[VÍDEO] Bélgica: Eliot interpreta "Wake Up" no 'RTBF Auvio'


O representante belga Eliot interpretou, pela primeira vez ao vivo, "Wake Up", canção que defenderá no Festival Eurovisão 2019.


Escolhido internamente pela emissora RTBF, o cantor Eliot interpretou, recentemente, "Wake Up" no Live Radio Pure da RTBF Auvio, sendo a primeira vez que defendeu a canção eurovisiva ao vivo.




Estreante em 1956, a Bélgica conta com 60 participações no Festival Eurovisão, tendo apenas conquistado uma vitória no certame com Sandra Kim e "J'aime la vie". Depois de três presenças consecutivas no top10 entre 2015 e 2017, algo inédito na histórica belga desde 1978, o país falhou o apuramento para a Grande Final em Lisboa. Seneek e "A Matter of Time" ficaram em 12.º na semifinal com 91 pontos, tendo sido a segunda candidatura mais votada pelo júri português.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTBF / Imagem: songfestival.be/Vídeo: Eurovision.tv

12 comentários:

  1. Cristo! Lembra-me a Blanche. Interpretação fria e sem alma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:20

      Sabes, os Belgas não são das pessoas mais carismáticas...

      Eliminar
    2. Blanche versão masculina. Espero que desta vez a Bélgica não classifique como em 2017.

      Eliminar
  2. José Luís00:01

    Ai gosto tanto ^.^

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:38

    Sou o único a achar esta música fraca ? Parece uma demo ! Não tem nada que se destaque nela e duvido que se qualifique

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:47

      Eu concordo que nao vale nada mas a semi e super fraca por isso

      Eliminar
    2. Eu acho que este ano é uma das Eurovisões mais fracas... Nem sei se vou ver.

      Eliminar
  4. Anónimo12:04

    fraca mesmo fraca

    ResponderEliminar
  5. Anónimo15:00

    Haters em ação...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo20:17

    É do demo.

    ResponderEliminar
  7. Que bonito. Uma afinaçãozinha e fica no ponto.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar