ESC2015: Austrália vai competir na grande final do certame

A Austrália foi convidada pela EBU/UER e pela ORF para competir na grande final do ESC2015. O país vai assim participar nas mesmas condições que qualquer um dos outros concorrentes.


Este ano, o Festival Eurovisão da Canção celebra 60 anos de existência. Para comemorar esse facto a UER decidiu convidar a Austrália para participar na competição. No ano passado, o país foi responsável por um dos interval acts mas, este ano, vai participar nas mesmas condições que todos os outros países. A Austrália ganha assim um lugar direto na grande final do certame e aumenta o número de participantes para 40. A participação australiana é uma situação que muito provavelmente não se repetirá.

É ousado e ao mesmo tempo uma decisão incrivelmente excitante. É a nossa forma de dizer: vamos celebrar esta festa juntos! disse Jon Ola Sand, produtor executivo da UER. Já Michael Ebeid, diretor da australiana SBS, afirmou que estamos muito contentes por termos assegurado esta oportunidade histórica para a Austrália de estar representada no maior palco do mundo no 60º aniversário do Eurovision Song Contest e honrados por a UER nos ter apoiado nesta nossa ambição. A SBS transmite o ESC há mais de 30 anos e temos visto a forma como os australianos gostam cada vez mais do concurso. Alexander Wrabetz, diretor geral da ORF, emissora responsável pelo ESC2015, disse que o concurso desenvolveu-se na sua história de forma a tornar-se o maior evento de entretenimento televisivo no mundo. Com a participação da Austrália, juntamente com os nossos parceiros da UER e da SBS, tivemos sucesso em leva-lo a um novo nível global e em construir mais uma ponte para o 60º aniversário. Uma ponte que chega a todo o mundo e que parte do coração da Europa.

A Austrália vai votar em ambas as semifinais e na grande final. O voto pelos jurados está assegurado mas estão também a ser exploradas possibilidades que permitam o voto do público.

O que significa isto?

Apesar da diferença horária - será domingo de manhã cedo na Austrália enquanto a Europa assiste ao Festival Eurovisão da Canção, no sábado à noite - o parceiro de votação internacional da UER Digame está a explorar possibilidades que permitam que o público australiano vote em ambas as semifinais e na final. Os espectadores em todos os outros 39 países participantes também têm a possibilidade de votar no concorrente australiano. Como de costume, ninguém pode votar no seu próprio país.

O representante australiano ainda não foi escolhido. Mas sabe que participará diretamente na grande final, exatamente nas mesmas condições que todos os outros participantes. Isto acontece como forma de não reduzir as hipóteses dos atuais semifinalistas e também devido ao carácter pontual da participação australiana. A grande final do evento contará então com 27 participantes.

No caso de uma vitória da Austrália, a SBS será co-anfitriã do evento em 2016. No entanto, este não abandonará território europeu. A participação do país é, como já foi dito, para não repetir no futuro mas, caso o país ganhe o concurso este ano pode enviar um representante no próximo ano.


Recorde o interval act que a Austrália organizou na edição passada do ESC:

Esta e outras informações também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte e Imagem: eurovision.tv

57 comentários:

  1. Anónimo17:24

    Ok já temos vencedor este ano...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:25

    Lol fantochada

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17:29

    Espera o QUE?? :O Que direito tem a Austrália de participar DIRETAMENTE na grande final do ESC!?? Significa que vamos ter 27 países na final!!?? Ou ela vai roubar um lugar a um país nas semi-finais (apurando-se só 9 para na final ficarem os mesmos 26)??? Que direito tem este país em passar por cima de países que tem HISTÓRIA neste concurso?? Enfim..

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:29

    una gran noticia! Y ahora ... la risa! Australia no pertenece a Europa y se invita a ... Portugal nunca recibe una invitación! Fue sancionado por ser malo en el 2014 y no dar puntos a brillante Ruth! LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:17

      Pelo menos não nos rebaixamos a cantar em inglês, como voces que levaram uma musica em inglês, rebaixando a utopa " Espanha integra".

