ESC2019: PORTUGAL FICOU EM 15º LUGAR NA SEMIFINAL 1


Portugal ficou em 15.º lugar na primeira semifinal do Festival Eurovisão 2019, revelou a organização do evento.


Portugal ficou em 15.º (e antepenúltimo) lugar na primeira semifinal do Festival Eurovisão 2019 com 51 pontos, ficando apenas à frente das candidaturas de Montenegro e Finlândia. A canção portuguesa recebeu a pontuação máxima do televoto de Espanha e França, tendo apenas recebido 8 pontos na votação do júri.

Aceda AQUI à classificação das semifinais.

Aceda, de seguida, aos pontos recebidos por Portugal:

Televoto - 43 pontos
12 pts Espanha
12 pts França
8 pts Bélgica
4 pts Austrália
3 pts Finlândia
2 pts Geórgia
2 pts Bielorrússia

Júri - 8 pontos
3 pts Chipre
2 pts Polónia
2 pts República Checa
1 pt Bélgica



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte:RTP /Imagem/Vídeo: Eurovision.tv 

77 comentários:

  1. Anónimo00:09

    AHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:09

    Ahahah adorei ver a cara da Suécia. A pensar que iam ganhar com uma copia barata da austria de 2018.
    Feliz que tenha sido a Holanda que há 40 anos que não ganhava o ESC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já estava a ficar roxo. Se a Suécia ganhasse é que eu ficava mesmo preto.

      Eliminar
    2. A Holanda já vinha merecendo. Tem trazido boas músicas nos últimos anos.
      Não me identifico com esta que ganhou, mas muito melhor que a galinha do ano passado.

      Eliminar
    3. Anónimo09:06

      São estilos diferentes.

      Eliminar
  3. Anónimo00:12

    Ai ahah, mas mesmo assim orgulhoso

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:12

    Queriam o que ? Roupa horrível , apenas uma escada , infelizmente foi um resultado merecido, não houve investimento da rtp nem cuidado ! A rtp ainda está com a mania dos feelings , utiliza isso para não apostar um cêntimo no stage

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso não é bem verdade, a RTP e o Conan queriam fazer mais

      Eliminar
    2. Anónimo00:20

      Isto.

      Eliminar
    3. E vai continuar a apostar. Viu o staging da música que ganhou este ano? Do mais simples que há.

      Eliminar
    4. Anónimo00:48

      Há que saber encenar segundo a música, a música do Conan exigia investimento, se para o ano o vencedor for uma música mexida vai serr peciso encenar e coreografar

      Eliminar
    5. Anónimo03:37

      A RTP que ganhe vergonha e deixe o orgulho de lado, contratem o marco de camilis ou a sascha jean baptiste para fazer uma coisa de jeito.

      Eliminar
    6. Anónimo16:53

      @3:37 Ou contratem o Pedro Penin que é cenógrafo e perito em eurovisão

      Eliminar
    7. Anónimo18:26

      16:53 Pedro Penim seria óptimo...mas a RTP é muito conservadora ainda.......

      Eliminar
  5. Confirma-se...Foi um verdadeiro flop

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente. Continuo a achar que merecíamos mais.
      Olhando para trás voltaria a votar no Conan para vencer o FDC. Disso não me arrependo.

      Eliminar
    2. Anónimo01:09

      Somos dois. Eu estive em Portimão e também vi como lá o Conan varreu aquele festival. Não tínhamos melhores hipóteses com nenhuma das outras canções.

      Eliminar
    3. Anónimo03:36

      Eu tambem votava outra vez.

      Eliminar
    4. Anónimo18:22

      Entre as propostas não havia por onde escolher com certeza. Mas daí a apoiar como se fosse uma obra-prima... até os milagres têm limites.

      Eliminar
  6. Anónimo00:13

    Não é surpresa absolutamente nenhuma! Censura?

    ResponderEliminar
  7. Anónimo00:13

    No meio disto o Conan é o menos culpado.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo00:14

    A espanha votou em Portugal?

