O chefe da delegação espanhola no Eurovision Song Contest quer um novo sistema de votação que seja mais justo.


Federico Llano, chefe da delegação espanhola no Festival da Eurovisão, quer que o certame tenha um sistema de votação mais justo. Segundo Llano o sistema em vigor é "muito justo e claro para decidir o vencedor, o top 5 e até o top10, mas, a partir daí, já não serve, porque os votos dos países vizinhos fazem subir uns e descer outros".

Llano afirmou ainda que "estamos a trabalhar num novo sistema e veremos se conseguimos um consenso para melhorar. Todos os países querem que seja justo o lugar que ocupamos. Desde 2002 mudou-se o sistema de votação várias vezes. A perfeição não existe mas pode-se melhorar e tornar-se mais justo" insistiu. 

Federico Llano acha que a música espanhola merecia mais que o 22º lugar alcançado. O chefe de delegação assegurou que a TVE fez tudo para atingir um grande lugar e acredita que não são precisas grandes produções como a russa para terminar no top. 

Já a pensar em 2017, Federico Llano não fecha a porta a Ruth Lorenzo, que afirmou em 2014 que queria voltar ao ESC no próximo ano, mas disse também que há muito jovens talentos com propostas inovadoras como a de Barei.


Espanha foi representada por Barei, em Estocolmo. Say Yay! terminou no 22º posto, na grande final com 77 pontos.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovision-spain / Imagem e Vídeo: eurovision.tv

16 comentário(s):

  1. Anónimo20:15

    A Espanha merecia muito mais! Uma das melhores atuações da noite!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:37

      Concordo plenamente!

      Eliminar
    2. Anónimo20:38

      Concordo plenamente!!

      Eliminar
    3. Anónimo21:15

      Desconcordo plenamente!!!

      Eliminar
    4. Anónimo23:34

      Nem toda a gente por esse mundo fora pensa assim...

      Eliminar
  2. Anónimo20:37

    Foi um ano muito competitivo com boas músicas e nem todos podem ficar à frente.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:38

    É verdade que pela música em si e pela Barei mereciam melhor classificação, mas a performance em palco foi fraquinha, há que admitir...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:58

      Óculos urgentemente.

      Eliminar
    2. Anónimo22:23

      achavam q com simplesmente fazer a dança dos pés iría ajudar, a Espanha sempre falha no palco e eu creio q desta vez a Barei leva o Bárbara Dex para casa

      Eliminar
    3. Anónimo22:43

      Anónimo das 21:58, estava só a dar uma crítica construtiva e peço que seja respeitada...

      Eliminar
    4. Anónimo23:38

      O Barbara Dex... Hmm... Vi comentários em sites estrangeiros gozando com o vestido da croata: "é o que acontece quando não se consegue meter o edredon no forro dele"... =p~ Mas já aqui alguém falou num "saco de batatas" com lantejoulas sobre o da espanhola... lol

      Eliminar
  4. Anónimo22:34

    muito injusto , uma canção ótima .....

    ResponderEliminar
  5. Anónimo00:17

    O que acho interessante é que haja contestação dos jurados. Mas pelo que este senhor diz... é só para tirar a Espanha dos últimos lugares... Hehehe Não tem por onde se pegue no argumento. A música de Espanha não prestava em comparação com as outras. E se não mudarem de som, de Espanha nem boa canção, nem boa pontuação.

    :-d

    ResponderEliminar
  6. Anónimo08:43

    Ate este bem . 22 lugar foi muito bom pra qualidade da cancao.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo11:13

    A competição este ano, em termos musical, foi muito fraquinha! Bem poderíamos recuar uns 8 ou 10 anos para se perceber o que é uma competição musical à séria no ESC! Nunca vi tanta música fraca junta! E, claro, a Espanha merecia mais, tendo em conta a qualidade musical desta final!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top