[ESPECIAL] Em dia de Centenário do Armistício, recorde os apelos de paz no Festival Eurovisão


Há cem anos, a 11 de novembro de 1918, o Mundo assistia ao fim daquele que foi, até à época, o pior conflito da Humanidade: a Primeira Guerra Mundial. Cem anos depois, o ESCPORTUGAL convida-o a recordar as canções de paz que marcaram o evento.



Desde o atentado de Sarajevo, a 28 de junho de 1914, ao armistício de 11 de novembro de 1918, a Primeira Guerra Mundial, uma guerra europeia que se alastrou a todo o mundo, moldou o século XX. Dez milhões de mortos e um novo mapa da Europa, o conflito armado derrubou três impérios, contribuiu para a revolução soviética... e deu origem à Segunda Guerra Mundial.

Ao lado da Tríplice Entente (França, Império Britânico e Rússia) e dos Aliados, Portugal entrou no conflito armado a 9 de março de 1916, com a declaração oficial de guerra da Alemanha depois do pedido de Inglaterra para que o Estado português apreendesse todos os navios alemães e austro-húngaros na costa lusitana. Contudo, os conflitos nas colónias portuguesas em África já aconteciam desde 1914, com sucessivos ataques de tropas alemães. Com treino de tropas inglesas, o Corpo Expedicionário Português, que chegou a contar com quase duzentos mil homens, combateu em Flandres, mas a campanha tornou-se um fracasso: com quase dez mil mortos e milhares de feridos, os custos económicos e sociais superiores à capacidade nacional, fizeram acentuar a instabilidade político, o que conduziria à queda do regime democrático em 1926.

Apesar da regra que impede conteúdos políticos nas suas canções, o Festival Eurovisão contou, ao logo das décadas, com diversas canções que apelaram à paz entre os povos, algumas com referências ao conflito armado que terminou a 11 de novembro de 1918. 

"Ein bißchen Frieden" ("Um pouco de paz", em português) foi a canção vencedora do Festival Eurovisão de 1981, tendo sido interpretada por Nicole, descrevendo, na primeira pessoa, o "desejo de uma paz mundial". Com um recorde de 161 pontos (apenas foi destronado em 1997), a canção detém ainda um feito nunca ultrapassado por mais nenhum tema do Festival Eurovisão: "Ein bißchen Frieden" foi líder de vendas em todos os países e territórios em que foi lançado.


Escrita por Robert Goldman para Lisa Angell, a canção "N'Oubliez Pas" foi composta para "evocar a Primeira Guerra Mundial e todas as guerras que nos chegam ao coração", revelou o compositor, revelando que a mesma foi criada aquando do Dia do Armistício. Em Viena, a canção francesa não foi além do 25.º lugar (antepenúltimo) com apenas 4 pontos: 3 da Arménia e 1 de São Marino.



Também em 2015, a 1.ª Guerra Mundial "esteve" em destaque no Festival Eurovisão: "Face The Shadow", canção escolhida para o certame, foi apontada como uma homenagem às vítimas do Genocídio Arménio, extermínio sistemático pelo governo otomano dos seus súbitos arménios, minoritários dentro da sua pátria histórica, território que integra a atual Turquia, aquando da Primeira Grande Guerra. A canção foi apresentada como "Don't Deny", entendido como um apelo ao reconhecimento do genocídio cujo centenário seria comemorado a 24 de abril de 2015. Depois de apelos dos representantes do Azerbaijão, país que, juntamente com a Turquia, nega a existência do genocídio, o título foi alterado, apesar da delegação continuar a negar qualquer conotação política. A canção, defendida pelo grupo Genealogy, formado por elementos da diáspora do país, terminou em 16.º lugar na Grande Final.



Recorde, de seguida, alguns dos temas que apelaram à paz entre os diversos países no palco do Festival Eurovisão:



























 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL/ Imagem: Google / Vídeo: Youtube

1 comentário:

  1. Anónimo17:01

    Naturalmente que não podiam estar mencionadas no artigo todas as canções que, ao longo de tantos anos, trataram a paz (e a guerra). Naturalmente também que é mais fácil apercebermo-nos da mensagem dos textos, quando as línguas são mais "acessíveis" (castelhano, italiano, francês, inglês). Naturalmente também que temos mais presentes as canções de anos mais recentes. Gostaria, porém, de lembrar a letra da canção da Jugoslávia de 1974, que, de forma simples, lembrava como se pode nascer em tempo de guerra (1942) e procurar seguir em frente, defendendo a paz.

    ResponderEliminar