Israel: Haifa entra na corrida para receber o Festival Eurovisão de 2019


O Presidente da Câmara de Haifa confirmou, oficialmente, que a cidade está a preparar a candidatura para receber o Festival Eurovisão de 2019: "Haifa tem todos os meios e cumpre todas as condições para receber a competição".

Haifa, a terceira maior cidade de Israel, está na corrida para albergar o Festival Eurovisão 2019. O anúncio foi efetuado por Yona Yahav, presidente da Câmara de Haifa, garantindo que a cidade está a preparar uma candidatura oficial para receber o evento, tendo já enviado uma carta de intenções para o Ministério da Cultura e do Desporto: "A cidade de Haifa tem todos os meios e cumpre todas as condições para receber a competição. É uma cidade pacífica e um símbolo de coexistência e é digna de receber o concurso em todas as vertentes".

A candidatura da cidade aponta o Estádio Sammy Ofer, com capacidade para 30 mil pessoas, como sede do concurso. Contudo, tal apenas poderá acontecer com a construção de uma cobertura que, segundo a candidatura, seria financiada pela Câmara Municipal. A escassez de quartos de hotel na cidade também está patente na candidatura, com o Município a garantir que, em caso de necessidade, haverá a construção de novos hotéis. A cidade é servida por um pequeno aeroporto internacional, que tem voos diretos para a Grécia e Chipre, havendo ligação direta de Haifa ao Aeroporto Internacional de Telavive por comboio.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix /Imagem: GOOGLE / Vídeo: Youtube

5 comentários:

  1. Anónimo15:36

    Haifa ou Telavive seria muito melhor que em Jerusalém e muito mais seguro também, essas cidades estão longe das "fronteiras" com a Palestina

    ResponderEliminar
  2. construir coberturas e novos hoteis?? e dizem que estão preparados? ou estao preparados para se preprararem??
    Em um ano vao construir hoteis?....ok

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20:42

    O Azerbaijão num ano construiu uma arena do zero, por isso, se começarem do zero, não vejo porque não possam construir os hotéis.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16:07

    Basta terem Lisboa como exemplo e veem com que rapidez se constroem hotéis. Parecem cogumelos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. em lisboa não se constroem...adpatam-se edificios antigos a turismo de habitação ou hostel. É um processo diferente.

      Eliminar