ESC2019: Compositora de "Love Is Forever" será backing singer do Reino Unido


Michael Rice revelou, esta tarde, os backing singers que o acompanharão em Telavive. A sueca Melanie Wehbe, co-compositora de "Love Is Forever", é uma das confirmadas.


Depois de ter sido confirmada a presença da cantora sueca Anna Sahlene, representante da Estónia em 2002, na comitiva britânica, Michael Rice revelou o coro que o acompanhará no palco do Festival Eurovisão 2019. Chin Simon e Desta Zion Wilson foram confirmados, bem como Melanie Wehbe e Linda Pritchard. 

Melanie Wehbe, cantora e compositora sueca, é uma das responsáveis pela canção da Dinamarca, "Love Is Forever", enquanto Linda Pritchard conta com quatro participações no Melodifestivalen entre 2006 e 2011.






Estreante em 1957, o Reino Unido conta com 61 participações no Festival Eurovisão, destacando-se as cinco vitórias (67/69/76/81/97), bem como outras 18 posições no pódio da competição. Contudo, os últimos anos não têm sido gloriosos para o país: desde 2003, o Reino Unido apenas conta com 1 posição no top5 do certame e terminou em último lugar em três anos (2003, 2008 e 2010). Em Lisboa, SuRie representou o país com "Storm", terminando em 24.º lugar com 48 pontos, tendo a atuação ficado marcada por uma invasão de palco.



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: MichaelRice / Imagem: Google / Vídeo: Youtube

4 comentários:

  1. Anónimo22:57

    Já não há paciência para este domínio da Suécia edição após edição... se os deixassem, os suecos concorriam em todas as finais nacionais e fazia-se um ESC todo ele com música sueca... que já o é, em quase tudo, desde a produção, música, back vocals, graficos, câmeras, técnicos de luz, som, supervisão. Porque n se faz o ESC todos os anos na Suecia? Já que é uma festa na sua maioria sueca... Acho que devíamos começar a pensar nisto...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo03:47

    Estou mais chocado que a "Love is Forever" precisa-se de co-compositora

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:45

    Começo a perceber a obsessão dos júris em pontuar a Suécia, mesmo que mandem uma vaca a mugir. Eles estão metidos em tudo, em todos países, em todas as comitivas, etc. O ano passado foi mesmo à descarada! O lugar no televoto foi delicioso. Na minha opinião está uma teia muito bem montada pela Suécia no mundo eurovisivo. Só não vê quem não quer.

    ResponderEliminar