[Olhares sobre o Eurovision Song CZ] Quem representará a República Checa no Festival Eurovisão 2019?


A República Checa revela, amanhã, os seus representantes para o Festival Eurovisão 2019, depois de várias semanas de votação no Eurovision Song CZ, com oito candidatos na corrida.


Baseado no sucesso dos Olhares sobre o Festival Eurovisão, iniciativa criada em 2009, o ESCPortugal realiza, esta temporada, a terceira edição do Olhares sobre as finais nacionais, em colaboração com o painel do ESCPORTUGAL Regiões. Depois dos Olhares sobre as galas da Albânia, Espanha e França, a República Checa segue-se na lista de Olhares sobre as Finais Nacionais.

Oito candidatos disputaram, durante várias semanas, o Eurovision Song CZ, sendo que o público e o júri internacional serão, novamente, os responsáveis por eleger os representantes da República Checa no Festival Eurovisão. De realçar que, no ano passado, o painel do Olhares sobre as Finais Nacionais acertou na escolha de "Lie to Me", como pode recordar AQUI.

Conheça, de seguida, as previsões do painel de comentadores:

André-Eric Fernandes aposta em Hana Barbara e "Posledni slova tobe"
Sou da velha escola: quando ouço línguas estrangeiras fico logo rendido! Faz-me viajar! A República Checa, este ano, pode fazê-lo com a proposta de Hana Barbara. Não é genial (aliás, toda a seleção é fraquinha) mas transmite uma boa energia e destaca-se por não copiar e repetir fórmulas. Menção honrosa para Jakub Ondra que já está na minha playlist de dança!



Adão Nogueira aposta em Barbora Mochowa e "True Colors"
Mais um ano em que a República Checa aposta numa final nacional demonstrando mais uma vez um bom empenho, mas não mantendo a qualidade do ano passado. No geral, uma final interessante com vários estilos, com uma canção em checo (que é sempre uma mais valia) mas onde nenhuma se destaca particularmente. Mesmo sem nenhum rasgo de criatividade, Barbora Mochowa é a que se destaca mesmo sendo muito parecida à Lana Del Rey, não sendo uma música comercial, não deixa de ser balada agradável.

Cláudio Guerreiro aposta em Tomas Bocek e "Don't Know Why"
Depois de uma edição em que apresentou a minha canção preferida, interpretada pelo carismático Mikolas Josef, a República Checa parece não ter nenhuma canção na sua final que possa, pelo menos, igualar aquele que é o melhor resultado do país na história da Eurovisão. Entre um leque da oito concorrentes, poucas são aquelas que me dizem alguma coisa. Contudo, “Don’t Know Why” tem o mérito de me deixar com vontade de dançar e a bater o pé. Dificilmente estará entre as minhas preferidas, a ser escolhida para a Eurovisão, mas pelo menos já tem o mérito de transmitir energia positiva.


Fábio Ventura aposta em Barbora Mochowa e "True Colors"
As oito propostas checas deste ano são, na generalidade, muito agradáveis ao ouvido. Destacam-se as canções de Vymer, Hana e Malawi mas é a canção da Mochowa que conquista o meu coração. A voz, que muitos comparam à Lana del Rey, seduz; o instrumental prende e a letra é um hino ao "eu" e à libertação da dor e cegueira de um amor fracassado - é finalmente possível ver as "true colors" do mundo, mesmo que seja "hard to let you go". Bravo!



Hugo Sepúlveda aposta em Barbora Mochowa e "True Colors"

Depois do sucesso em 2018, esperava que Mikolas trouxesse, além do melhor resultado até agora, o início de uma nova era para a República Checa... mas parece que não. Desta selecção, a maior parte parecem-me “remixes manhosos” de músicas que passam na rádio. A minha aposta seria - sem grandes surpresas - a  Lana del Rey lá do sítio aka Barbora Mochowa. As vibes e a voz são inegáveis! Penso que "True Colors" seja a opção certa. Além de ser das que mais me agrada, é a que acredito que tenha mais hipóteses. É uma grower, quanto mais ouvimos, mais nos envolve na sua ambiência nostálgica e melancólica. É também daquelas que ao vivo tem de transmitir algo, criar empatia com quem está a ver/ouvir, mesmo com uma produção simples, pois caso contrário não vai longe.

João Diogo aposta em Barbora Mochowa e "True Colors"
A República Checa apresenta, este ano, uma final muito desinspirada. Seria de esperar que depois de alcançar o seu melhor resultado de sempre em Lisboa, houvesse mais interesse por parte dos checos na Eurovisão. Pelos vistos isso não se verificou e a qualidade desta final reflete isso. Ainda assim, existe uma canção com algum potencial para lutar pela qualificação para a final: True Colors. Sem dúvida a Lana Del Rey checa que poderá receber alguns pontos pelo lado misterioso e pela serenidade que a música transmite.

Aceda, de seguida, aos resultados das votações dos 6 comentadores:

1.º Barbora Mochowa - "True Colors" - 62 pontos
2.º Lake Malawi - "Friend of a Friend" - 49 pontos
3.º Tomas Bocek - "Don't Know Why" - 44 pontos
4.º Jara Vymer - "On My Knees" - 42 pontos
5.º Hana Barbara - "Poslední slova tobe" - 41 pontos
6.º Jaku Ondra - "Space Sushi" - 32 pontos
7.º Pamela Rabbit - "Easy to Believe" - 30 pontos
8.º Andrea Holá - "Give Me a Hint" - 30 pontos


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

1 comentário:

  1. Anónimo00:10

    Gosto muito da Lana! Não consigo apreciar a Barbora... já que ela tem o timbre igual ao dela e em vez de explorar a sua autenticidade porque mantém com músicas ao estilo da Lana? Sim a música dela pode estar bem construída e ter esse lado mágico, mas e que tal procurar a sua própria identidade? Not cool in my opinion.

    ResponderEliminar