[ESPECIAL] O que já sabemos sobre o Festival Eurovisão 2019?


Agendado para 14, 16 e 18 de maio de 2019 em Telavive, o Festival Eurovisão de 2019 conta já com um cantor confirmado. Descubra tudo o que já sabemos sobre o evento.



Depois de uma disputa tripartida entre Eilat, Jerusalém e Telavive, a cidade costeira mediterrânica conquistou o direito de receber o Festival Eurovisão de 2019 no Expo Tel Aviv a 14, 16 e 18 de maio. Com a retirada da Bulgária, 42 países estarão representados no evento, cujos apresentadores ainda não foram revelados pela EBU/UER e pela KAN. 

Aceda, de seguida, a todas as informações referentes aos 42 países participantes em Telavive:

Albânia
Agendado de 20 a 22 de dezembro de 2018, o Festivali i Këngës 57 será a primeira final nacional para o Festival Eurovisão 2019. 22 candidatos estão a concurso nas três noites: a primeira noite, os cantores subirão ao palco acompanhados pela Orquestra da RTSH, enquanto que, na segunda, apresentarão os seus planos para a atuação em Telavive. Na Grande Final, a 22 de dezembro, o júri será o responsável pela eleição dos representantes da Albânia no Festival Eurovisão de 2019.

Dias depois de ter alcançado o melhor resultado desde 2010, a emissora da Alemanha utilizará o Unser Lied für Israel como final nacional para o Festival Eurovisão 2019, sendo que a gala terá lugar em Berlim. Aly Ryan, BB Thomaz, Linus Bruhn, Gregor Hägele, lilly among clouds ou Makeda: um deles será o representante alemão em Israel.

Depois de ter sido o último país a ser confirmado em Lisboa (já depois da apresentação oficial de todos os países) devido a problemas com as dívidas para com a EBU/UER, a ARJ Macedónia está na lista oficial de participantes em 2019. Contudo, depois da confirmação oficial, a emissora estatal MRT não revelou qualquer informação sobre a participação, sendo espetável que a seleção interna volte a ser utilizada pelo país, que está fora da Grande Final desde 2012.

Contra todas as expectativas, a emissora AMPTV cancelou a realização do Depi Evratesil e anunciou a escolha interna de Srbuk para o Festival Eurovisão 2019, tornando-se o primeiro a revelar o seu representante. Contudo, a canção que a cantora, quarta classificada no The Voice Ukraine, defenderá em Telavive será escolhida através de candidaturas públicas, estando a emissora com inscrições abertas até 10 de janeiro.

Pela primeira vez na história da competição, a Austrália realizará uma final nacional para escolher os seus representantes para o Festival Eurovisão. O Eurovision - Australia Decides terá lugar em Goald Coast a 9 de fevereiro, sendo apresentado por Myf Warhurst e Joel Creasey, sendo que a votação estará a cargo do público (50%) e do júri (50%). Sheppard, Kate Miller-Heidke, Electric Fields, Mark Vincent Courtney Act, Aydan e Leea Nanos são os primeiros confirmados no evento, depois da SBS ter recebido mais de 700 candidaturas para a competição.

Pelo terceiro ano consecutivo, a emissora austríaca ORF selecionará os seus representantes para o Festival Eurovisão de forma interna. Eberhard Forcher liderá o comité de selecção, sendo espectável que a escolha decorra durante o mês de dezembro, sendo que o anúncio apenas acontecerá durante as primeiras semanas de 2019. Sara de Blue, uma das cantoras mais apontadas ao certame, já desmentiu a participação em Telavive.

Apesar do desaire histórico em Lisboa, a emissora do Azerbaijão voltará a escolher os seus representantes para o Festival Eurovisão 2019 de forma interna. Contudo, até ao momento, não foi revelado mais nenhum detalhe sobre a escolha, sendo que Leyla Aliyeva, a nova chefe de delegação, apenas desmentiu os rumores sobre um eventual anúncio durante o mês de dezembro.

Depois da eliminação em 2018, a Bélgica foi um dos primeiros países a confirmar a participação no Festival Eurovisão em 2019, que estará a cargo da emissora RTBF. Apesar de não ter sido revelado nenhum detalhe, é espectável que os representantes sejam escolhidos internamente, com Valentine Brognion, vencedora do The Voice Belgique, a dominar os rumores.

