Alemanha: Brian Eno afastado de evento depois de apelar ao boicote do Festival Eurovisão 2019


O cantor e compositor britânico Brian Eno foi afastado de um festival de música em Dusseldörf, depois de ter apelado ao boicote do Festival Eurovisão 2019. "Não queremos convidar ninguém que apoie atividades contra o Estado de Israel" alegou a organização.

Agendado para outubro, o festival de música da Conferência da Electricidade, em Dusseldörf, sofreu uma baixa. O cantor, compositor e produtor britânico Brian Eno foi afastado do certame depois de ter apelado ao boicote ao Festival Eurovisão 2019. "Foi a decisão correta" defendeu Rüdiger Esch, organizador do certame, "Não queremos convidar ninguém que apoie atividades contra o Estado de Israel, mesmo que não concordemos com a atual política" frisou, garantindo que o evento perdeu "um dos maiores patrocinadores" devido às atividades pró-BDS do cantor.

Apesar da organização garantir não conhecer o passado de Brian Eno ligado às iniciativas de Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS), o cantor havia referido anteriormente que visitou Israel durante cinco dias e que a experiência o tornou mais consciente da campanha de boicote ao país. Em 2015, o cantor juntou-se a diversos artistas no boicote cultural a Israel sendo que, no ano seguinte, proibiu uma companhia de dança israelita de usar uma canção sua num evento em Itália, depois de saber que a embaixada de Israel era a patrocinadora do Festival.


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: TimesofIsrael /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

2 comentários:

  1. Anónimo12:58

    Apetece-me acusar à Organização de nazistas (vão-me censurar, ESCPortugal?)! Se um dos participantes do certame apelar à pena de morte, será que tem a vitória garantida? Onde é que fica a Liberdade de Expressão nisto tudo, ah? Afinal, há também muitas Ditaduras fascistas espalhadas por este Velho Continente! É sempre bom sabermos quem são aqueles que nos rodeiam, vendo as máscaras caírem-lhe e ficar a nu o seu verdadeiro rosto! Para mim, o responsável da Cultura alemão deveria de cancelar esse evento, cujos responsáveis envergonham tanto a Alemanha como a Europa (até ver, continuo a ser europeísta). Namasté.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:31

      Ai! Bota nemaste nisto! É tudo ranhoso, os que apoiam Israel e os que apoiam a Alemanha. Bom bom é ser Mongol.

      Eliminar