Ucrânia: Participantes no 'Vidbir 2019' serão conhecidos até 21 de janeiro


A STB e a UA:PBC confirmaram hoje a continuação de Jamala, Andriy Danylko e Yevhen Filatov no painel de jurados do Vidbir 2019. Os participantes no certame serão conhecidos até 21 de janeiro.


A emissora estatal ucraniana UA:PBC e a estação privada STB revelaram, esta tarde, a continuação da cantora Jamala, do comediante Andriy Danylko (conhecido pela sua personagem Verka Serduchka) e do produtor musical Yevhen Filatov no painel de jurados do Vidbir 2019, final nacional do país para o Festival Eurovisão 2019.

"Estamos satisfeitos com este júri e não vemos ainda necessidade de mudá-lo. Todos são profissionais e bastante convictos das suas decisões que abriram diversas discussões acaloradas." afirmou o chefe da competição, revelando que os participantes na final nacional serão revelados até 21 de janeiro. A final do certame, que decorrerá após duas semifinais, está agendada para 23 de fevereiro.

A Ucrânia é um dos países mais bem sucedidos no Festival da Eurovisão. Em 15 participações no concurso, conta com duas vitórias e nove colocações no top10 da Grande Final, sendo, juntamente com a Austrália, o único país que nunca falhou o apuramento. Em Lisboa, MELOVIN representou o país com "Under The Ladder", tendo terminado em 17.º lugar com 130 pontos, 4 deles oriundos do televoto português.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem/ Vídeo: Eurovision.tv

1 comentário:

  1. Anónimo21:02

    Então o Danilko continua no júri? Que surpresa... Decisão acertada de quem assim decidiu. Agora, a menina Tayanna (que considera que a culpa de não ter vencido o Vidbir em 2018 é deste júri apesar de ter tido a pontuação máxima do júri e apenas o terceiro lugar no televoto) vai voltar novamente atrás na sua decisão (de relembrar que ela afirmou que não voltaria ao Vidbir caso o Danilko fosse jurado) e não participar apesar de o seu produtor ja ter quase garantido que ela estaria de volta ao Vidbir em 2019? Caso participe, em vez de pôr a culpa dos seus fracassos nos outros, que concorra com uma música com a qualidade de "I love you" e que não estrague a performance ao exagerar na voz e movimentos (2018), ou ao desafinar e falhar notas por estar muito nervosa (2017). E mais importante, que faça algo para convencer o público ucraniano que seria uma boa representante na Eurovisão, o que não conseguirá se não assumir as suas falhas e culpar os outros como fez até aqui.

    ResponderEliminar