Após a confirmação da participação em setembro passado, a emissora bielorrussa BTRC, anfitriã do Festival Eurovisão Júnior 2018, não revelou nenhum detalhe sobre a sua participação em Telavive. Contudo, é espetado que o Eurofest continue a ser utilizado como final nacional para a escolha dos seus representantes para o Festival Eurovisão 2019.

Segundo classificado no Festival Eurovisão em Lisboa, Chipre é um dos países mais ativos da pré-temporada eurovisiva, com a CyBC a revelar diversos detalhes sobre a sua participação em Telavive. Alex Papaconstantinou será o responsável pela canção, que deverá intitular-se "Replay", enquanto que Sacha Jean Baptiste será a coreógrafa da candidatura que, segundo rumores, poderá ser encabeçada por Tamta ou Vangelis Kakouriotis.

Com o pior resultado da sua história alcançado em Lisboa, a emissora croata HRT reativou o DORA, formato que será utilizado como final nacional para o Festival Eurovisão pela primeira vez desde 2011. Opatija receberá as três galas da competição, estando a Grande Final agendada para 16 de fevereiro, enquanto as inscrições para o certame encerrarão a 10 de janeiro.

A Dinamarca escolhe os seus representantes para o Festival Eurovisão 2019 através do Dansk Melodi Grand Prix 2019, certame que terá lugar no Jyske Bank Boxen, em Herning, a 23 de fevereiro. As inscrições encerraram em setembro, sendo espectável que a DR revele, nas próximas semanas, os escolhidos para a competição.

A emissora eslovena voltará a utilizar o EMA como final nacional para o Festival Eurovisão 2019.Depois de dois anos com semifinais, o certame do próximo ano apenas contará com uma gala, onde dez candidatos disputarão o triunfo em duas rondas: o júri será responsável por eleger os dois candidatos que disputarão a Super Final, onde o vencedor será escolhido exclusivamente pelo público. Além disso, a RTVSLO permite canções em qualquer línguas, depois de, na última edição, ter sido exigido que todas as canções fossem interpretadas em esloveno nas semifinais, havendo liberdade linguística na Final do certame.

Pelo segundo ano consecutivo, a RTVE utilizará o Operacion Triunfo como final nacional para o Festival Eurovisão. Dezassete canções foram distribuídas por 13 dos 16 participantes no formato, o que suscitou grande polémica no países. As propostas serão reveladas no próximo domingo, sendo que as três mais votadas conquistarão um lugar na gala de seleção, enquanto que as restante sete finalistas serão escolhidas por um comité da RTVE. Na gala de seleção para o Festival Eurovisão, o televoto será o responsável pela escolha.

O Eesti Laul 2019 será a final nacional da Estónia para o Festival Eurovisão 2019, com a emissora ERR a ter revelado a lista de participantes e os temas a concurso no certame, que conta com as participações de Stig Rästa, como compositor da canção interpretada por Victor Crone (Melodifestivalen 2015), Birgit (ESC2014) e Tanja (ESC2014) no grupo The Swingers e Sandra Nurmsalu (ESC2009). As semifinais decorrem a 31 de janeiro e 2 de fevereiro, enquanto a Grande Final decorrerá a 16 de fevereiro.

Face ao sucesso da seleção interna de Saara Aalto para a competição de 2018, a emissora YLE confirmou que a final nacional do próximo ano seguirá o mesmo modelo, contando apenas com um artista convidado pela emissora estatal. A gala decorrerá a 2 de março, com os rumores a apontarem para a escolha interna de Eva & Manu.

Apesar do desaire dos Madame Monsieur e "Mercy" em Lisboa, a emissora francesa France 2 continuará a apostar no Destination Eurovision como final nacional do país para o Festival Eurovisão 2019. Os 18 participantes da competição já foram revelados, sendo que as canções serão conhecidas até ao fim de dezembro. Garou será o apresentador do evento, com o painel de comentadores composto por Vitaa, André Manoukian e Christophe Wille. As galas, transmitidas em direto, contarão com o televoto e com um painel de jurados como modelo de votação.

A Geórgia escolhe os seus representantes para o Festival Eurovisão 2019 a 2 de março com a Grande Final do Georgia's Star, versão local do Ídolos. O talent-show, cuja estreia está marcada para 1 de janeiro, contará com Stephane Mgebrishvili (Geórgia 2009) e Natia Todua (Unser Lied für Lissabon) no painel de jurados.