    ResponderEliminar
  9. Anónimo00:14

    Boicote total do júri...53 pontos... só pode

    ResponderEliminar
  10. Anónimo00:15

    Uauu um dos maiores flops de sempre...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo00:16

    Je sui Grécia 2018

    ResponderEliminar
  12. Anónimo00:17

    Bem escolhida a fotografia que antecede a notícia.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo00:20

    A nossa participação esteve ao nível dos Homens da Luta. A ex-ministra da cultura é que tinha razão, vamos entrar numa nova época das trevas na Eurovisão. Para o ano que vem lá vamos ter que levar com uma composição do Emanuel ou dos manos Feist...

    ResponderEliminar
  14. Anónimo00:20

    Tendo em conta que em alguns países nao puderam votar em portugal estavam a espera de que?continuo a achar que roubaram ele e a todos os países que tambem disseram terem sido prejudicados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:46

      Não corresponde à verdade porque os países de que se falaram disso foram a França e a Espanha. Ora esses dois países deram-nos a pontuação máxima no televoto.

      Eliminar
    2. Anónimo09:10

      Essas pessoas ficaram bloqueadas provavelmente porque queriam ultrapassar as 20 chamadas por telefone.

      Eliminar
  15. Anónimo00:21

    Ganhamos o televoto de espanha e frança mesmo assim so tivemos 51 pontos

    ResponderEliminar
  16. Anónimo00:27

    Uma pena merecia mais. Portugal apostou e Conan Osíris esteve muito bem. Ele apenas representou a Eurovision 2039 em 2019!😂 Desejo-lhe um bom regresso boa recepção no aeroporto e sucesso com a sua música. Bem haja, Conan!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:37

      Portugal apostou? Lol

      Eliminar
    2. Anónimo00:45

      Não, foi lá porque apeteceu_lhe!😂

      Eliminar
  17. Apesar de tudo não fez pior figura do que muitos que estavam na final, incluindo o canarinho salta-pocinhas a quem o grande júri da RTP atribuiu os 10 pontos. O que eles viram naquela música para mim é um enigma.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo00:32

    Onde andam os apoiantes incondicionais dos telemóveis? Ponham na cabeça que aquilo não prestou. E o que mete mais medo é que essas pessoas (e as que assim votaram no FdC, e as que escolheram esse formato e as músicas a concurso nacional) nos querem impor esse tipo de musiqueta como obra-prima de poesia e de música! Tirem umas férias para se poder reconstruir de outro modo o FdC.

    Temos todos de reconstruir o Festival da Canção. E muita coisa tem de ser mudada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu fui um apoiante de "Telemoveis" e não és tu que vais dizer o que "tenho que meter na cabeça" ou não, nem que "musiquetas" eu goste ou não.Limita-te à tua opinião!!

      Eliminar
    2. Anónimo00:57

      Olhando para o ranking da primeira semifinal e explica aí a importância da poesia e a capacidade de saber cantar bem para ter sucesso na eurovisão.
      Já agora explique como se chama o poema que rima a mesma palavra duas vezes.

      Eu gosto de Telemóveis, vou continuar a gostar e vou continuar a apoiar a música do Conan, nada do que aconteceu na eurovisão iria mudar a minha opinião, mesmo sendo crítico das suas opções artísticas e da sua falta de noção de marketing, dizendo isto, só espero que ele lance os álbuns dele em formato físico que tenho aniversários em Setembro e adorava poder oferecer um cd dele autografado

      Eliminar
    3. Anónimo01:13

      Nao prestou porque o juri de certos países nao gostou? secalhar tu devias meter na cabeça que nem todos os que tão no juri sao profissionais de musica, olha, muitos deles nem sabem cantar ou sao jornalistas. MENOS

      Eliminar
    4. Anónimo09:15

      @00:57- Ainda bem que não faço anos em Setembro! Poderia algum amigo lembrar-se de me oferecer uma coisa dessas. Livra!

      Eliminar
  19. Essa miséria no júri eu já contava, agora no televoto foi completamente inesperado. Contava com muito mais.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo00:37

    Concordo com voces, a rtp devia investir em fogo de artificio, espelhos, grafismos muito mais poderosos e uma casa enorme palco como a holanda fez!! Estejam calados q ja cansam sempre com a mesma historia. A holanda ganhou por colocar a musica sempre em primeiro lugar e isso deveria ser sempre a prioridade. E ja agora a holanda também ganhou gracas ao guarda roupa q levou, exactamente o mesmo q deve levar pa tomar cafe pela manha. Fico feliz por ele ter ganho para mais uma vez convencer esta gente q "music is not fireworks, music is feeling!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:43

      Mas então o que foi que faltou ao Conan Osíris?...

      Eliminar
    2. Anónimo01:12

      Holanda teve sorte, porque este ano foi mesmo fraquinho e a maioria eram cançoes para bailar.

      Eliminar
    3. Anónimo01:12

      Holanda nao ganhou nem o voto do juri nem o publico.

      Eliminar
    4. Anónimo01:27

      Pessoalmente gostei da roupa verde, por isso não partilho a opinião de grande parte das pessoas, mas a decisão de abandonar a máscara egípcia foi péssima em termos de marketing, ele devia ter abraçado a iconografia religiosa que apresentou na eurovisão e aproveitado o palco ter o formato de uma pirâmide. Teria sido mais fácil o público ter associado a música com "oração" do que o conceito de louva-a-deus.
      Uma performance com uma coreografia ensaiada porém com espaço para alguma improvisação também teria ajudado o Conan, permitindo ter melhores planos de câmara.
      Respondendo à pergunta, o que faltou ao Conan foi ter alguém que tivesse trabalhado com ele e que soubesse o que é a eurovisão e como vender a sua música, um cenógrafo com experiência para encenar a música ou um coreógrafo teria sido essencial para passar-mos à final, já que o Conan têm pouca experiência nessa área, aliás, atrevo-me a dizer que o dele não foi o melhor stagging do Festival da Canção, foi da Surma.
      É verdade que a música é feeling, o próprio Conan o disse por outras palavras na conferencia de imprensa depois do primeiro ensaio em Telavive, mas nem todas as músicas podem ter o mesmo staging e a RTP falhou redondamente em não contratar alguém para fazer esse trabalho

      Eliminar
    5. Anónimo01:35

      music is not fireworks??? Tu viste bem aquele top 5? Voces so olham para os vencedores, nunca dao uma vista de olhos para o top 5 de todos os anos que PROVA que music can be fireworks AND feeling. Depois voces ficam lixados porque os europeus nao dao votos, achas que essa atitude intelectual e arrogante de music is feeling nao passa lá para fora? Não acordes nao. E o salvador que cale o bico para o ano.

      Eliminar
    6. Anónimo09:19

      O único que respondeu à minha pergunta foi o anónimo da 01:35, embora ele estivesse a responder a outro.

      Eliminar
  21. Anónimo00:43

    De qualquer modo, valeu a pena termos a França e a Espanha na nossa semifinal. Mas o júri desses países não quis saber de nós.
    O júri europeu foi preconceituoso e tramou o Conan. É um incompreendido como era o Variações.
    Ficar em 15º ou 11º é indiferente. Todos os que ficaram abaixo do 10º lugar foram derrotados e a principal derrotada foi a Polónia.

    ResponderEliminar
  22. Anónimo01:11

    Ola Gostava de referi aqui que durante várias semanas alertei para o facto de que o Conan não só não iria passar da semi-final como seria mesmo um os piores resultados de sempre de Portugal! Durante o ultimo mês em particular fui medindo o pulso às opiniões aqui na suíça, não só entre a comunidade Portuguesa como entre os meus amigos suiços. Foi sempre muito claro para mim que algo deveria ser feito na musica, que me pareceu desde inicio muito cura (embora com grande potencial para algo maior)e as reacções que recolhia eram sempre nesse sentido: "parece inacabada" "É uma musica difícil" "não consigo entender nada"...muitos dos meus amigos riram-se da musica das primeiras vezes, achando que era uma "joke entry" amigos britânicos referiam-se ao Conan como "Novelty act"...comecei logo a entender em que barco navegávamos e que as águas seriam algo turvas para o lado do Conan se nada fosse feito entretanto. O que poderia ser feito? Arranjos mais melódicos e uma aproximação a um pop mais consensual na Europa seria uma opção razoável, acrescentar como que uma terceira camada de sons mais fáceis de entender pelo ouvido médio. O que se pretendia era passar "telemóveis " de um produto totalmente nacional, para algo mais internacional e audível. entendi rapidamente que não iríamos por aí, e a versão do FdC seria a versão definitiva. A minha ultima esperança era que fosse melhorado a performance de palco algo amadora que foi apresentada no FdC e que fossem melhorados os outfit escolhidos e a mise en scène fosse clara e polida ..uma mensagem forte num staging marcante teria catapultado o Conan para a final. Mas tb essa esperança desapareceu qdo vimos o primeiro ensaio. Um stging amador, claramente mal pensado e uma escolha cromática horripilante vieram selar o destino final de Portugal na eurovisão deste ano. Resumindo: uma musica nada fácil de assimilar pelo cidadão médio europeu, um grande Hype tuga, foi a votos com uma das piores produções alguma vez vistas na Eurovisão e o resultado foi o que se viu: antepenúltimo lugar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:36

