ESC2019: Grécia e Espanha lideram as preferências do público no sexto dia de ensaios


Os ensaios da Grécia e de Espanha foram os favoritos dos seguidores da conta oficial do Festival Eurovisão no Youtube. Arménia e Itália seguiram-se nas preferências.

Dezassete países realizaram, hoje, ensaios no palco do Festival Eurovisão 2019, com o site oficial do concurso a revelar um excerto de cada ensaio na conta oficial no Youtube. Onze dos países realizaram o seu segundo ensaio, enquanto os países automaticamente qualificados para a Grande Final fizeram a sua estreia no palco eurovisivo.

Segundo dados retirados às 00h00 (hora de Lisboa), o ensaio da Grécia foi o que recolheu maior aprovação nos gostos/não gostos do canal: 91,1%. De entre os semifinalistas, seguiu-se a Arménia (87,2%) e a Roménia (86,7%). Por outro lado, Moldávia (65,7%) e Dinamarca (55,9%) tiveram os ensaios com menor taxa de aprovação dos seguidores do certame.

No que diz respeito aos finalistas automáticos, Espanha liderou as preferências, com uma taxa de aprovação de 89,4%. Itália (86,7%) e Israel (76,1%) seguiram-se nas preferências, com a Alemanha a ocupar a última posição com 62,2%.

Aceda, de seguida, aos valores (entre parênteses está o nº de visualizações):

Semifinalistas
1.º Grécia - 91,1% (160 346 visualizações)
2.º Arménia - 87,2% (86 435 visualizações)
3.º Roménia - 86,7% (54 480 visualizações)
4.º Áustria - 79,9% (43 863 visualizações)
5.º Letónia - 76,2% (46 611 visualizações)
6.º Irlanda - 74,4% (59 548 visualizações)
7.º Suíça - 73,7% (104 146 visualizações)
8.º Suécia - 73,6% (69 471 visualizações)
9.º São Marino - 67,0% (67 257 visualizações)
10.º Moldávia - 65,7% (53 644 visualizações)
11.º Dinamarca - 55,9% (43 712 visualizações)



Finalistas
1.º Espanha - 89,4% (92 389 visualizações)
2.º Itália - 86,7% (101 662 visualizações)
3.º Israel - 76,1% (72 565 visualizações)
4.º França - 74,5% (137 836 visualizações)
5.º Reino Unido - 74,3% (50 449 visualizações)
6.º Alemanha - 62,2% (43 577 visualizações)


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte, Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

13 comentários:

  1. Anónimo00:36

    Espanha, a serio?? Musica mais pimba de sempre ( a não ser qdo portugal levou pimba de verdade em 2007)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí sim, tivemos uma bela pimbuce! E não esquecer 2014, do mesmo autor, com a Suzy que também é tão bem, competiu nesse campeonato.

      Eliminar
    2. Anónimo01:34

      Inveja! O Conan vai fazer o ridículo, como sempre

      Eliminar
  2. A Espanha de ano para ano está pior. Até o galo do Manelito soa melhor do que isto. Ainda assim é o favorito do público, tal como a Grécia. Por aí se vê a qualidade do festival este ano.

    ResponderEliminar
  3. Peço desculpa se ofendo, mas a apresentação da Grécia é uma piriseira do pior. Aquelas bailarina, aos saltinhos de um lado para outro, uma bola que surge algures, a boa da Katherine que não passa da mesma toada, a música não tem nada de especial... Mas há pão e circo e é disso que as gentes gostam! Islândia, uma gritaria pegada, sem qualquer linha melódica... mas tem acrobacias e fogo. A todo o momento espero ver sair da jaula um urso, um tigre ou um leão mas... nada! Que deceção! E que dizer da França, Deus do céu?! Aquela bailarina um pouco menos curvilínea, com as vestes ridículas, faz-me lembrar os filmes mudos, que no princípio do século passado fizeram sucesso em muitos animatógrafos por esse mundo! E o godspel sueco, tão originalmente escandinavo! Com tanta falta de gosto parece que estão a lutar pelo prémio da maior piroseira. Haja paciência para tanta bimbalhice!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo01:52

    Sinceramente gostei muito de Espanha. Depois de ver o ensaio completo é incrível como o Miki não falha NUNCA na voz apesar de todo o movimento que é exigido. Quem dera a muitas abrir a eurovisão com este nível vocal...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo03:20

    Público espanhol, certo? Diaspora espanhola como sempre.Eles acham sempre que está tudo uma maravilha, que melhoram de ano para ano, ja no ano passado andavam com esperanças de fazer top 10, etc. Ja vi ate espanhois comentarem que é melhor que a Ruth. Mas pelo que eu vi de fora, a maioria dos estrangeiros estiveram a gozar com a actuação. Tendo em conta que muita gente gosta de pimba nao me surpreenderia se ficasse no top 10, excepto que não seria pela qualidade da canção mas sim porque este ano está muito fraco. Quando até San Marino tem hipoteses, diz tudo.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo03:35

    Está tudo a querer sobressair à força toda...seja com cores, acessórios, mobílias de IKEA, dançarinos, foguetes, gente pendurada no ar...um circo total (por isso é que a Australia subiu, é isso que certos eurofas querem ver no ESC). Ja para nao falar da gritaria vocal, tudo muito over the top. O desespero é patente e olhem que isto vai piorar a cada ano que passa. Vao destacar-se as baladas e a simplicidade mais uma vez, é dos piores anos em termos de cançoes e staging. Meu rico 2018!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de ter ganho a galinha no ano passado, eu já imaginava que este ano iria ser uma piroseira.

      Eliminar
  7. Anónimo03:37

    A cantora grega dá tanto cringe, é tão forçado...

    ResponderEliminar
  8. Anónimo09:48

    Não posso com a música da Espanha, é só barulho, nunca consigo terminar de ouvi-la. Mas suspeito que não vá ficar mal em termos de pontuação.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo11:12

    Eu acho sinceramente que a Espanho nao sabe apresentar bem. Este ano tem uma ideia muito criativa mas eu acho que nao se encaixa na musica. Principalmente os LEDs estao pessimos parece o que fizeram a Italia em 2017. Cheio de cores que nao tem nada a haver. Ficava melhor uma praia ou imagens do urbano e assim

    ResponderEliminar
  10. Anónimo16:54

    Os representantes espanhóis deveriam correr menos em palco. Os espectadores devem eles dançar nos sofás; isso seria melhor para a votação. O voto do público seria o resultado do élan de dançar no sofá. Agora, aquela correria louca no palco torna a atenção do espectador confusa e difusa entre aqueles movimentos todos o que não leva a votar. Eles fazem melhor quando estão sossegados no palco a baloiçar os braços. É mais cativante. Vamos ver se não é assim.

    ResponderEliminar