[ZONA DE DISCOS #78] Dan Riverman - "Hers"


Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai em "Hers", de Dan Riverman
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.



Lançamento: 04 de julho de 2015
Nota: 9/10
Ganhou alguma visibilidade discográfica ao ser convidado para dar voz a “Stormy Weather”, dos Blind Zero, no álbum “Killing Drama II” (2015).  Pouco tempo depois, apresenta o primeiro EP, e único até ao momento, “Hers”, composto por quatro temas que acabam por revelar a essência de Dan Riverman: um cantautor herdeiro do universo musical melancólico folk, indie rock e folk rock de artistas anglo saxónicos.
O tema de abertura, “Fragile Hands”, embrenha-nos  de imediato na intenção artística do músico de Santo Tirso,  criando um interessante emparelhamento entre  melodia e atmosfera. Ao ser provavelmente o tema com maior difusão deste pequeno conjunto de canções, consegue ainda, quase quatro anos após a sua edição, causar as mesmas sensações de encantamento e viagem auditiva que nos apetece repetir.
“Dark Haired Girl”, o segundo tema, conceptualmente produzido numa linha indie folk com recurso a uma interessante introdução atmosférica, mantém-se fiel às expectativas lançadas pelo single anterior, abrindo caminho a momentos de profunda introspecção e solidão, sem com isso deixar de ser algo verdadeiramente prazeroso ao ouvido.  
“Sea and the Breeze”, faixa número três, de certo modo reitera o compromisso com a estética musical adotada por Dan Riverman, mas abraçando um âmago mais eléctrico, embora mantenha o potencial radiofónico desvendado pelos anteriores temas.
Coube à composição mais antiga fechar o EP de estreia de Dan Riverman. Falamos de “Yellow Flower” que por ser, como dissemos, o tema mais antigo não surpreende o facto de ser o momento mais despido e muito provavelmente mais próximo da dinâmica criativa de Dan Alves, sendo conduzido apenas pela guitarra e voz. Aliás, para além de “Lava”, o próximo Festival da Canção dará oportunidade ao grande público de descobrir uma voz peculiar e facilmente considerada como uma das melhores da atual música portuguesa.
Enquanto a agenda de concertos e promoção televisiva foi bastante satisfatória aquando da promoção de “Hers”, a verdade é que um novo EP ou até mesmo o tão aguardado primeiro longa-duração está a ter um compasso de espera muito superior ao que tínhamos previsto. Enquanto “Lava” – que junta novamente Dan Riverman a uma parte dos Blind Zero, Miguel Guedes – vai funcionando como forma de gestão de imagem e de uma carreira discográfica, aqui fica a sugestão de descobrir um EP que, três anos e meio após a sua edição, mantém, por um lado, intacto o poder de cativar quem o descobriu em finais de 2015 e, por outro, de aumentar a base de seguidores atentos. Um EP a que atribuímos a classificação de 9 e não a nota máxima apenas pelo facto de se tratar de um “EP” e não um álbum, pois a “Zona de Discos” tem tratado essencialmente de registos de longa-duração.

Temas promocionais
"Fragile Hands” (Tema destacado por Carlos Carvalho)

“Dark Haired Girl”

 “Sea and the Breeze”

“Yellow Flower”

Alinhamento
Fragile Hands
Dark Haired Girl
Sea and the Breeze
Yellow Flower

A ver: “16 05 20 Dan Riverman”

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários