Ucrânia: STB não desclassificará artistas do 'Vidbir 2019' que atuaram na Rússia


Depois do Ministro da Cultura ter questionado a possibilidade de artistas que atuaram na Rússia poderem representar o país no Festival Eurovisão, a emissora ucraniana STB garantiu que não aplicará nenhuma sanção aos candidatos.


O Ministro da Cultura da Ucrânia e outras entidades do Governo do país questionaram a emissora STB sobre a possibilidade do país ser representado no Festival Eurovisão 2019 por artistas que atuaram recentemente na Rússia. No entanto, a emissora garantiu, em comunicado, que MARUV e YUKO, os dois finalistas do Vidbir 2019 nesta situação, não serão desclassificados nem sancionados no evento.

"Respeitamos cada finalistas e desejamos a todos a vitória. É incorrecto e errado discutir onde é que os artistas atuaram (...) A nossa missão é mostrar os melhores artistas do país e escolher a música para o Festival Eurovisão. Os convites aos artistas foram feitos por as suas músicas serem consideradas brilhantes o suficiente para representar o país no concurso" afirmou Franchuk, chefe de produção do programa, garantindo que, caso haja problemas com a questão de cantores que atuaram na Rússia estarem na corrida, a emissora poderá mudar as regras para as próximas edições do Vidbir.




A Ucrânia é um dos países mais bem sucedidos no Festival da Eurovisão. Em 15 participações no concurso, conta com duas vitórias e nove colocações no top10 da Grande Final, sendo, juntamente com a Austrália, o único país que nunca falhou o apuramento. Em Lisboa, MELOVIN representou o país com "Under The Ladder", tendo terminado em 17.º lugar com 130 pontos, 4 deles oriundos do televoto português.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: STB/Eurovoix / Imagem: Google /Vídeo: Youtube

Sem comentários