      Também vivo na Suíça e constatei exactamente o mesmo panorama. Inúmeros compatriotas teriam recusado votar em Portugal se a Suíça pudesse votar na semi 1. Pessoas que normalmente apoiam as canções portuguesas há anos e anos. Mas a canção só era apelativa para alguns grupos agitados nas redes sociais, foi o que me pareceu, uma vez que não tocou no íntimo das massas.

      Visto o que você acima disse eu já tinha posto uma cruz em cima da nossa participação e vemo-nos para o ano. Vivi a eliminação como consequência disso mesmo e uma evidência.

      Coração ao alto. Em 2020 o problema vai ser: recepção de músicas agradáveis e escolha de algo simples, bem construído e eficaz, em vez de experiências duvidosas. E não tem de ser sentimento! A arte e manha da Música é a capacidade de pôr sentimento onde ele até nem está.

      Eliminar
    2. Gosto do seu comentário, é racional. A canção é muito boa na minha opinião, mas parece um tanto inacabada o que pode ter contribuido para que se tivesse tornado ininteligível para determinados públicos. Precisaria de ter sido "polida", de forma a conferir-lhe uma "atmosfera" mais cosmopolita que cativasse uma audiência significativa. Muitas vezes esquecemomo-nos de que o ESC é um evento que abrange um público heterogénio devido, principalmente, à sua multiculturalidade. É essencial ter em conta que no ESC lidamos com públicos muito diversificados, já que as normas culturais de um país ou região definem em boa parte a forma como os indivíduos interagem e percecionam os eventos no espaço ou grupo nos quais se encontram inseridos sem, contudo, perder o essencial daquilo que se quer transmitir.

      Eliminar
    3. Era óbvio que a RTP não iria mexer na musica e quanto à performance de palco, no que mexeu, foi só para estragar. Posso dizer que a produção de palco no FdC foi muito superior à que se apresentou na eurovisão! Estragaram tudo, em vez de se construir algo melhor para o formato internacional.

      Eliminar
  23. É tão baixo nível quem agora vem dizer "eu bem vos disse" ou "bem feita para pessoas que não têm gosto nenhum".

    Não gostam da canção e pertencem à maioria?Parabéns para vocês!!!
    Vão mudar a opinião de quem gosta e sempre gostará da canção?Não,não vão.

    Portanto, por muito que haja liberdade de expressão, poupem-se desses comentários e de criar mau ambiente.Respeitem as pessoas (inclusive o próprio Conan) e façam críticas construtivas.

    A nossa música era uma aposta que ia criar muita divisão,era uma canção pouco acessível e "estranha".Ou ia correr muito bem ou ia correr muito mal.Infelizmente, foi a segunda opção que ocorreu.Eu prefiro ter zero pontos com uma performance como o Conan do que ter passado à final com as Nonstop ou ter ficado nos primeiros lugares com o Rui Bandeira.Com o respeito devido aos artistas, foram atuações bem mais vergonhosas.

    Eu continuo a dizer que sim, temos que apostar em COISAS DIFERENTES.Portugal simplesmente não tem uma indústria POP capaz de fazer frente a outros países da Europa(tanto em termos de produção musical como de performance artística/visual).

    A única vez que ganhámos foi porque levámos algo único.Se quisermos voltar a ganhar,tem que voltar a ser algo único.