      Eliminar
    2. Anónimo20:44

      A resposta dada a cima não podia ser melhor! Além disso nós apenas votamos nos melhores ;)

      Eliminar
    3. E então?! Em 1996, a Espanha também não deu um único ponto à canção portuguesa - "O meu coração não tem cor", brilhantemente interpretada pela Lúcia Moniz - impedindo que alcançássemos o Top5 pela 1ª vez... Já está na altura de esquecer o desaire com a Ruth, certo, e seguir em frente, não?! Saludos

      So what?! In 1996, Spain did not give any points to the portuguese song - "O meu coração não tem cor", brilliantly performed by Lúcia Moniz - thus preventing us to reach the Top5 for the 1st time... So, get over it (it's about time, no?!) and move on, please?! Saludos

      Eliminar
  5. Isso não vale!!! A Austrália é da ABU e não da EBU

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17:31

    12 points go toooooooo UK!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo17:34

    E os finalistas ficam 26 ou 27? Qual quer dia a Eurovisão tem países da América. Já tem da Ásia e já teve de África. Agora a Oceânia. Devia chamar-se MUNDIVISÃO

    ResponderEliminar
  8. Anónimo17:41

    LOUCURA TOTAL!!! Se ganhar ao menos que escolha PORTUGAL como sede, a gente não se importa!!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo17:51

    Notícia mais rídicula de sempre! Espero que levem com um nul points.

    ResponderEliminar
  10. Na minha humilde opinião, a Austrália não tem nenhum direito em participar diretamente na final. Como está na noticia, atuam 27 países ou seja nao tira lugar a ninguem nas semifinais mas não acho justo porque há paises ja com raizes e outros com historia que tem de passar pelas semifinais... Quanto a votar nas 2 semifinais acho um pouco esquisito. Para isso que ponham os Big 5 tambem a votar nas 2 semifinais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:30

      Mas se a Austrália participasse numa das semifinais tirava lugar a um país e isso não pode acontecer, por isso foi diretamente para a final, pois é o mais justo, uma vez que não voltará a participar.

      Eliminar
  11. JohnnyRock18:03

    Engraçado era se a Austrália fosse vencedora e escolhece Portugal para receber o ESC em 2016 porque já merecemos... XD Com partilha de custos acho que a RTP não se negaria... (Keep dreaming Jon...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:30

      "e escolhece Portugal para receber o ESC em 2016" QUAC!

      "porque já merecemos..." <---- TOLICE do dia, mesmo até da semana!

      Eliminar
    2. Anónimo19:19

      era mais provavel que escolhesse a Ingleterra, mesma lingua, mesmos costumes, mas seria realmente interessante se escolhesse Portugal.

      Eliminar
  12. Anónimo18:05

    ACHO RIDICULO! deviam participar nas semis finais então, o que a australia é melhor que os outros para ter lugar garantido na final? A RTP QUE BOICOTE ESTE SHOW!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo18:06

    portugal ainda se vai lixar com isto!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:33

      não é preciso a Australia para lixar Portugal... as nóssas mûsicas por si só lixam-nos sempre

      Eliminar
  14. Anónimo18:07

    já agora metam o brasil no certame!

    ResponderEliminar
  15. Anónimo18:10

    este pais já é melhor que todos, lugar direto na final, votar em duas semi finais... estou chocado com esta decisão da EBU, simplesmente ridicula!
    Eles pagam para ficar diretamente na final ? duvido.
    Portugal devia baicotar este concurso.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo18:10

    entao australia vota nas 2 semi finais? coloquem a espanha e a frança também a votar já agora.

    ResponderEliminar
  17. Salsada das salsadas, regras que quando Ola Sand e companhia deixam de ser regras para passar a ser o que eles querem. Altura de barafustar a serio e entre outras coisas questionar a maneira como o ESC esta a ser gerido. Tambem altura de pressionar para acabar com o clube dos Big 5.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:31

      vamo lá calar o bico bem caladinho porque de regras da eurovisão quem percebe é o Ola Sand, ok?

      Eliminar
    2. Primeiro: Vai mandar calar o bico na esquina onde moras! Segundo: O Ola Sand e amigos NAO PODEM fazer o que querem,decidir por conta propria e antidemocraticamente como se o ESC fosse o patio de recreio deles. Entendeste?

      Eliminar
    3. Anónimo19:21

      18:31, Deves ser carneirinho e gostas de ser. Nem todos sao como tu.

