JESC2018: PORTUGAL EM 18.º LUGAR NA EUROVISÃO JÚNIOR


Rita Laranjeira e "Gosto de Tudo (Já Não Gosto de Nada)", representantes de Portugal, ficaram em 18.º lugar no Festival Eurovisão Júnior 2018.



Portugal, representado por Rita Laranjeira e "Gosto de Tudo (Já Não Gosto de Nada)", ficou em 18.º lugar, entre 20 países, no Festival Eurovisão Júnior 2018. A candidatura portuguesa não recebeu nenhuma pontuação dos júris nacionais, tendo ficado em 13.º lugar na votação do público, recebendo 42 pontos.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: JESC

9 comentários:

  1. A Rita merecia melhor, posição e música, mas pronto, ela ainda nos vai representar na Eurovisão dos grandes e trazer o caneco como ela diz. Não achei muita piada à vencedora mas também não era má. Preferia o Cazaquistão, a França, a Austrália ou a Holanda a ganhar.
    No fim de contas um bom espetáculo

    ResponderEliminar
  2. Ela esteve bem, boa performance a canção não dava para mais
    Representou bem o pais e a votação online não correu mal

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18:02

    Nao estava à espera de outra coisa...a cançao é pessima, antiquada e a rapariga merecia melhor.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo18:03

    A culpa não é dela, é da RTP que ainda acha que estamos em 2001.

    ResponderEliminar
  5. A RTP ou volta a esquecer que isto existe ou então tem que parar de pensar que este concurso é algo "junior".Na verdade o JESC está mais para uma imitação "mini-eurovisão" do que outra coisa.Portanto se é para continuar, deixem lá as músicas "Disney Channel/Floribella" para outras alturas.

    E já agora é de salientar a relativa boa classificação online.Como não acredito que muita gente veja isto em Portugal (são os que poderiam votar em nós próprios), só prova que estamos mesmo na "moda", já que com duas canções medianas conseguimos pelo menos estar a meio da tabela.

    ResponderEliminar
  6. Entre tanta vulgaridade Portugal merecia bem ganhar aquela treta, foi de resto a melhor interpretação, segura, sem levantar demasiado o tom de voz para mostrar que é capaz de alcançar muitos decibéis até partir a loiça toda e a canção também não era nada má, uma letra bem adequada ao tema e uma música ritmada e ao mesmo tempo melodiosa. Naturalmente a RTP vai ter que esperar, tal como no evento dos adultos, uns bons sessenta anos, mas ao menos que não seja com alguém com necessidade de trocar nenhum órgão, sei lá, trocar de cérebro, por exemplo, e que saiba miar bastante (cantar). Esta do miar não é para ofender, é só para descontrair. As 5 canções em que eu votei, só por curiosidade, foram as de Portugal, França, Holanda, Israel e País de Gales. A que ganhou (Polónia) estava no meu top 10 e era precisamente a última do top.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:24

      vulgaridade? melhor interpretação? mais objectividade por favor. Alguns eurofans portugueses parecem ter um problema em aceitar criticas e quando não fazem algo bem. Ao menos os espanhois sabem assumir os erros.

      Eliminar
    2. Não vi lá a Espanha.

      Eliminar
  7. A RTP tem de sair da sua bolha e deixar de achar que o ESC e o JESC são aquilo que ela acha que são. Anda a participar para si e depois estranha muito os resultados.

    Para a RTP, o ESC é a representação da cultura nacional. E já não é assim há mais de 20 anos. Se não souberam ler o sucesso do Salvador, é pena.

    Para a RTP, o JESC é uma mostra de música infantil. Newsflash: Não é.

    Vão adaptar-se ao formato ou continuar teimosamente na sua?

    ResponderEliminar