Geórgia/Rússia: Mensagem política num dos videoclips do 'Eesti Laul 2020'


No vídeoclip oficial de "Georgia (On My Mind)", uma das canções a concurso no Eesti Laul 2020, pode ler-se a seguinte inscrição: "20% of my country is occupied by Russia" (em português, "20% do meu país está ocupado pela Rússia).


O conflito armado entre a Geórgia de um lado e a Rússia e os separatistas da Ossétia do Sul e da Abecásia, do outro, decorreu em agosto de 2008 e culminou com a perda do controlo georgiano nas regiões separatistas. Contudo, o conflito georgiano-russo continua a marcar presença no Festival Eurovisão.

Desta vez, a menção do conflito acontece numa das canções a concurso para representar a Estónia no Festival Eurovisão 2020. No videoclip oficial de "Georgia (On My Mind)", canção que será defendida por Egert Milder, é possível ler a inscrição "20% of my country is occupied by Russia" (em português, "20% do meu país está ocupado pela Rússia), uma das frases mais usadas na campanha contra a ocupação russa no território georgiano. Contudo, tal como aconteceu em casos anteriores, a EBU/UER não tomou nenhuma posição tendo em conta que a canção não foi (ainda) selecionada para o Festival Eurovisão.


No entanto, esta não é a primeira vez que o assunto está presente na Eurovisão. A Geórgia abandonou o Festival Eurovisão em 2009, ano em que o evento foi sediado em Moscovo, após a EBU/UER ter exigido a mudança da canção "We Don't Wanna Put In" devido a referências políticas a Vladimir Putin, primeiro-ministro russo. Anos depois, Nina Sublati confirmou que usou a ocupação russa como inspiração para a atuação em 2015, enquanto Oto Nemsadze gravou o videoclip da sua canção na Abecásia e confirmou uma mensagem política na mensagem do tema. Por sua vez, em 2017, Tamara Gachechiladze utilizou imagens do conflito armado na sua atuação na final nacional da Geórgia, mas as mesmas não marcaram presença na atuação em Kiev.





Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal/ERR / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv 

Sem comentários