ESC2019: Itália alcança a liderança com a pontuação máxima da OGAE Resto do Mundo


A Itália é a favorita da OGAE Resto do Mundo para vencer o Festival Eurovisão 2019 e alcançou a Holanda na liderança da votação.


A OGAE Resto do Mundo revelou a sua votação para a Big Poll 2019 da OGAE International para o Festival Eurovisão 2019, tornando-se a 33.ª de 44 associações a revelar as preferências dos seus associados. A Itália venceu a votação e alcançou a Holanda na liderança das preferências dos associados da OGAE. Por outro lado, a Austrália recebeu a primeira pontuação, tornando-se o 30.º país a receber pontos.

Votação da OGAE Resto do Mundo
12 pts Itália
10 pts Holanda
8 pts Suíça
7 pts Noruega
6 pts Chipre
5 pts Islândia
4 pts Suécia
3 pts Grécia
2 pts Austrália
1 pt Azerbaijão



Classificação Total (33 de 44)
1.º Holanda - 291 pontos
2.º Itália - 291 pontos
3.º Suíça - 288 pontos
4.º Noruega - 166 pontos
5.º Chipre - 149 pontos
6.º Suécia - 148 pontos
8.º Islândia - 88 pontos
9.º Rússia - 88 pontos
10.º Azerbaijão - 84 pontos
10.º Grécia - 70 pontos
11.º Espanha - 54 pontos
12.º Malta - 39 pontos
13.º França - 20 pontos
14.º Portugal - 18 pontos
15.º Dinamarca - 18 pontos
16.º Bélgica - 17 pontos
17.º Eslovénia - 17 pontos
18.º Macedónia do Norte - 12 pontos
19.º Albânia - 10 pontos
20.º São Marino - 9 pontos
21.º Arménia - 9 pontos
22.º Polónia - 7 pontos
23.º República Checa - 6 pontos
24.º Israel - 5 pontos
25.º Estónia - 2 pontos
26.º Hungria - 2 pontos
27.º Letónia - 2 pontos
29.º Reino Unido - 2 pontos
30.º Austrália - 2 pontos

Aceda AQUI à votação na íntegra.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCToday/ Imagem: Google/Vídeo: Eurovision.tv

11 comentários:

  1. Anónimo18:18

    Estou com a impressão que este ano vai ser da Islândia. A par de Portugal é de longe a proposta mais extravagante deste ano e visto que Portugal não está a gerar tanto hype agora, provavelmente a Islândia sairá favorecida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você está a ver os júris a dar uma grande pontuação á Islândia?

      Eliminar
    2. Anónimo20:51

      Só as vozes dos rapazes, um pelo estilo e outro por não acertar uma nota, aliado a um estilo que não será apreciado pelos júris vão matar logo as chances deles.

      Eliminar
    3. Anónimo23:36

      Os júris podem surpreender nas suas votações, mas parece-me que os Hatari vão ter o mesmo sucesso que Melovin teve e vai ter mais sucesso no televoto

      Eliminar
    4. Anónimo23:58

      Não é que eu goste da música, mas a Islândia não sei porquê faz me lembrar a Jamala em 2016. Eu não queria que ganhasse mas estava com a sensação que ia ser ela a ganhar.

      Eliminar
  2. Anónimo19:26

    Itália ou Holanda vão receber o ESC em 2020... para mim seria a Itália, não só porque é a minha favorita, mas tb pq gostava que ganhasse um país do Sul da Europa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:37

      É um concurso de canções. Ponto. As preferências entno/geo-políticas aqui não contam. Querer a vitória de um país por ser do sul europeu como complemento ao gosto da canção pela canção, é particularmente preconceituoso. É este ano estamos num país banhado pelo Mediterrâneo ... não poderá haver mais sul, mais calor, mais corpos bronzeados longe do louro, do frio e da ideia de que o "norte europeu é melhor que o sul em muitas coisas" para incómodo de quem é do sul, do que Israel ... vamos tentar apreciar música sem pensar nos malditos clichés que criamos diariamente uns contra os outros, se faz favor.

      Eliminar
    2. Anónimo10:42

      Mas pelos que se vê nas votações das OGAE, INFE e afins os nórdicos protegem-se uns aos outros... primeiro que a questão geográfica, prefiro a canção de Itália, Holanda em segundo.

      Eliminar
  3. Acredito que haja quem goste da música aflitiva dos islandeses, mas já a maioria não consigo acreditar. Se passarem à final já será com muita sorte e até mesmo Portugal tenho algumas dúvidas, parece-me que o entusiasmo do início está a desvanecer, a não ser que por altura dos ensaios a efervescência venha de novo ao de cima.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo03:44

    Se a Itália ganhar com isto! Depois de tanta coisa melhor que já levou nos últimos anos. Também não gosto da Suíça. Demasiado comercial. A Islândia também não ganha. Dos mais falados acredito que a Holanda esteja mais perto, até mesmo novamente a Suécia. Mas muita coisa vai mudar quando estivermos ao vivo e aí acredito que Portugal volte a ressuscitar. Digam o que disserem, isto este ano não está tão transparente como o ano passado com Toy ou Fuego. Em parte até me faz lembrar o ano do Salvador, o que não quer dizer que a vitória caia para o nosso lado desta vez, pois ganhámos recentemente e este ano há músicas mais consensuais para ganharem muitos votos do que o Conan, que gera gostos muito opostos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:27

      Fuego só se tornou uma dos favoritas em maio, quando os ensaios começaram (também graças à propaganda da wiwibloggs) e, apesar de as OGAEs terem acertado na vencedora, o ano passado era muito incerto, a Bélgica e a Grécia foram uma das favoritas antes da semifinal. A Bulgária também o era até verem o staging, a Noruega o era por ser o Rybaak, três dos big5 eram também os favoritos de muita gente (França, Itália e Alemanha), a Lituânia e a Irlanda ganharam também popularidade quando as semifinais começaram, juntamente com a Moldávia.
      Ucrânia, Bielorússia e Albânia também foram muito faladas pela camada mais teen e não se esqueçam de que a Finlândia, Saara Aalto, por momentos era a "slay queen" dos gays na eurovisão até a trocarem pela Netta e a Eleni.
      Acho que este ano há menos incertezas, pelo menos por agora, o Chipre, Malta e Suécia vão dividir o voto por serem muito semelhantes (o mesmo vai acontecer entre a Suécia e o Reino Unido), a Islândia corre o risco de não receber votos do jurí e acredito que o top 3 vai ser Itália, Rússia e Holanda, com a esperança que seja a Itália a vencer (pessoalmente prefiro algo que seja fora da caixa e senão for a multiculturalidade do Conan a vencer que seja a do Mahmood)

      Eliminar