[ZONA DE DISCOS #109] MOLLY - “Косатка в небе” / “Kosatka v nebe”

Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai no primeiro álbum de MOLLY (AKA Olga Seryabkina, Serebro, Rússia, 2007)
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.

Lançamento: 04 de abril de 2019
Nota: 6/10
Este não é um álbum descomprometido, mas sim uma verdadeira prova de fogo. O nome MOLLY poderá não soar familiar, nem mesmo o da artista que sustenta esse heterónimo, Olga Seryabkina, mas todos nós a conhecemos como sendo um terço das SEREBRO que em 2007 representaram a Rússia no Concurso Eurovisão da Canção. Os anos passaram e Olga acabou por ser o único elemento da formação original até 2019. A sua saída estava há muito anunciada e o primeiro álbum a solo também, uma vez que Olga já grava como MOLLY desde 2014.
Este é, portanto, um primeiro álbum que ainda aparece assombrado pela enigmática saída de Elena Temnikova, em 2014 - que demos conta na “Zona de Discos #105) - e da “supervisão” (termo simpático) de Fadeev que, continuam a insistir páginas de fãs das Serebro, investe propositadamente em MOLLY, deixando as novas Serebro (carne fresca) quase à sua sorte (que até agora não têm tido muita).
Também de acordo com as páginas de fãs, MOLLY está a ter dificuldade em chegar ao topo (“o karma é lixado”, dizem), sendo principalmente criticada pela falta de inspiração que o seu trabalho, auditivo e visual, está a revelar.
Críticas à parte, facto é que “Косатка в небе” / “Kosatka v nebe”, o álbum, além de recuperar singles lançados em 2016, não irá parecer estranho aos ouvidos de quem seguiu assiduamente o trabalho do trio russo. E talvez aqui esteja o problema. Se o grupo arranjou sempre forma de surpreender – sobretudo pela componente visual dos vídeos -, o corpo de trabalho de MOLLY, para já, não revela qualquer surpresa. E se, de certo modo, temos um novo nome no mercado, não faz qualquer sentido entrar numa franja que está mais do que saturada se não tiver qualquer distintivo artístico ou, pelo menos, um marketing aguerrido.
Enquanto conjunto de canções, o disco tem momentos indiscutivelmente bons, desde o single “Я просто люблю тебя” // “Ya prosto lyublyu tebya” ao europop “Не бойся” // “Ne boysya”. Mas a tentativa de mescla do refinado pop russo com uma espécie de ritmos calientes como, por exemplo, “Холодная любовь” // “Kholodnaya lyubov'”, não nos cativa. Isto sem contar com os momentos de enchimento, como “Красивый мальчик // Krasivyy mal'chik”.
Não será de todo descabido olhar para este disco e perguntar: “a partir daqui, o que queres fazer?”

Temas promocionais
" Я ПРОСТО ЛЮБЛЮ ТЕБЯ” // “YA PROSTO LYUBLYU TEBYA”

" Если ты меня не любишь” // “Yesli ty menya ne lyubish'”

Alinhamento
Не плачу // Ne plachu
Холодная любовь // Kholodnaya lyubov' 
 Ты ничего не понял // Ty nichego ne ponyal
Косатка в небе // Kosatka v nebe
 Не бойся // Ne boysya
Mama // Mama
Рассыпая серебро (feat. Максим Фадеев) // Rassypaya serebro (feat. Maksim Fadeyev)
Потому что любовь // Potomu chto lyubov' 
 Пьяная // P'yanaya
 Набери мой номер (Vintage 1988 год, CCCР) // Naberi moy nomer (Vintage 1988 god, CCCR)
Если ты меня не любишь (feat. Егор Крид) // Yesli ty menya ne lyubish' (feat.Yegor Krid)
 Красивый мальчик // Krasivyy mal'chik
Я просто люблю тебя // YA prosto lyublyu tebya
  Полуголые (Bonus Track) // Polugolyye (Bonus Track)
               

A ver

MOLLY - Ты ничего не понял. «Золотой Микрофон»

MOLLY - Косатка. «Золотой Микрофон»


MOLLY - Набери мой номер. «Золотой Микрофон»


MOLLY - Полуголые. «Золотой Микрофон»


Pode ouvir o disco AQUI.
Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários