[ZONA DE DISCOS #119] MÉLOVIN - OCTOPUS

Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai no novo disco de MÉLOVIN.
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.


Lançamento: 25 de outubro de 2019
Nota: 3/10


 “Octopus”, à semelhança de “Under the Ladder”, acaba por resultar melhor enquanto conceito do que produto final. Toda a componente estética e visual, desde a capa do álbum à inesquecível atuação em Lisboa, deixam vislumbres de algo sombrio e introspetivo, uma daquelas perfeitas uniões entre tristeza e beleza. Contudo, na prática, o mesmo é dizer, a nível sonoro, será difícil haver publicidade mais enganadora.
O jovem ucraniano MÉLOVIN pede para entrar no sobrecarregado mundo pop mas a sua incógnita e o seu trunfo residem apenas nas apresentações algo enigmáticas. A sua música é apenas uma execução que, apesar de moderna, soa a obsoleta e profundamente desalmada.
Foram várias as vozes que lamentaram a sua classificação final em Lisboa. Por isso, cremos que poderá haver uma base humana interessada em “Octopus”. Mas da mesma forma como achamos que o 17º lugar (entre as 26 finalistas) já foi uma sobrevalorização, sobretudo se tivermos em conta outras propostas sonoramente mais interessantes (Portugal e Holanda, por exemplo), este novo álbum não nos convence.
A curta duração do álbum acaba por abreviar algo que seria extremamente penoso ao ouvido e  “That’s your Role” até parece-nos que podia fazer parte de um filme de animação de qualidade – por algum motivo foi essa a imagem que se formou na nossa mente – e “Want you to Stay” e “Expectations” acabam por cumprir bem o requisito da balada obrigatória. Dos oito temas que compõem o álbum, apenas dois não são em inglês e mesmo assim não favorece a nossa impressão geral acerca deste novo disco, acabando até por serem muito mais desinteressante do que os temas já acima enunciados.
MÉLOVIN é ainda bastante jovem e, como tal, parece-nos que tem ainda muito tempo para substanciar a sua oferta musical. A parte visual já está, faltam as canções. Da Ucrânia já tivemos propostas muito mais interessantes e não é este álbum que nos convence do contrário.

Vídeos oficiais
Under the ladder


З тобою, зі мною, і годі / Z toboyu, zi mnoyu, i hodi


Ти / Ty

Tema destacado por Carlos Carvalho

 “Want you to stay”

Alinhamento
Under the Ladder
Oh, No!
That’s your Role
Your Enternainment
Want you to Stay
Expectations
З тобою, зі мною, і годі / Z toboyu, zi mnoyu, i hodi
Ти / Ty

A ver

MELOVIN - Under The Ladder - Ukraine - LIVE - Grand Final - Eurovision 2018

Pode ouvir o disco AQUI.
Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

1 comentário:

  1. Anónimo10:09

    Enquanto leitor assíduo do Esc Portugal, gostava de deixar a minha opinião sobre esta rubrica - basicamente uma crítica à crítica. Não vou comentar sobre este artigo em particular (até porque não tive ainda oportunidade de ouvir o álbum em questão) mas sim do que tenho observado ao longo dos vários artigos criticados (literalmente). Alguma vez algum álbum recebeu uma boa classificação? Primeiramente, uma crítica deve fornecer ao leitor informação sobre o que está a ser criticado, coisa que falha frequentemente nesta rubrica (pegando no ex deste artigo, acabamos a leitura apenas a saber o nome das canções do álbum, que 2 não são em Inglês e que o cantor é muito jovem). Ao criticar deve-se dizer o que está mal pois o objectivo de uma crítica é elogiar o que está bem e salientar o que está mal e de que modo se pode melhorar estes aspetos. Para além disso, se se está a criticar um álbum, deve-se focar no álbum e não em outros aspetos que interfiram na opinião. E nota-se bastante que o autor avalia os álbuns com base na sua opinião na performance no Esc (este artigo demonstra bem isso, usando um parágrafo só neste assunto e afirmando que considera a classificação acima do que merecia - é relevante? Não é é neste caso a canção do Esc até é integrante do álbum). E para concluir, será que os álbuns são todos assim tão maus? Ou é o autor que simplesmente tem que criticar? Se os álbuns são todos maus, porque é que muitos destes artistas são quem lidera os tops dos seus países e fartam-se de receber prémios com prestígio com o seu trabalho? (pegando mais uma vez neste ex, refere que há artistas ucranianos com muito melhor trabalho - sem mencionar algum nome, o que revela falta de conhecimento de causa - mas o artista em questão está sempre com as suas canções em lugares cimeiros dos charts do seu país e é premiado por especialistas). Com isto, não quero de todo ofender o autor e quem gosta de acompanhar esta rubrica, apenas dar a minha opinião enquanto leitor.

    ResponderEliminar