[ESPECIAL] JESC2018: Quais os melhores resultados dos países a concurso em Minsk?


20 países disputam, esta tarde, o Festival Eurovisão Júnior 2018, sendo que 18 países já participaram anteriormente no concurso. Quais serão as melhores marcas de cada nação?



Minsk recebe, esta tarde, a maior edição de sempre do Festival Eurovisão Júnior, contando com a participação de 20 países, com a estreia do Cazaquistão e do País de Gales. No entanto, os restantes 18 países já participaram anteriormente no concurso infanto-juvenil... Quais serão os melhores resultados de cada país? E a pior marca? 

Saiba tudo no ESPECIAL do ESCPORTUGAL de hoje:

Ucrânia
Estreante em 2006 e com 12 participações no curriculum, a Ucrânia já recebeu o Festival Eurovisão Júnior em Kiev em duas ocasiões (2009 e 2013). O melhor resultado da Ucrânia foi alcançado em 2012, quando Anastasiya Petryk venceu o concurso com "Nebo", sendo que o país conta também com dois segundos lugares, em 2008 e 2013. Por sua vez, o pior resultado foi alcançado em 2010, quando Yulia Gurska ficou em 14.º (e último) lugar, posição repetida em 2016.


Portugal
Com três participações no concurso infanto-juvenil, Portugal estreou-se no Festival Eurovisão Júnior em 2006, com Pedro Madeira a levar o país ao 14.º lugar, marca que foi repetida por Mariana Venâncio em 2017. A nível de pontos, a jovem cantora amealhou 54 pontos, enquanto que o cantor, em 2006, apenas arrecadou 22 pontos. Por outro lado, em 2007, com Jorge Leiria, o país não foi além do 16.º lugar, a pior marca do histórico no evento.


Albânia
Depois da entrada em falso em 2012, onde terminou em 12.º (e último) lugar com Igzidora Gjeta, a Albânia regressou ao concurso em 2015, edição em que, contra todas as expectativas, conquistou o seu melhor resultado até à data: Mishela Rapo e "Dambaje" terminaram em 5.º lugar com 93 pontos. Por sua vez, nas duas edições seguintes, o país não conseguiu ultrapassar a 13.ª posição.


Rússia
Estreante em 2005, a Rússia tem como pior resultado a marca registada na primeira participação, quando Vladislav Krutskikh não foi além do... 9.º lugar. Desde então, o país ficou em nove ocasiões nos cinco primeiros, alcançando duas vitórias (em 2006 e 2017) e dois segundos lugares (2009 e 2010), sendo que num deles falhou a vitória por apenas um ponto.


Holanda
Participante em todas as edições do Festival Eurovisão Júnior, a Holanda tem como melhor resultado a vitória de Ralf Mackenbach com "Click Clack" em 2009, tendo ficado em segundo lugar dois anos depois. Por outro lado, o pior resultado holandês remonta a 2015 quando Shalisa não foi além do 15.º lugar.


Azerbaijão
Com apenas duas participações no concurso entre 2012 e 2013, o Azerbaijão tem como melhor resultado o 7.º lugar de Rustam Karimov em 2013, quando "Me and My Guitar" arrecadou 66 pontos em Kiev. Contudo, o resultado da estreia continua a ser a pior marca, com Suada Alakbarova & Omar Sultanov a ocuparem o 11.º posto na tabela classificativa de 2012.


Bielorrússia
Juntamente com a Holanda, a Bielorrússia nunca falhou nenhuma edição do Festival Eurovisão Júnior, sendo um dos países com melhores resultados no certame. Vencedor em 2005 e 2007, o país alcançou também o pódio da competição em 2006, 2011 e 2013, sendo que o pior resultado bielorrusso no evento remonta a 2004, quando Yahor Vauchok ficou em 14.º lugar com apenas 9 pontos.



Irlanda
Estreante em 2015, a Irlanda conta com três participações no Festival Eurovisão Júnior, tendo como melhor resultado o 10.º lugar alcançado por Zena Donnelly em 2016. Por outro lado, o 15.º posto obtido por Muireann McDonnell na edição do ano passado é o pior registo do país no concurso infanto-juvenil.


