Islândia: Duas canções em islandês na Final do 'Söngvakeppnin 2019'


A emissora islandesa RÚV anunciou que dois dos finalistas do Söngvakeppnin 2019 defenderão as suas canções em islandês: Hatari e Fridrik Omar.

A emissora estatal da Islândia revelou, através do seu site oficial, que dois dos finalistas do Söngvakeppnin 2019 decidiram manter as suas candidaturas em islandês. Tal como nos anos anteriores, a RÚV obrigou todos os candidatos a cantar em islandês nas semifinais, dando opção de mudança de idioma na Grande Final: contudo, o idioma escolhido pelo vencedor será aquele que utilizará no Festival Eurovisão 2019.

O grupo Hatari defenderá "Hatrið mun sigra" em islandês, sendo a única canção finalista que não tem uma versão em inglês, enquanto Fridrik Omar, representante do país em Belgrado, optou por defender "Hvað ef ég get ekki elskað?" em vez da versão em inglês, "What If I Cant’t Have Love?”. Por outro lado, Tara Mobee, Hera Björk e Kristina Schoubo optaram pela mudança da versão do tema para a Grande Final.

Aceda, de seguida, aos cinco temas na corrida:






Estreante em 1986, a Islândia conta com 31 participações no Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o segundo lugar alcançado em 1999 e 2009 por Selma e Yohanna, respetivamente. Fora da Final desde 2014, a Islândia voltou a falhar o apuramento para a Grande Final em Lisboa: representado por Ari Ólafsson e "Our Choice", o país ficou no último lugar da semifinal com apenas 15 pontos, não tendo recebido qualquer pontuação do televoto.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RÚV / Imagem: Google / Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários