ESC2020: HOOVERPHONIC REPRESENTAM A BÉLGICA EM ROTERDÃO


O grupo Hooverphonic é o representante da Bélgica no Festival Eurovisão de 2020 em Roterdão, tornando-se no primeiro artista confirmado na edição do próximo ano.

Formado por Alex Callier, Raymond Geerts e Luka Crysberghs, o grupo Hovverphonic, um dos projectos de maior sucesso do país nos últimos anos, foi escolhido para representar a Bélgica no Festival Eurovisão 2020. O anúncio foi efetuado esta noite no programa Vandaag no canal ÉÉn, tendo a escolha estado a cargo da emissora VRT.




Estreante em 1956, a Bélgica conta com 61 participações no Festival Eurovisão, tendo apenas conquistado uma vitória no certame com Sandra Kim e "J'aime la vie". Em Telavive, Eliot representou a Bélgica com "Wake Up", terminando em 13.º lugar com 70 pontos na semifinal, recebendo 12 pontos de Portugal: 10 do júri e 2 do televoto.



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: VRT / Imagem: Google/Vídeo: Eurovision.tv

5 comentários:

  1. Penso que é uma boa escolha. Ela tem uma voz agradável. Não grita, não guincha, não usa vibrados, digamos que nos contempla com uma voz suave, gentil, muito diferente de algumas vozes portentosas mas que nos ferem os tímpanos. Veremos depois se a canção também será aprazível.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo22:13

    Hooverphonics foi formada em 95 e tornou-se popular graças sobretudo à música “Mad About you”, uma música na onda de Triphop, musicalmente muito semelhante à banda Portishead.
    As músicas mais recentes infelizmente não seguem a mesma linha, como podem ouvir na música Romantic, tornando-se genéricas e musicalmente semelhantes a outras músicas que já tiveram a concurso, ganhariam muito se a música a concurso fosse numa onda mais triphop, um género invulgar na eurovisão, iriam destacar-se de outros artistas e muitas pessoas iriam gostar.
    Porém dúvido que esta banda seja uma boa opção para a Eurovisão, não estou a ver o público do "Yass Qween" apoiarem esta candidatura durante os meses antes das semifinais e tenho a certeza que vamos ver a Bélgica nos últimos lugares das das OGAEs, mas na hora H talvez o público mais velho lhe dê suficientes votos para passarem à final, ficando a meio da tabela na final.
    Lamento, mas não auguro um bom resultado para a Bélgica em 2020

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luis Andre Santos22:55

      e o "2 Wicky" ?? também é muito boa, faz lembrar o "All Mine" dos Portishead, que só surgiu uns anos mais tarde ... lembro-me de ser chavaleco e ouvi-los na XFM ... e quando apareceu o Napster, foi dos primeiros MP3 que saquei (ainda tenho esse ficheiro com uma péssima qualidade) ... loool

      Eliminar
    2. Anónimo14:04

      Acho que "Mad About You" foi o grande êxito a nível internacional, pelo que reparei é a música que mais pessoas reconhecem, mas posso erradi e foi "2 Wicky".

      Li à pouco que um dos membros fundadores da banda, Alex Callier, participou em 2018 como co-autor da música "A Matter of Time", cantada pela Sennek, muito possivelmente será algo dentro do mesmo registo

      Eliminar
  3. Anónimo22:22

    Não importa que sejam bem sucedidos na Bélgica. Na Europa ninguém os conhece.
    No fim, o que interessa é a música e a actuação, e o carisma do intérprete.
    Pelo menos desta vez, não entregaram a representação a um(a) miúdo/a de 17 anos. Estes, alguma experiência de palco têm.
    O problema da Bélgica nos últimos anos não foram as músicas, que até eram boas, mas sim os intérpretes, super novos, tímidos e sem experiência de palco.

    ResponderEliminar