JESC2020: Aprovada a candidatura de Cracóvia à organização do Festival Eurovisão Júnior 2020


Os vereadores de Cracóvia aprovaram a moção para o início da preparação da candidatura da cidade para receber o Festival Eurovisão Júnior de 2020. O presidente da cidade garante que a candidatura é "arriscada".

Apesar da EBU/UER não ter anunciado o país anfitrião do Festival Eurovisão Júnior de 2020, algumas cidades polacas já preparam eventuais candidaturas depois da TVP ter manifestado interesse em sediar o evento pelo segundo ano consecutivo. A cidade de Cracóvia é um dos exemplos, com o Conselho da cidade a aprovar uma moção que aprova o início da preparação da candidatura para receber a competição.

A proposta apresentada por dois vereadores foi aprovada com o voto favorável de 27 dos 43 membros do Conselho (62,7%). Vários vereadores consideraram que a organização seria uma grande oportunidade para os jovens da cidade, apresentando algum ceticismo relativamente a um benefício financeiro com a organização do certame infanto-juvenil.

Contudo, um dos possíveis obstáculos da candidatura poderá ser o presidente da cidade. Jacek Majchrowski garante que é arriscado reservar a Tauron Arena Kraków, arena com capacidade para mais de 20 mil espectadores, durante três semanas, o que impede a realização de mais eventos na cidade, mostrando reticente com uma possível candidatura junto da TVP e da EBU/UER.

 
De realçar que a cidade de Cracóvia era apontada como a grande favorita à organização do concurso, concorrendo com a arena com maior capacidade. Noel Curran, diretor geral da EBU/UER, chegou mesmo a anunciar que o evento infanto-juvenil teria lugar na cidade, com a TVP a desmentir a escolha da cidade e revelando, posteriormente, que o concurso teria lugar em Gliwice.


Tal como aconteceu nos últimos dois anos, a EBU/UER decidirá a cidade anfitriã do Festival Eurovisão Júnior 2020 mediante candidaturas das emissoras participantes. Espanha já desmentiu os rumores sobre uma possível organização, sendo a Polónia o único país que já admitiu uma candidatura para receber o concurso infanto-juvenil, sendo que a EBU/UER garantiu também que o Cazaquistão é inelegível para receber o concurso. No ano passado, a Arménia e a Cazaquistão apresentaram propostas, mas a decisão acabou por recair pela Polónia.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix/Imagem/Vídeo: JESC

Sem comentários