Sérvia
Com nove participações no certame, a Sérvia estreou-se em 2006, tendo estado de fora entre 2011 e 2013. O melhor resultado, o 3.º lugar, foi alcançado por Nevena Božović e Sonja Škorić em 2007 e 2010, respetivamente, enquanto que o pior resultado do país no certame é o 17.º (e último) lugar obtido por Dunja Jeličić em 2016, tendo recolhido apenas 14 pontos.


Itália
Com quatro participações no Festival Eurovisão Júnior, Itália venceu o concurso infanto-juvenil com Vincenzo Cantiello, naquela que foi a sua primeira participação no evento em 2014, regressando ao pódio eurovisivo com Fiamma Boccia em 2016. Por outro lado, o pior resultado foi alcançado em 2015, quando as gémeas Chiara & Martina Scarpari não foram além do 16.º lugar com 34 pontos.


Austrália
Participante no Festival Eurovisão Júnior desde 2015, a Austrália tem, como melhor resultado no seu historial, o 3.º lugar alcançado por Isabella Clarke em Tbilissi, tendo ficado a 16 pontos do triunfo eurovisivo. Por sua vez, a marca alcançada por Bella Paige na estreia é considerada como o pior resultado do país: a jovem cantora ficou... em 8.º lugar.


Geórgia
Estreante em 2007 e com 11 participações no historial, a Geórgia é o país com melhores resultados no Festival Eurovisão Júnior. Com três vitórias (2008, 2011 e 2016), o país detém também 2 segundos lugares e outras três presenças no top5 da competição. Por outro lado, o pior resultado do país remonta a 2014, quando Lizi Pop ficou em 11.º lugar, sendo a única ocasião em que a Geórgia falhou o top10 do evento.


Israel
Com apenas duas participações no concurso infantil, em 2012 e 2016, o melhor resultado de Israel foi alcançado na estreia no Festival Eurovisão Júnior com o grupo Kids.il a ficar em 8.º lugar no certame. Por outro lado, Shir & Tim, representantes do país em 2016, detém a pior marca, ao terminarem no 15.º posto.


França
De regresso ao concurso este ano, França conta com apenas uma participação no Festival Eurovisão Júnior. Em 2004, Thomas Pontier representou o país com "Si on voulait bien", terminando em 6.º lugar com 78 pontos.


ARJ Macedónia
Estreante em 2003, a ARJ Macedónia conta com 13 participações no Festival Eurovisão Júnior, tendo ficado de fora em 2012 e 2014. O melhor resultado do país remonta a 2007, quando Rosica Kulakova & Dimitar Stojmenovski alcançaram o 5.º lugar no certame, tendo a marca sido repetida em 2008 por Bobi Andonov. Por outro lado, o país ficou em último lugar em três ocasiões, tendo como pior resultado o 17.º lugar alcançado em 2015.


Arménia
Participante desde 2007, a Arménia tem 11 entradas no Festival Eurovisão Júnior, sendo um dos países com melhores resultados no certame. Apenas de contar com apenas uma vitória (2010), o país tem 4 segundos (07/09/15/16) e 2 terceiros lugares (12/14), ficando fora do top5 em apenas três ocasiões. O pior resultado remonta a 2008, quando Monica Manucharova ficou em 8.º lugar.


Malta
Com 13 participações no certame infantil, Malta tem duas vitórias no curriculum (2013 e 2015) e outras seis presenças no top10 do concurso, sendo que, após a ausência em 2011 e 2012, o país arrecadou as duas vitórias e nunca ficou de fora dos 10 mais votados. Contudo, o pior resultado remonta a 2005, quando Thea & Friends não foram além do 16.º lugar com 18 pontos, terminando em último lugar na edição.


Polónia
Participante nas duas primeiras edições do concurso, onde terminou em último lugar... em ambas, a Polónia regressou ao concurso em 2016. O melhor resultado foi alcançado em Tbilissi com Alicja Rega e "Mój dom" a alcançarem o 8.º lugar na votação final, superando o 11.º lugar do ano anterior. No entanto, o pior resultado continua a ser o 17.º lugar de 2004 com 3 pontos, os mesmos alcançados em 2003.


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem/Vídeo: JuniorEurovision.tv

Sem comentários