ESC2020: Hungria anuncia regras do 'A Dal 2020' e levanta rumores sobre possível retirada


A emissora da Hungria revelou, esta manhã, o regulamento do A Dal 2020, mas não revelou nenhum pormenor sobre o Festival Eurovisão. O país poderá voltar às seleções internas ou abandonar a competição internacional.

Juntamente com a Arménia e a Moldávia, a Hungria é dos poucos países participantes em 2019 que ainda não confirmaram a participação em Roterdão. No entanto, apesar de não ter confirmado a presença, a emissora húngara confirmou, indiretamente, que o A Dal 2020 não será utilizado como final nacional.

Criado em 2012 como processo de seleção para o Festival Eurovisão, o regulamento da nona edição do A Dal foi lançado, esta manhã, e não faz qualquer referência ao evento internacional. Além disso, a MTVA alterou o prazo de revelação das canções de 1 de setembro para 1 de março de 2019, algo que vai contra as regras do Festival Eurovisão. Deste modo, vários jornais avançam que o país poderá ter optado pela seleção interna ou abandonou o Festival Eurovisão, fruto dos baixos resultados audiométricos dos últimos anos.

Estreante em 1994, a Hungria participou em 16 edições do Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o 4.º lugar alcançado na sua estreia com Friderika Bayer. Depois de uma série de apuramentos consecutivos de 2011 a 2018, Joci Pápai e "Az én apám" não foram além do 12.º lugar na semifinal em Telavive com 97 pontos, tendo sido a quarta canção mais votada pelo júri português.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCBubble/Imagem/Vídeo: Eurovisiontv

Sem comentários