Albânia: RTSH pondera adiamento do 'Festivali i Këngës 58'


A emissora albanesa RTSH pondera o adiamento do 'Festivali i Këngës 58' para janeiro devido ao terramoto que atingiu o país a 26 de novembro.

Depois do adiamento do lançamento das canções a concurso no concurso, a emissora estatal da Albânia está a ponderar o adiamento do Festivali I Këngës 58 para final de janeiro de 2020 depois do abalo que afetou o país a 26 de novembro. Segundo o jornal albanês Lajme.net, os chefes da RTSH ponderam o adiamento do concurso para 22, 23 e 25 de janeiro, sendo que a proposta será discutida nos próximos dias.

A Albânia foi atingida, na passada terça-feira, por um terramoto de magnitude de 6.4, o abalo mais violento registado no país nos últimos 40 anos. A cidade portuária de Durrës sofreu os maiores danos, culminando no falecimento de 49 cidadãos albaneses e 2 kosovares. Além disso, o abalo, bem como as réplicas que se seguiram, feriu mais de 2500 pessoas e desalojou mais de 5 mil pessoas, que foram abrigadas em tendas no Estádio Niko Doyana, em Durrës.

A comunidade internacional respondeu à crise na Albânia, com a Organização das Nações Unidos a anunciarem o envio de dois especialistas, enquanto outros países anunciaram ajuda financeira. Rita Ora e Dua Lipa, estrelas britânicas-kosovares, expressaram publicamente o seu apoio às vítimas, bem como os eurovisivos Kejsi Tola, Lindita e Ermal Meta.

Estreante em 2004, a Albânia participou por dezasseis ocasiões no Festival Eurovisão, tendo disputado a grande final em nove edições. O melhor resultado remonta a 2012 quando o país foi representado por Rona Nishliu e o tema Suus, terminando na 5.ª posição da final. Em Telavive, Jonida Maliqi e "Ktheju tokës" representaram a Albânia, alcançando o 17.º lugar na Grande Final com 90 pontos, nenhum deles oriundo de Portugal.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTSH/ Imagem: Google /Vídeo: Eurovisiontv

Sem comentários