JESC2020: Ana María Bordas desmente candidatura de Espanha à organização do evento


A chefe de delegação de Espanha desmentiu que o país esteja na corrida para organizar o Festival Eurovisão Júnior de 2020.

A chefe de delegação de Espanha nos certames eurovisivos, Ana Maria Bordas, desmentiu, recentemente, as notícias avançadas por alguns jornais polacos que apontavam que a RTVE estava na corrida para receber o Festival Eurovisão Júnior de 2020. "A Espanha não concorrerá para organziar o concurso de 2020. Faremos isso quando vencermos" frisou a chefe de delegação, garantindo que foi informada pela EBU/UER que a TVP, emissora polaca, desejava organizar o evento em 2020, estando a analisar duas cidades polacas como potenciais anfitriãs.
 
Depois da participação de Melani Garcia em Gliwice, a chefe de delegação enalteceu o trabalho da jovem na competição infantil juvenil, mostrando-se "agradada" com a escolha interna do candidato: "É sempre melhor escolher primeiro o artista e depois trabalhar na canção" defendeu, rejeitando confirmar a presença da RTVE na edição de 2020, "Não depende de mim. Mas posso garantir que todos na RTVE ficaram satisfeitos".

Com quatro participações entre 2003 e 2006, onde ficou sempre dentro dos quatro primeiros classificados, Espanha venceu o concurso infanto-juvenil com Maria Isabel e "Antes Muerta Que Sencilla" em 2004. Treze anos depois da última participação, Espanha regressou ao concurso com Melani Garcia e "Marte". A candidatura espanhola terminou em 3.º lugar com 212 pontos, sendo a terceira mais votada pelo júri português.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix/FormulaTV / Imagens: Google / Vídeo: Youtube

1 comentário:

  1. Em Marte estão todos contentes e felizes e agradecem as garrafas de água em plástico que mandaram para lá, podendo beber a partir de agora da água que jorra por lá a partir dos chafarizes.

    ResponderEliminar