      Eliminar
  18. Anónimo18:26

    a turquia é que teve juizo de deixar este concurso

    ResponderEliminar
  19. Anónimo18:28

    Está toda a gente a criticar, mas esquecem-se que há muitos portugueses a viver na Austrália e vão votar muito provavelmente em Portugal, por isso não estou a ver onde saimos prejudicados. Obviamente que é algo para não repetir, mas com esta participação australiana está dado o primeiro passo para, no futuro, este concurso passar a ser a nível mundial.

    Segundo vi, na final vão participar 27 países, mas não penso que a Austrália vá ganhar, mas se ganhar penso que a sede da Eurovisão passará para o país que ficar em 2º lugar, como seria justo, sendo que a SBS e a emissora desse país irão dividir custos, logo ninguém sai prejudicado. Por isso não criem expectativas sobre uma possível organização portuguesa! Não vai acontecer!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo18:32

    Viva a salganhada, isto não tem pés nem cabeça, enfim.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo18:34

    Portugal nunca recibe una invitación! LOL

    ResponderEliminar
  22. Sinceramente ainda não sei o que pensar sobre isto...
    É verdade que a Austrália demonstra interesse no ESC há anos e até é um gesto simbólico deixá-los participar este ano, sendo a 60ª edição. Mas como país em competição??? Hummm. :-?
    Sim, seria injusto pô-los a disputar uma das semi-finais e tirar o lugar a um país (caso passassem), mas no entanto também não é totalmente justo colocá-los directamente na final enquanto países europeus, que participam sempre, têm de lutar para lá chegar e ficarão de fora. Enfim, espero que seja mesmo uma 'one-off thing' e não volte a acontecer. Ou corremos o risco de perder a essência do ESC.
    Por outro lado a Austrália tem muitos cantores e bandas com qualidade e espero que pelo menos dêem um bom espetáculo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que eu saiba isto ainda é o EUROVISION son contest. Euro de Europa ok? Ja agora que participe todo o mundo e deem outro nome à competiçao.
      É a minha opinião.

      Eliminar
    2. Foi o que eu referi acima: temo que a essência do ESC se perca se isto voltar a acontecer. EUROvision = membros da EUROPEAN Broadcasting Union.

      Eliminar
    3. De facto disse mas o nome vai mudar em breve. Quer dizer, tem de mudar! Muitos outros paises querem fazer parte da familia Eurovision com a China por exemplo... Que mudem de uma vez por todas o nome e convidem todo o mundo, todos os paises! E se os extraterrestes gostarem de ver olha uma competição entre mundos era engraçado!
      Desculpe mas nao consigo concordar. O unico concurso que tem como objetivo unir a Europa faz com que outros paises entrem. E outros amigos europeus discordam com a entrada deles . Uma decisão que nao foi bem recebida pela maioria. 12 pontos deles vao para o Reino Unido isso e certo.

      Eliminar
    4. Anónimo22:12

      qual é o vosso problema com o nome se é europa, mundo ou universo?? nunca ouviram dizer que para toda a regra há sempre uma excepção?

      Eliminar
    5. essa exceção já existia, chama-se Israel

      Eliminar
    6. Anónimo11:59

      Israel nunca foi uma excepção, nem Marrocos nem nada. Lê e revê as regras da EBU/UER.

      Eliminar
    7. Israel tal como Marrocos e membro ACTIVO da EBU/UER. A Australia e so membro associado, o que faz a diferença a nivel de direito a participar ou nao no ESC (excepto se Ola Sand & friends decidirem "brincar" a sua maneira,como agora fazem...).

      Eliminar
  23. Anónimo19:11

    Gosto sinceramente do facto de eles dizerem que é a primeira e única participação da Austrália.. mas quando eles se virem lá e não quiserem outra coisa depois como é?? Quem é que os vai "segurar"?? ahahahahha ah pois é!!.. Bem, estou para ver..

    ResponderEliminar
  24. Anónimo19:16

    Naõ faz sentido, que participe mas haver a hipótese de ganhar, parece-me péssima ideia...

