Maruv: "As minhas hipóteses no Festival Eurovisão 2019 eram bastante elevadas"


Em entrevista ao Svala+, a cantora ucraniana MARUV criticou a atuação vencedora do Festival Eurovisão e garante que teria ficado no pódio da edição: "As minhas hipóteses eram bastante elevadas".

A cantora ucraniana MARUV volta a estar destaque na comunidade eurovisiva, meses depois de ter perdido a oportunidade de representar a Ucrânia no Festival Eurovisão 2019 por um desacordo com a emissora estatal. Contudo, a cantora parece não ter ficado entusiasmada com a edição deste ano: "Eu vi todas as atuações e depois voltei a ver a final nacional ucraniana, e achei que o Vidbir era bem mais interessante. Havia mais ação do que na maioria das canções da Eurovisão"  revelou em entrevista à Svala+, garantido que teria ficado nos primeiros lugares da competição, "As minhas hipóteses no Festival Eurovisão 2019 eram bastante elevadas. Acho que teria ficado entre os três primeiros".


Criticando também a participação dos islandeses em Telavive, "Além da atuação, lembram-se da canção deles? (...) Eu tinha uma canção que todos se lembram, que todos podem cantar e cujos movimentos tornaram-se virais", MARUV também não poupou nas críticas ao vencedor da noite, "Depende muito da canção, mas não houve nenhum show. A maneira como ele cantou em palco foi medíocre, mas a canção era óptima".


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Wiwibloggs / Imagem: Google /Vídeo: Youtube

19 comentários:

  1. Ficaria tão bem classificada como a de Chipre. As músicas são muito parecidas. Não há pachorra. A melhor nem passou à final. Temos pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas Maruv representaria a Ucrânia. Claro que eles também não tem ótimos resultados sempre como por exemplo em 2018 mesmo. Mas este ano seriam Top 5 pelo menos sim. E a minha Suíça deveria sair dos 5 primeiros .

      Eliminar
    2. Anónimo15:30

      Suiça sair dos 5 primeiros?? Que estupidez, meu caro, devia era sair a Rússia, a Itália e a Suécia, que estes três tiveram no top 5 da Eurovisão sem o merecerem. A Suiça É O ÚNICO país merecedor do 4º lugar que opteve dos países que ficaram nos cinco primeiros lugares.
      Não gostaste do meu comentário?? Paciência, também foste logo mencionar o único país incluído no top 5 da EUROVISÃO que foi o único que mereceu estar no top 5, os outros, sobretudo a Itália e Suécia é que deviam sair rapidamente do top.

      Eliminar
    3. Anónimo17:21

      Não compare a mediocridade de chipre com a maruv. Mas tambem nao acredito que chegasse a top 5

      Eliminar
    4. O problema é que não se comparam, confundem-se. Quando se ouve o vídeo de uma e logo a seguir a da outra a pergunta é inevitável: qual delas foi gerada primeiro? São quase cópias uma da outra.

      Eliminar
  2. Anónimo12:37

    Olha que não sei . Talvez . Era uma musica de risco

    ResponderEliminar
  3. Anónimo13:18

    Se fosse há uns tempos, diria que o júri ia matar as suas chances devido às suas capacidades vocais (ou falta delas nesta canção em específico), performance ultra sexualizada e tendenciosa e canção com pouco conteúdo apesar de engraçada, já para não falar da gracinha que fizeram no ano passado à prestação ucraniana. Mas já todos vimos que os critérios dos júris não são assim tão lineares e já nos surpreenderam muitas vezes. Mas falar sem concorrer é sempre muito fácil e enquanto artista fica sempre mal criticar desta forma os outros, ainda para mais depois de todo o apoio que teve da comunidade eurovisa, inclusive eu próprio a defendi. Toda a gente pode partilhar a sua opinião mas deve-se ter respeito pelos colegas de profissão. E já que esta menina (que já tem idade para ter juízo) tocou nestas duas canções/atuações, em vez de ter apenas criticado podia ter feito críticas construtivas. Que performance queria para uma canção como Arcade? Três bailarinas tipo as dela (que pelo que vi, parecem ser talentosas e mereciam melhores coreografias)? E se ninguém se consegue lembrar da canção dos Hatari, como é que eles venceram o televoto na semi e ficaram em 6 na final? A humildade também faz parte do artista, e nota-se pelos comentários que passou de adorada pela comunidade a criticada por muitos, inclusive pessoas que não são fãs das propostas da Holanda e da Islândia, como é o meu caso. Pode colocar os olhos no próprio Duncan, que apesar de ser favorito desde inicio e de ter muitas pessoas a dar a sua vitória como garantida, sempre se mostrou humilde e apoiou outros concorrentes.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo13:32

