JESC2018: "Anyone I Want To Be" foi oferecido a Iggy Azalea e Rita Ora


O dinamarquês Cutfather, um dos compositores do tema, revelou que "Anyone I Want To Be" foi oferecido a Iggy Azalea e a Rita Ora antes de ser selecionado para representar a Polónia no Festival Eurovisão Júnior 2018.

Em entrevista à emissora dinamarquesa, o compositor Cutfather, um dos responsáveis pelo tema vencedor do Festival Eurovisão Júnior 2018, revelou que "Anyone I Want To Be" foi composto há vários anos, tendo sido submetido à TVP há uns meses atrás. 

"Eu realmente estava esquecido desta canção. Nós concordámos que a canção deveria ser submetida para o concurso e desde então nunca mais soube nada... Ontem quando vi uma notícia com as palavras «Junior Eurovision», tocou um sino na minha cabeça" afirmou o compositor, que garante que a canção não foi composta para a competição, mas para um lançamento comercial: "A canção esteve na gaveta por quatro ou cinco anos à espera do artista certo. Já houve vários grandes artistas internacionais que se interessaram por ela, mas nunca chegaram a gravar. Soube que a Iggy Azalea chegou a trabalhar nela e que a Rita Ora também esteve interessada na canção".


Escolhida internamente pela emissora polaca, Roksana Wegiel representou a Polónia no Festival Eurovisão Júnior 2018 com o tema "Anyone I Want To Be". A cantora venceu a competição com um total de 215 pontos (mais 12 pontos que França), tendo sido a sétima classificada no júri (79) e a vencedora da votação online (136), não tendo recebido nenhum ponto do júri português.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix /Imagem: Google /Vídeo: JESC

9 comentários:

  1. são noticias como estas que me lembram que RTP continua a jogar num campeonato à parte

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:17

    por alguma razão foi recusada… próximo xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:33

      exatamente

      Eliminar
    2. Anónimo15:57

      Em nenhuma parte do artigo diz que foi recusada, pelo contrario, estavam interessadas. Devias preocupar-te com o facto o teu país ter ficado nos ultimos lugares com uma musica tão 'boa', coisa que se vai repetir no proximo ano.

      Eliminar
  3. Anónimo01:28

    estamos muito a leste...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo01:30

    A nossa foi péssima, mas isto nao merecia ganhar.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:23

    A nossa era má mas esta era o quê? Uma obra prima? por favor! Eu vi uma salganhada em palco que só ganhou porque o sistema de votação é uma valente palhaçada.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo07:13

    Ou seja: saiu de uma fábrica de canções feitas a metro, como há tantas por aí.
    Isto faz-me lembrar uma entrevista da Sia, em que ela dizia que compunha em 10 minutos os hits que depois vendia a outras estrelas. Todos os mega-sucessos da indústria pop que entopem as rádios são assim, infelizmente.
    O ouvido do povo habitua-se a isto e depois qualquer coisa mais complexa que fuja a este padrão não vende.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo19:01

    A serio estão aqui lamentando que a RTP não tinha usado uma canção que se fiz para ser cantada e consumida pelos adultos como Polonia fiz? Come on! É certo que RTP ainda não se tem enterado de como é que funciona o JESC (e quem sabe se fique enterado algum dia, Luisa Sobral sabe fazer cançoes para meninos que sim gostam aos meninos mas ela não quer saber da Eurovisão) mas vocês aqui sabem que a unica canção do JESC verdaderamente para meninos que sim gosta aos meninos era a França, o resto (Polonia incluida) são cançoes para adultos cantadas por meninos e issa é a causa por o que o JESC não tem sucesso comercial desde "Antes muerta que sencilla"

    ResponderEliminar