Depois da polémica em torno da final nacional de 2018, a emissora estatal da Grécia garantiu que está "a ponderar todas as opções" para o Festival Eurovisão 2019, desmentindo todos os rumores avançados pela imprensa sobre eventuais negociações com artistas como Tamta e Nikos Ganos.

A emissora AVROTROS revelou, recentemente, que voltará a escolher os seus representantes para o Festival Eurovisão 2019 de forma interna, revelando que a escolha ainda não foi efetuada e "dificilmente será tomada antes do Natal". Contudo, Jim van der Zee, vencedor do The Voice, confirmou que submeteu uma canção para o comité responsável pela seleção dos representantes holandeses em Telavive.

A Hungria voltará a escolher os seus representantes para Telavive através do A Dal 2019. Trinta candidatos estão na corrida, onde se destaca Joci Pápai (2017) e András Kállay-Saunders (2014), estando a estreia da competição agendada para 19 de janeiro. Depois de três eliminatórias e duas semifinais, a Final do evento, que contará com apresentação de Freddie (2016) e Bogi Dallos, decorrerá a 23 de fevereiro.

A emissora irlandesa RTÉ recebeu, até 23 de novembro, várias candidaturas para o Festival Eurovisão 2019, além de ter convidado compositores e cantores com carreira estabelecida para submeterem temas para o certame, sendo esperado que a decisão final seja realizada de forma interna. Recentemente, a imprensa avançou que Una Healy é a favorita da emissora para representar o país em Telavive, algo que não foi confirmado.

Com 132 candidaturas recebidas para o certame, a emissora islandesa RÚV revelará, em meados de janeiro, os 10 participantes do Söngvakeppnim 2019, final nacional da Islândia para o Festival Eurovisão 2019. A final da competição está agendada para 2 de março.

País anfitrião da competição, Israel voltará a selecionar os seus representantes para o Festival Eurovisão através do Hakokhav Haba, versão original do formato Rising Star. Dez galas do formato já foram transmitidas, sendo esperado que os representantes israelitas sejam selecionados até ao final do mês de janeiro.

Agendado para os dias entre 5 e 9 de fevereiro, o Festival de Sanremo 2019 será novamente utilizado como final nacional de Itália para o Festival Eurovisão de 2019, tal como tem acontecido nos últimos anos. O vencedor do concurso será convidado a representar Itália em Telavive sendo que, em caso de recusa, a RAI convidará outro dos participantes. A lista de participantes será revelada aquando do Sanremo Giovani, programa agendado para 20 e 21 de dezembro. Luísa Sobral poderá ser uma das compositoras a concurso.

A emissora letã LTV continuará a apostar no Supernova como final nacional para o Festival Eurovisão 2019. Dezasseis candidatos estão apurados para as semifinais do formato, de onde se destacam Markus Riva, Samanta Tina e Aminata, enquanto compositora. Os representantes letãs serão escolhidos em meados de fevereiro.

49 candidatos estão confirmados no Eurovizijos Atranka 2019, final nacional do país para o Festival Eurovisão 2019. A competição, apresentada por Gabriele Martirosianaite e Giedrius Masalskis, apresentadores das edições de 2016 e 2010, respetivamente, contará com 4 quartos-de-final, 2 semifinais e 1 Final, sendo que o vencedor representará a Lituânia em Telavive. A primeira gala será gravada a 20 de dezembro de 2018, estando prevista a sua transmissão a 5 de janeiro.

Pela primeira vez na história, Malta abdicou do Malta Eurovision Song Contest e utilizará o X Factor como final nacional para o Festival Eurovisão de 2019. 24 candidatos continuam na corrida, seis por cada categoria, sendo que apenas 12 chegarão às galas ao vivo. O representante de Malta em Telavive será conhecido a 26 de janeiro.

A TRM volta a organizar o O Melodie Pentru Europa como final nacional da Moldávia para o Festival Eurovisão. As inscrições estão abertas até 18 de janeiro, sendo que a final  do certame está agendada para 3 de março, sendo precedida por uma semifinal que decorrerá a 2 de março. Contudo, no ano passado, a TRM cancelou a realização da semifinal devido ao reduzido número de inscrições.

Apesar de ter ponderado a saída da competição, a emissora montenegrina RTCG estará representada em Telavive e utilizará o Montevizija 2019 como final nacional. Cinco candidatos estão na corrida, destacando-se Andrea Demirovic, representante de Montenegro em 2009 com "Just Get Out Of My Life", bem como Ivana Popovic-Martinovic e Nina Petkovic, quarta e quinta classificadas, respetivamente, na última edição.