    Ainda bem que nao foi a Eurovisao. Convencida que chegue. Ou devia ter ido e ficar em Ultimo. A unica coisa que concordo e que este ano a Eurovisao foi uma valente porcaria...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo13:45

    O que lhe fizeram (especialmente Jamala, naquela infeliz intervenção) não foi correto, mas vir agora dizer que tinha grandes possibilidades de uma boa classificação não lhe fica bem e é algo que nunca poderá provar-se. Quem imaginaria que a canção da Rep. Checa, por exemplo, seria tão apreciada pelos júris e tão pouco pontuada no televoto? Não seria mais previsível o contrário? Ou que a da Grécia, apontada por muitos como uma das favoritas, iria ficar tão mal classificada? Os comentários que Maruv faz lembram um pouco os que alguns produzem a propósito de do resultado de finais nacionais: "Se tivesse ido a que ficou em segundo (ou terceiro ou quarto), era Top 5 de certeza". Como saber?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo14:45

    As pessoas lidam muito mal com pessoas sinceras.

    Toda a gente lamentou a saída de Maruv. Todos sabemos o sucesso que Siren Song teve nos países soviéticos.

    Quando ela própria o diz já é convencida?

    Preferem o que? Falsos moralistas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:44

      Mas o que é que o moralismo (falso ou não) tem a ver com o facto de ser impossível prever em que lugar a canção ficaria? Quem garante que os júris também a classificariam bem? Quem está a dizer que ela não é sincera? Talvez pouco realista (ou otimista demais), porque nada/ninguém pode comprovar que a canção iria ficar no topo. Por outro lado, talvez devesse explicar por que razão diz que o intérprete da Holanda foi "medíocre" a "cantar". Desafinou? Falhou alguma nota? Enganou-se na letra? "Medíocre a cantar" seria isso… Ela poderá ser sincera, não mostra evidentemente ter falso moralismo, mas é pouco consistente nessa crítica.

      Eliminar
  7. Anónimo14:47

    A Maruv e os Electric Fields estão no mesmo saco, os eurofãs só choram por eles e dizem que seriam os candidatos à vitória porque não entraram a concurso.
    O mesmo teria acontecido com a os Hatari, Conan e Bilal se tivessem perdido as respectivas semifinais

    ResponderEliminar
  8. Anónimo16:11

    Seria a vencedora, sem dúvida. Ou na pior das hipóteses, segundo lugar. Basta ver os milhões de views de cada vídeo da canção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:36

      Se formos comparar a votação final do ESC com os "views" das várias canções, muitas alterações teriam de verificar-se.

      Eliminar
    2. Anónimo14:54

      Nesse sentido a Italia tinha ganho de longe em 2017 uma vez que o Gabbani tinha mais de 200 milhoes de views

      Eliminar
  9. Anónimo17:24

    O pessoal que acha que isto podia vencer é tao iludido como aqueles que achavam que o conan ia ganhar. Levou com demasiado hype como tantos outros e duvido que chegasse ao top 10, o juri cortava-lhe as asas.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo17:52

    O Sergey devia agradecer à Maru, a Rússia nem no top 10 ficava se a ucrânia tivesse participado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:34

      Isso significaria que a Ucrânia ocuparia no mínimo uns oito lugares...

      Eliminar
  11. Anónimo04:50

    Olha que esta! Quem 3 que is votar numa canção leabiana?

    ResponderEliminar