Kosovo: Diretor-geral da RTK lamenta o fracasso da mudança dos Estatutos da EBU/UER


Ngadhnjim Kastrati, diretor geral da RTK, falou sobre a rejeição da mudança dos Estatutos da EBU/UER, garantindo que representantes da Sérvia contactaram todas as embaixadas dos países presentes na Assembleia Geral da EBU/UER.
 
Ngadhnjim Kastrati, diretor geral da emissora estatal do Kosovo, esteve presente, recentemente, no boletim noticioso da estação, manifestando-se decepcionado pelo falhanço da tentativa de mudança dos Estatutos da EBU/UER, algo que permitiria a entrada da RTK na associação. "A tentativa de mudar os Estatutos da EBU/UER foi iniciada pelo antigo diretor da RTK que, com grande apoio da RTSH [emissora da Albânia] conseguiu reunir cinco signatários para que a votação decorresse" frisou, garantindo que a mudança foi chumbada por interferência da Sérvia: "O Estado sérvio telefonou para quase todas as embaixadas para impedir que o Kosovo entrasse na EBU/UER".

O apoio da BBC e da TRT, emissoras do Reino Unido e da Turquia, respetivamente, foram fulcrais para o chumbo da mudança, declarou Kastrati, garantindo também que as emissoras da Grécia, Chipre, Roménia, Espanha e Argélia também votaram contra. "Queria agradecer ao Diretor Geral da EBU/UER e ao Diretor do Conselho pelo compromisso em mudar o estatuto. Iremos voltar a tentar" defendeu Kastrati, antevendo uma nova votação em 2020.

Até 9 de fevereiro de 2019, 102 dos 193 (53%) dos países da Organização das Nações Unidas tinham reconhecido a independência do Kosovo. Espanha, Rússia, Bielorrússia, Ucrânia, Geórgia, Azerbaijão, Arménia, Grécia, Chipre, Israel, Sérvia, Croácia, Hungria, Eslováquia, Roménia e Moldávia são alguns dos países que não reconhecem a independência do Kosovo.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: AA / Imagem: GOOGLE

Sem comentários