Ucrânia: Brunettes Shoot Blondes descartam participação no Festival Eurovisão 2019


Depois de terem sido abordados pela UA:PBC, o grupo Brunettes Shoot Blondes garantiram que não aceitarão o convite para o Festival Eurovisão 2019: "Não ganhámos o concurso, esta viagem não é nossa".


Depois de MARUV, Freedom Jazz e Kazka terem rejeitado o convite da UA:PBC para representar a Ucrânia no Festival Eurovisão 2019, o grupo Brunettes Shoot Blondes, quarto classificado no Vidbir 2019, afirmou, através das redes sociais, que rejeitará o convite da emissora, confirmando que já foram abordados pela mesma. "Amigos. Temos recebido muitas mensagens hoje (...) a UA:PBC entrou em contacto connosco hoje. Queremos informar antecipadamente: se recebermos uma proposta para participar no Festival Eurovisão 2019, iremos rejeitá-la. Não ganhámos o concurso, esta viagem não é nossa" escreveu o grupo no Instagram, convidado todos os seguidores a aceitar a sua decisão e a conhecê-los nos concertos agendados para as próximas semanas.



Друзі! Нам надходить багато повідомлень з питанням - чи виходило сьогодні НСТУ на зв'язок з Brunettes Shoot Blondes. Хочемо заздалегідь повідомити: якщо нам надійде пропозиція щодо участі у Євробаченні-2019, ми її відхилимо. Наш гурт не перемагав у Нацвідборі, ця поїздка не наша. Шанувальників просимо зрозуміти наше рішення - ми маємо багато інших майданчиків для зустрічі з вами! Запрошуємо усіх на наші весняні концерти в Німеччині, Польщі та Чехії, а також на сольний концерт у Києві, який відбудеться 4 жовтня.
Uma publicação partilhada por BRUNETTES SHOOT BLONDES (@brunettesshootblondes) a


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: BrunettesShootBlondes / Imagem/Vídeo: UA:PBC

4 comentários:

  1. Ricardo14:37

    Apenas adorando 🤣😂 a Ucrânia ainda devia era pagar uma multa e ficarem proibidos de participar durante uns anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:08

      A EBU não têm qualquer poder para multar um país pela forma como o representante é escolhido, por outro lado a EBU têm poder para desclassificar músicas que sejam plágio e ainda estou à espera que a EBU tome uma posição quanto ao facto do Jack White ter vencido a eurovisão de 2018.
      Spoilers: Não vão fazer nada porque a EBU só se mexe quando algum país se atrasa a pagar, como foi o caso da Roménia em 2016

      Eliminar
  2. Anónimo14:41

    Está na altura da Ucrânia desistir este ano, e voltar em 2020 e, de preferência, com um bocadinho menos de política naquela cabeça e encarar a Eurovisão como o festival de música e tolerância que é!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo14:45

    Era benfeita que nenhuma aceitasse. Era uma pena nao ter a Ucrania mas ja merecem. Ano após ano tem metido políticas nisto. Se nao queriam pessoas ligadas a Russia nao tinham aceite

    ResponderEliminar