    Em relação à lição deste ano?A ambição de Portugal e da RTP não podem parar quando o Festival da Canção acaba e achar que uma música e artista diferentes fazem tudo.Se vamos levar propostas ousadas e diferentes,temos que ter atuações que acompanhem e "elevem" a mensagem.Não podemos ter uma canção "do futuro" como a RTP falou no documentário e depois ter uma performance tão monótona e básica como acabou por ser.À RTP e ao artista que for escolhido para o ano,só se pede uma coisa:que durante os dois meses que passam do FDC para a Eurovisão planeiem,estudem,coreografem,visualizem e façam o diabo "a quatro" para durante 3 minutos ter um produto sólido de música e espetáculo.

    Desculpem o desabafo extenso,mas é a minha opinião sobre a nossa participação deste ano!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:18

      Apoiado! Brilhante comentário!

      Eliminar
    2. Anónimo01:18

      Muito de acordo com o que foi dito. E é importante que muitos dos haters entendam que "escolher a melhor música do FdC"/"escolher uma boa proposta" (entenda-se toda uma subjectividade em "melhor" e "boa" - porque isto é muito relativo e depende a que critérios atendemos) e "agradar à Europa que vota em Portugal"/"temos de mandar coisas para ganhar" são coisas distintas.
      Sinceramente, espero que Portugal continue na linha do que tem feito e escolhido e não venha agora com "ah, mas temos de escolher para nos representar o que os outros querem ouvir". Este é um dilema de muitos espanhóis e espero que não se pegue a nós por causa de classificações exteriores atribuídas, muitas vezes, com pouco critério (trabalho de casa para a EBU que já devia ter arranjado forma de resolver muitos dos problemas que existem nas votações do júri profissional).
      Quanto ao staging, confesso que não sei dizer se a proposta deste ano era sólida o suficiente ou não. Pareceu-me sempre algo ponderado e não sei se não fomos traídos por aspectos mais técnicos da responsabilidade da KAN. A minha perspectiva é o nosso staging não correu mal; ainda que se possa gostar mais ou menos dele, pareceu-me bastante pensado. No entanto, para todos os efeitos, se algo correu mal, é preciso (obviamente) a RTP ter mão nisso. A RTVE no ano passado aprendeu da pior forma e este ano foi diferente, independentemente dos resultados alcançados.

      Eliminar
  24. Anónimo01:21

    A votação de Portugal nesta semifinal é ensandecida. Então o televoto dá pontuação máxima à Estónia e 6 a São Marino, e o júri dá 6 à Bielorrussia, das piores canções a concurso?

    ResponderEliminar
  25. Anónimo01:30

    Anonimo das oo.43 aquilo que faltou ao conan foi que a maior parte das pessoas nao compreederam a sua mensagen e para nao falar do facto de telemóveis nao ser um gênero musical que agrade a todos. A juntar a isto houve tantas coisas que prejudicaram a sua participação em israel. Digam o que disserem a sua actuação na semi final foi um estrondo porque viu se que as pessoas aplaudiu o tempo todo enquanto ele cantava e apresentava a sua performance em palco.a parte em que a camara filma os pes do João a fazer aquele movimento dos pes é absolutamente espetacular. Um bem haja

    ResponderEliminar
  26. Anónimo01:33

    Para quem gozou com San Marino, não ficamos a 1 ponto de distancia, ficamos a 99 pontos dele! Bem feita, Conan e RTP, ganhem humildade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:37

      achas? ganhar humildade? agora q ganhou o music is feeling da holanda vao ficar ainda mais arrogantes, ah e tal porque têm razao. Prepara-tre para o proximo fdc, nem uma musica genero calema vais ter.

      Eliminar
  27. Anónimo01:34

    Foi o nosso pior resultado desde os Homens da Luta! Quando mandamos freaks que só alguns Portugueses acham bue engraçado, dá nisto. Parabéns RTP!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:34

      alguns portugueses? Lol. Manca-te

      Eliminar
    2. Ter ganho os 12 pontos do júri e do público são "alguns portugueses"?Está bem...

      Eliminar
  28. Anónimo02:32

    Conan consegue um dos piores resultados desde que há 2 semifinais. Até Leonor Andrade conseguiu melhor! Só mesmo ultrapassado claro com a nossa pior eentrada de sempre dos Homens da Luta.
    Portugal teve o que mereceu. 15º a atuar->15º classificado. Sempre achei que teria chances até de um bom resultado com o visto no FdC, mas o mau staging e tudo o resto no ESC que deveria ser evolutivo e não regressivo, faz que diga justo o resultado. Só não foi pior pelos emigrantes que votaram massivamente concerteza em Espanha, França e Bélgica. Imaginem se assim não fosse, iamos basicamente para último!!!

    ResponderEliminar
  29. Anónimo02:37

    Ainda tivemos pontecos de alguns júris. Até me admira. Não estou surpreso pelo lugar alcançado. E muitos pensavam... fomos nós os 11º a 2 pts. Não fosse o emigrante tuga, sem aqueles pontos de Espanha, França e Bélgica e ficariamos com 19 pts, ou seja em último. Basicamente é o que nos tem salvado desse lugar nas semifinais, que ano passado nem na final (já que ficamos em último mesmo). É só o pior resultado desde 2011, em que os Homens da Luta criam tanto o último lugar e não o conseguiram devido ao voto dos emigrantes.
    Estranho apenas não vir nenhum voto do público da República Checa, quando temos já lá muitos emigrantes, costuma vir uns pontecos. Compensou o júri nisso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo06:48

      Temos Emigrantes na R. Checa? Essa é nova para mim.

      Eliminar
  30. Anónimo02:43

    RTP, acordem... O vosso festival hipster deu-nos o pior lugar na final e agora o pior nas semifinais... Imaginem se em vez do Conan fosse a Inercia ou os Madrepaz? Era ZERO garantido... A Macedónia do Norte fez um brilhante lugar e agora os que diziam que o Matay era péssima escolha, andam onde?!?!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:24

      Comparar a poderosa balada da Macedonia do Norte com a música esquecivel e flat do Matay, é o mesmo que comparar a Adele com a Bárbara Bandeira...

      Eliminar
    2. Anónimo10:50

      Concordo consigo excepto na opinião sobre o Matay. Seria pior a emenda do que o soneto.

      Eliminar
    3. Anónimo13:32

      Amigo, o Matay deu último lugar à Islândia e tinha uma canção insosa

      Eliminar
  31. Anónimo02:57

    Não deixo de ficar triste e espantado com o menos bom resultado de Portugal. Gosto e gostarei de Telemóveis mas é uma música que só entra à 2a ou 3a audição... o que é lento demais para o ESC, mas era o melhor que tínhamos no FdC. Da semi para a final do FdC Conan inovou, acertou e brilhou. Para o ESC inovou mas não acertou e não brilhou. RTP não desistas nunca de apostar no Festival mas traz um bocadinho mais de fireworks, staging e acting. E se possível desintelectualiza um bocado um produto de massas como o FdC, cujo resultado é para um produto ainda de massas maiores como a Eurovisão. E já agora, dá mais oportunidades aos comuns mortais. Se forem feitos estes pequenos ajustes, o FdC e a Eurovisão não morrerão tão cedo entre nós. Até para o ano.

    ResponderEliminar
  32. Anónimo03:28

    E agora Galopim? Bem sei que ganhámos com o SS, mas depois do último lugar o ano passado e deste 15º vais galopar daqui para fora? Acho que está visto que SS foi uma sorte e um acaso e que em Portugal quase não há autores/produtores de nível. Apenas o básico para consumo interno, e que pelos vistos chega
    Isto para não falar na RTP que de novo apresentou todo o seu amadorismo e falta de ambição e respeito por todos nós

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:59

      Concordo

      Eliminar
    2. Anónimo14:31

      Eu acho que escrevermos estas coisas aqui nao vai mudar nada. Teríamos de fazer criticas diretamente à rpt ou na sua pagina. Eles têm um orgulho muito grande desde que ganhámos...

      Eliminar
  33. Anónimo13:47

    Até a Leonor Andrade fez melhor. Bela renovação do FC, Sr Galopim! Continuam sem fazer ideia do que é o ESC. O Salvador foi um acaso que a EBU quis que ganhasse

    ResponderEliminar
  34. Anónimo01:33

    Mesmo com reacções bipolares por parte do público, não era este terror que se avizinhava se apenas dependêssemos dele.
    Acontece que o júri deveria votar com base na composição, interpretação, letra, encenação, originalidade (e por aí fora) e na verdade vota consoante política, modas/temas, proximidades geográficas, parcerias com outras televisões públicas... E a lista continua. Eu defendo que deve existir um júri, mas não concordo como muitos votam.

    ResponderEliminar