    ResponderEliminar
  25. Anónimo20:18

    Nao me importo que a australia participe mas classificacao direta, é injusto devia de participar na primeira semi final 1 para fazer 17 em cada semi final

    ResponderEliminar
  26. Anónimo21:08

    deviam ficar na semi final 1, e votar na semi final 1 apenas... onde isso ja se viu? votar nas duas semi finais? portugal ainda se vai lixar...

    ResponderEliminar
  27. Anabela Banana21:21

    Esta notícia, que invadiu inesperadamente as linhas de escrever da imprensa (maioritariamente online) sobre o Concurso Eurovisão da Canção, despoletou, obvioamente rios de comentários de desagrado, que num ápice popularam o cirberespaço.
    Curioso será esperar pelo futuro imediato e próximo que trará, na certa, desenvolvimentos assaz interessantes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:39

      ó Anabela Banana, é isso ke fazes quando não estás a ser mal edukada? Engulir dicionarios? QUAC!

      Eliminar
  28. Luis Andre Santos21:26

    Sia a representar a Autrália, já! ... ou então o Matt Corby ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luis Andre Santos15:33

      Também li ontem no jornal que a Kylie Minogue e os AC/DC são uma hipótese .. já agora, os INXS ou a Natalie Imbruglia :)

      Eliminar
  29. Anónimo22:38

    Mas esta gente que aqui comenta é toda rídicula? Na noticia diz que vão ser 27 países na final, logo nao rouba lugar a nenhum país que participe nas semi-finais... Depois acho que isto pode ser um avanço para a Eurovisão, pois se já alguns paises mostrar-se interessados em participar, como o Líbano, Cazaquistão, Qatar e entre outros, esta participação da Austrália dará um novo ar ao certame e ate fazendo com que países ate regressem, como Luxemburgo, Marrocos e assim. Desta forma ate nao desaprovo a ideia de a Austrália participar num caso excepcional.

    E a Austrália ate deve ser um país que viva mais o ambiente eurovisivo do que Portugal

    E para quem fala aqui das regras do Ola Sand e amigos, acordem para a vida antes de falarem.. A regra do Big4 agora Big5 já existe ainda antes do homem lá andar como produtor executivo..

    ResponderEliminar
  30. Dino23:20

    Reparem, abrindo esta exceção, pode ser que a Ucrânia ainda participe.

    ResponderEliminar
  31. Pedro Carvalho01:13

    A Australia já levou alguns artistas ao ESC: Johnny Logan (pela Irlanda), Olivia Newton-John, Gina G´, vários dos membros dos The New Seekers (UK), Jane Comerford (Alemanha 2006)...

    ResponderEliminar
  32. Anónimo17:51

    acho um bocado injusto. vai votar logo no reino unido. Par isso pk nao poem Brasil a participar tambem? Mas pronto mesmo k ela participe devida ir as semis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xiko22:27

      O Brasil??? Olha que eles são muito traiçoeiros! Eram capaz de não nos dar um único ponto e nós a dar-lhes 12. :))

      Eliminar
  33. Anonimo 17:51, a sua pergunta tem toda a razao de ser ,porque existe uma estaçao de TV brasileira ,que e membro associado da EBU/UER. Quanto a direcçao da votaçao australiana nada de certezas.E um pais multicultural e racial,entre outras c vastas comunidades gregas,escandinavas,italianas etc.

    ResponderEliminar
  34. Anónimo22:03

    O que acho mais ridículo do que esta notícia de a Austrália ter entrada direta na final do Esc, é o que eu já disse muitas vezes, o Big 5 devia acabar obrigatoriamente, á países que todos os anos tem que lutar para terem um lugar na final do Esc, e outros tem esse lugar de mão beijada. A EBU é muito injusta nesse sentido, são todos países, logo tem todos o mesmo direito, quer tenham dinheiro quer não tenham.
    A Austrália em conjunto com os Big 5, se tivessem que passar pelas semis-finais, o que era mais justo, a Austrália NÃO ROUBA LUGAR NENHUM a país nenhum, como se diz por aqui, porque todos passavam pelas semis com a exceção do país organizador do evento, neste caso a Áustria, pois ganhou o ano passado e merece ter entrada directa na final do esc do ano seguinte (2015).

    ResponderEliminar
  35. Anónimo19:54

    WTF?! Surreal. Lamentável!

    ResponderEliminar