[ZONA DE DISCOS #79] Madrepaz - "Bonanza"

Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai em "Bonanza", dos Madrepaz.
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.


Lançamento: 30 de outubro de 2018
Nota: 4/10


Madrepaz será outro nome da emergente nova música portuguesa a figurar no renascido Festival da Canção. Enquanto chegam ao palco do emblemático evento através da inspiração de Frankie Chavez, o coletivo que deve parte da sua essência ao imaginário de libelinhas e dragões, irá apresentar ao país, no próximo dia 26 de fevereiro, um tema de ambiência bucólica – “Mundo a Mudar” - algo nada comum nas lides festivaleiras mais recentes, prometendo ser uma das surpresas da segunda semifinal (o mesmo é dizer, apuramento quase garantido).
A passagem pelo festival é o pretexto ideal para descobrir o ainda fresco segundo álbum dos Madrepaz, “Bonanza”, lançado a 30 de outubro de 2018, destacado como um discos essenciais do ano trasato, por exemplo, para a Rádio Radar ou até mesmo Antena 3. Aliás, para quem só agora chega ao mundo dos Madrepaz, o universo sonoro da Antena 3 é o melhor indício para se ter uma ideia acerca do tipo de registo que podemos encontrar em “Bonanza”.
O grupo confessa que o título antecedeu todo o trabalho criativo do disco que acaba por unir a folk norte-america, os sons da América Latina e a tradição portuguesa. Estavam assim lançados os dados para aquilo que poderia ser um cocktail sónico bastante apetecível e que nos aguçou a curiosidade através do primeiro single, o tema título do álbum, “Bonanza”, reteirando a sua peculiaridade através dos lançamentos subsequentes, “Luz de Candeia” e “Salsa Xamani”. Se os temas individuais pareceram tiros certeiros, o longa-duração não consegue captar a nossa atenção, talvez por não trazer qualquer novidade para além das que já tinham sido divulgadas nos temas referidos.
Entre sintetizadores indie em “Gostava de ver” (#3) e o instrumental “Raga Dharma” (#9), o disco transporta-nos para um final de tarde meteorologicamente agradável ao som da…. Atena 3. Uma agradável companhia musical que funciona melhor como distracção e não tanto como potencial para uma escuta atenta.
Apesar do interesse lançado pelos singles, adicionando “Mundo a Mudar”, “Bonanza” parece-nos demasiadamente homogéneo e morno.  Aguardam-se novos capítulos.

Temas promocionais
“Bonanza”


“Luz de Candeia”


“Salsa Xamani”


Alinhamento
Bonanza (Tema destacado por Carlos Carvalho)
Luz de Candeia
Gostava de ver
Queimando Incenso
Caravanas ao passar
A minha porta é sagrada
Muito obrigado
Já agora aproveito
Raga Dharma
Salsa Xamani
Mil folhas

A ver: “18 07 04 Madrepaz”


Pode ouvir o álbum AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários