: Suécia, Noruega, Dinamarca, Islândia, Finlândia, Lituânia, Letónia e Estónia. Que é o grupinho da troca de galhardetes a Norte!

      Se bem que Estónia-Lituânia-Letónia sejam muito bichas-trichas porque dão para os dois lados e também fazem parte do Bloco Soviético. Depende dos anos e das canções.

      Eliminar
    3. Ricardo Alves, isso está escrito ma wikipedia mas não em livros de geografia. E caro anónimo, que se saiba ainda não se dá nomes a regiões por estas trocarem votos na eurovisāo. Por essa ordem de ideias a Turquia é do Cáucaso xD

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top