O Melodi Grand Prix 2019 está agendado para 2 de março, em Oslo, contando com 10 candidatos, sendo que 6 foram convidados diretamente pela NRK, emissora que já prepara a participação do país na edição de 2020. A lista de participantes será revelada a 25 de janeiro.

Sem revelar grandes detalhes sobre a sua participação em Telavive, várias publicações apontaram para a possibilidade da TVP, emissora polaca, realizar uma seleção interna para o Festival Eurovisão de 2019, depois do desaire em Lisboa e do triunfo no Festival Eurovisão Júnior 2018. Natalia Szroeder é uma das potenciais representantes.

Apesar do último lugar em Lisboa, Portugal continua a apostar no Festival da Canção como final nacional. Dezasseis compositores estão na corrida, sendo que a lista de participantes e excertos das canções serão conhecidos a 15 de janeiro. A Final do certame decorrerá a 2 de março, numa cidade a revelar.

Tal como no ano passado, o Eurovision: You Decide será apresentado por Mel Giedroyc e Mans Zelmerlöw, vencedor do Festival Eurovisão de 2015, sendo sediado em Salford, em Manchester. Apesar de contar com seis artistas a concurso tal como nas últimas edições, a gala do próximo ano apenas contará com três canções na corrida para representar o país em Telavive. 

Depois do sucesso da participação em Lisboa, a emissora checa CT volta a organizar o Eurovision Song CZ, evento que contará com 8 participantes. A lista de concorrentes será conhecida a 7 de janeiro.

A emissora estatal da Roménia revelou, esta manhã, os 24 semifinalistas do Selectia Nationala 2019, final nacional do país para o Festival Eurovisão 2019. Dan Bittman, primeiro participante romeno na Eurovisão, Nicola, representante do país em 2003, e Mihai, representante romeno em 2006, estão na corrida. As semifinais do formato decorrerão em Arad e Iasi, enquanto a Grande Final será realizada em Bucareste.

Depois do desaire em Lisboa, o governo russo mudou a legislação do país, permitindo investir, diretamente, na participação da Rússia no Festival Eurovisão. Contudo, a emissora VGTRK apenas revelará o representante da Rússia no Festival Eurovisão 2019 no "final de janeiro ou início de fevereiro". Sergey Lazarev e Aleksandr Panaiotov são apontados como potenciais representantes do país em Telavive.

A emissora de São Marino não revelou nenhum detalhe sobre a sua participação em Telavive, afirmando apenas que o 1in360 não será utilizado como final nacional para o Festival Eurovisão de 2019. É expectável que o país volte a apostar numa seleção interna.


A emissora estatal da Sérvia recebeu 76 canções para o Beovizija 2019, certame que selecionará os representantes do país para o Festival Eurovisão 2019. As canções serão analisadas por um painel de especialistas que terá a responsabilidade de eleger os temas que disputarão o Beovizija. Na competição, o processo seguirá o modelo do ano passado: um júri será responsável por 50% da votação, estando a restante a cargo do televoto. O vencedor da competição representará a Sérvia em Telavive.

Com seis galas agendadas de 2 de fevereiro a 9 de março, o Melodifestivalen 2019 será utilizado como final nacional sueca para o Festival Eurovisão. Sarah Dawn Finer, Kodjo Akolor, Marika Carlsson e Eric Saade são os apresentadores da edição, que contará com os regressos dos eurovisivos Anna Bergendahl (2010) e Arvingarna (1993).

Fora da Final desde 2014, a emissora helvética SRF não realizará o Die Entscheidungsshow para o Festival Eurovisão 2019, estando a escolha do candidato a cargo do público e de um painel de jurados via online. Luca Hänni, porta-voz do país em 2017, poderá ter sido selecionado pela emissora helvética SRF para representar a Suíça no Festival Eurovisão de 2019, em Telavive.

Após confirmar a realização do Vidbir 2019 com o acordo com a emissora privada SBS, a emissora estatal da Ucrânia revelou nas redes sociais que a cantora Natalia Hordienko participará na final nacional do país com a canção "Hrim", tornando-se a primeira artista confirmada na competição. O certame será constituído por três transmissões televisivas, estando as semifinais marcadas para 9 e 16 de fevereiro e a Final para 23 de fevereiro.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: Google

Sem comentários