ESC2019: Cazaquistão quer atuar em Telavive como "convidado especial"


Alan Azhibayev, presidente da Khabar Agency, confirmou que o país está em negociações com a EBU/UER para que atue em Telavive como convidado especial, repetindo o que aconteceu com a Austrália em 2014.

Jon Ola Sand, supervisor executivo do evento, garantiu que o Cazaquistão não estaria a concurso no Festival Eurovisão 2019, mas a Khabar Agency, emissora estatal do país, garantiu que tenciona "atuar" em Telavive enquanto convidado especial: "Há muitos anos que a Khabar faz parte da EBU/UER. Mas agora o nosso objetivo é ficarmos membros ativos da associação para que tenhamos o direito de votar. Quando alcançarmos o objetivo, tudo ficará mais fácil (...) Houve grandes negociações entre o ministro das Comunicações e a EBU/UER, mas as conversações irão continuar agora depois da Eurovisão Júnior em Astana" afirmou Alan Azhibayev, presidente do Conselho de Administração da Khabar Agency, "A Austrália também tentou por muitos anos (...) Primeiro chegaram como convidado especial e só depois entraram a concurso. Precisamos de obter o mesmo estatuto, mas as etapas não são feitas por nós".

Além disso, o presidente do Conselho abordou a possibilidade do país participar na versão asiática do formato: "A Ásia é a Ásia, mas a Europa é a Europa. Lá [na Europa] o Festival Eurovisão está ao nível das Olímpiadas ou do Mundial de Futebol (...) Para participar, há que abordar a EBU/UER com todo o cuidado, que é o que está a acontecer agora.". Por fim, Alan Azhibayev reafirmou que o Cazaquistão entrou na corrida para organizar o Festival Eurovisão Júnior em 2019: "Haverá uma votação (...) Muitos países enviaram uma solicitação (...) Não é um procedimento fácil e será decidido em várias reuniões".

Representado por Daneliya Tulehsova e "Ozine Sen", o Cazaquistão ficou em sexto lugar no Festival Eurovisão Júnior 2018 com 171 pontos, fruto do oitavo lugar no júri (68) e do terceiro da votação online (103), tendo ficado de fora das preferências do júri português.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCKaz/Imagem/Vídeo: JESC

7 comentários:

  1. Anónimo15:47

    Apoio Kazaquistão participar na Eurovisão, mas acho incorrecto querer participar na Eurovisão Ásia participando na europeia também.
    Para isso não se faziam duas eurovisões separadas, fazia-se só uma com 3 ou 4 semifinais, 2 semifinais para europa e 1 ou 2 semifinais para a asia.
    Claro que se a EBU permitir participar nas duas eurovisão não vejo o porquê de países como Rússia, Geórgia, Israel ou até Portugal não participar nas duas eurovisões, uns por razões geográficas outros por razões históricas/culturais

    ResponderEliminar
  2. Anónimo20:10

    Era interessante um concurso com todos os paises do mundo, worldvision

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:34

    Ia ser bonito se enviassem o Borat a representá-los!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22:11

    O lugar do Cazaquistão é na Eurovision Asia (e Austrália também).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:36

      Culturalmente tanto Kazaquistão e a Austrália são mais países europeus que asiáticos, isso justifica que participem na Eurovisão normal

      Eliminar
  5. Anónimo20:31

    A Austrália entrou como "convidada" e tornou-se participante permanente e está no outro lado do mundo. Por que não pode o Cazaquistão fazer o mesmo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:16

      Acho que a Australia continua participando como convidada e por isso pode ganhar o concurso mas não o pode organizar

      Eliminar